Hoje voltei a estar completa ❤

29 Agosto 2014

E é daquelas sensações que não consigo mesmo descrever em palavras. É arrebatador, é imenso, é infinito. Estar ali, de frente para aquele corredor da Martini, à espera de ver a minha velhinha surgir a qualquer momento, é coisa para me deixar logo arrepiadinha dos pés à cabeça. Foram dois anos de saudade, de espera, de ligações quase diárias... E quando ela surgiu hoje às 6:50 da manhã, com um senhor da ANA a empurrar-lhe a cadeira de rodas [que ela não usa, foi apenas para não cansá-la naqueles enormes corredores], eu ia desfalecendo.

De amor, amor infinito. Saí a correr, o telemóvel caiu-me ao chão [era bateria e tampa a voar, olha, nem quis saber], saltei a grade e agarrei-me à ela. Toda eu era lágrimas, ela também, a minha mãe a tirar fotografias para registar o momento... foi mágico. A primeira coisa que me disse foi: "só você para me fazer encarar um vôo de 10 horas com quase 81 anos em cima, só tu, Anne..." E agora, meus amigos, vou só ali mimar a melhor avó deste mundo e passar o resto da tarde colada à ela, sentindo o melhor cheirinho de sempre: o dela.

Bridezilla #3

26 Agosto 2014
Caraças que isto a cada dia fica mais 'de loucos'. É verdade que não tive o tempo 'tradicional' de noivado (dizem os entendidos que nunca deve ser menos de 1 ano), nós ficamos noivos em Novembro do ano passado e vamos casar nos primeiros dias de Setembro, logo, foram sensivelmente 10 mesinhos mas caramba, sempre fui daquelas pessoas descansadas que diziam "ah, tenho tempo de sobra... Dez meses para organizar uma festa que dura um dia? Oh, faço isso com uma perna às costas".

Pois é, minha menina, mas com essa história de deixar a coisa andar e logo se vê, logo se trata, logo se decide... andas agora numa correria desenfreada para terminar tudo dentro dos prazos e é um Deus nos acuda.

Só ontem é que tive tempo de ir na minha igreja combinar os detalhes da cerimónia para começar (ai, que eu passei a detestar essa palavrinha) a tratar do 'missal' da cerimónia religiosa. Estivemos quase duas horas a tratar de tudo. A liturgia do nosso casamento foi assim das primeiras coisas que pensámos  quando surgiu o assunto 'casamento'. Somos ambos cristãos praticantes e valorizamos bastante todo o ritual do matrimônio [vou chorar rios durante a cerimónia, a maquilhadora que seja esperta e me salpique de spray fixador].

Para o nosso missal queríamos algo único e especial. Escolhemos os louvores, personalizamos os votos que vamos dizer um ao outro [o M. está roidinho para saber os meus votos mas escondi-os a sete chaves, só mesmo no dia é que ele vai me ouvir dizer, era o que mais faltava!]. Depois fomos falar com os músicos e decidir quais músicas serão tocadas no piano (apenas instrumental) e quais serão cantadas. É uma canseira, senhores, mas uma canseira gostosa...

Pelo meio a minha avó teve um imprevisto no Rio [diz que o governo do RJ exige que ela faça uma prova de vida para continuar a receber a reforma enquanto estiver cá, no estrangeiro - estou que não posso!] e tivémos que remarcar a passagem dela para a próxima semana. Tento ver as coisas pelo lado bom: é mais uns diazinhos que tenho para preparar mais surpresas para a minha velhinha!

Dicas // La Redoute com 80% de desconto!

24 Agosto 2014

Já aqui disse 'n' vezes o quanto amo uma cama bem-feita, com edredão de penas [são os melhores para mim, mega confortáveis], com montes de almofadas daquelas viscoelásticas [mais macia e anatômica não existe] e, claro, o meu pequeno pecado: roupa de cama em cetim. E a dica que vos trago hoje é excelente: a La Redoute está com 80% de desconto na roupa de cama da colecção de verão e estão imperdíveis!

Regra geral, nos saldos aproveito para comprar marcas mais caras que não compro normalmente, daí que ande sempre à caça da roupa de cama mais luxuosa com bons preços. E a La Redoute é pro nisto! [não é publicidade, é que os artigos são mesmo muito bons!]. Na última encomenda que fiz comprei exclusivamente artigos para casa, todos com 80% de desconto [a minha encomenda ficou em 200€ mas em saldos paguei só 50€!] e fiquei mais que satisfeita com tudo. Principalmente estes, são do mais macio que há, deslizam na pele que é uma maravilha e já voltei a encomendar em mais duas cores. Imperdível mesmo!

Ainda não estamos a viver na nossa casa, fizemos questão de só irmos para lá depois do casamento, por isso esses dias têm sido ocupados a cuidar dos últimos detalhes como cortinados, tapetes, molduras na parede... Pelo meio lá vamos recebendo o restante dos móveis [e não, ainda não encontrámos 'o sofá', vamos deixar para quando voltarmos do México] e terminando de montar outros tantos. O nosso quarto está prontinho, já com a cama decorada e com mil almofadas lá pelo meio, como nós gostamos. Não vejo a hora de acordar e dormir todos os dias na nossa casa, ao lado da minha metade!

Habemus bouquet!

21 Agosto 2014
Como boa portuguesa que eu [também] sou, deixei a escolha do bouquet para a última da hora, que é como quem diz, escolhi ontem as flores e faltam menos de 3 semanas para a boda... Adoro viver perigosamente! Depois de ter corrido vários sítios [como sempre faço] e ter recebido orçamentos dos mais díspares possíveis, que basicamente iam dos 75€ aos 350€ (sim, pediram-me 350€ por meia dúzia de flores - e esse preço incluía só o bouquet e a lapela do noivo, esta gente não deve viver no mesmo mundo que eu), decidi jogar pelo seguro e optei por fazer o meu bouquet no mesmo sítio onde mamãe fez o dela em Maio: All-Flowers .pt

No dia da minha mãe correu tudo lindamente, entregaram em casa no dia e hora combinados, as flores eram lindas e os ramos muito bem-feitos. Como ela gosta de coisas mais clássicas e em tons suaves, escolheu um bouquet com rosas beges e apontamentos dourados [este]... e eu fiquei com a idéia de que a loja fazia só coisas assim mais básicas e eu queria algo específico, daí ter andado à procura de outros sítios.

Quando mandei mail para lá a perguntar se faziam um bouquet assim e assado, com isto e aquilo e responderam-me que sim... bem, abriu-se todo um novo mundo.

Andei ali pelo facebook da loja a ver os últimos trabalhos e o meu queixo ia caindo:

Fazem coisas tão lindas, mesmo do jeito que eu gosto! Infelizmente não conseguem arranjar as peónias para Setembro [nem os ranúnculos, que eu também adoro] de maneiras que já me conformei com outro tipo de bouquet, igualmente lindo.

Tratei tudo com o André, um amor de pessoa, tem sempre idéias e sugestões, enfim, um atendimento top! Pediu-me a fotografia do vestido, os tons da festa, a cor do sapato, o tema... tudo, mesmo tudo, para criar um bouquet de sonho dentro do mood da festa. E ainda me vai pôr uma medalha no punho do bouquet [não é bem uma medalha, é mais isto] de maneira que vai ter tooodo um sentimento para mim e vai ser daquelas coisas que me vou lembrar para sempre.

Em relação aos preços, o meu pack ficou assim:
- bouquet da noiva: 125€
- mini bouquet para a menina das alianças: 25€
- 70 cones com pétalas de rosa para a cerimónia religiosa: 70€
- Lapelas para noivo, pais e padrinhos: 7,50€ x 7 lapelas = 52.50€

Ficou tudo em 275€ e este valor já inclui a entrega em casa no dia do casamento. É um preço justissímo pela qualidade do serviço, atendimento e beleza do trabalho. Estou mesmo satisfeita e super ansiosa para ver as minhas coisinhas prontas! Se estão em dúvida em relação ao bouquet e são de Lisboa, passem pela loja deles em Lisboa (na Av. de Roma) e apaixonem-se... é tudo lindo e o atendimento do André (quase uma consultoria) faz toda a diferença! Amo profissionais assim.

Das coisas que só acontecem comigo #11

19 Agosto 2014
Na rua onde eu trabalho existem dois cafés. Um é caríssimo (do género, uma merenda e uma coca-cola ficam a 3,90€) e eu nunca meto lá os pés, fui uma vez e paguei tanto pelo pequeno-almoço como pago para almoçar... O outro é óptimo, tem bons preços e pastelaria própria, já fiquei fã.

Mas no mês passado abriu um novo café, com montes de sandes deliciosas e sumos naturais, também com pastelaria própria e um atendimento maravilhoso. Fui lá conhecer e descobri que é um negócio familiar (trabalham pai e filho juntos e a mãe ainda serve à mesa) e são tão simpáticos que na semana passada fui lá quase todos os dias. Na primeira vez que fui, a pergunta habitual:

- Tem guaraná?
- Guaraná não temos, mas temos sumos naturais de melancia, de ananás...

No outro dia lá fui e esqueci-me que não tinham guaraná:

- Vou querer uma baguete de frango e um guaraná com gelo, por favor.
- Oh, não temos guaraná... pode ser um sumo?

Tudo isto para dizer que no sábado fui novamente ao café e o rapaz veio logo ter comigo:
- Olhe, já temos guaraná! Compramos só para si! (a aponta para vááárias latinhas de guaraná na montra).

Fiquei toda contente, não fosse o raio do guaraná ser da marca... Brasil e não Antártica. Não consigo beber o guaraná Brasil, é ácido, é estranho, o sabor em nada se parece com o Antártica. E agora, que sei que os senhores do café compraram aquilo por minha causa, sinto-me na obrigação moral de ir lá todos os dias beber um guaraná de uma marca que detesto (oh pá, os senhores ainda agora abriram o café, não podem ter prejuízo).

Quando levei lá o M. esses dias e ele viu-me a pedir um guaraná, assim que a rapariga levou a lata para a mesa, o M. começou a dizer: "ah mas esse ela não..." e eu dei-lhe um toque por debaixo da mesa, seguido de um "shiuuuu". Os senhores do café são tão queridos, não tenho coragem de dizer que não bebo o raio da bebida. Oh, céus! Adoro gente fofinha e simpática, conquistam-me para todo o sempre :)

Acabadinho de chegar via e-mail:


Eu não sei mas... tenho cá para mim que escolhi mesmo a melhor madrinha de casamento deste mundo! E não, não é por ela pagar um valor indecente para a nossa noite de núpcias ser inesquecível (isso é só um aparte). É mesmo por ela ser fantástica, estar sempre presente para aturar as minhas palermices, ter as melhores conversas 'na madrugada' e ser a melhor amiga deste mundo! Te amo, minha Bia! Pra sempre, tu sabes. Obrigada por tudo, mesmo em outro continente, a milhares de quilómetros de distância... consegues sempre fazer das tuas e me surpreender. Larga logo essa cidade feia que é NYC e vem morar pra sempre em Lisboa? =) 

tão especial...

18 Agosto 2014
Hoje foi a segunda prova do vestido de noiva, logo às 9h da manhã que é para uma pessoa abrir logo a pestana. Desta vez levei todos os acessórios (sapato, soutien e cuecas 'de noiva', brincos e saiote) e realmente, faz uma enorme diferença quando nos vemos, pela primeira vez, prontas. O toque final foi dado pelo véu (depois de tanta conversa 'levo véu, não levo, levo, não levo', decidi que sim) porque apaixonei-me por esse véu mal a senhora o pôs na minha cabeça. Nada a fazer, sou pessoa de paixões.


É claro que ia me dando um ataque cardíaco quando vi o preço simpático do véu (não fazia idéia que um bocado de tecido e umas rendinhas podiam custar mais que 250€, enfim) mas é aquela velha história: só se é verdadeiramente noiva uma vez na vida e eu quero estar maravilhosa no meu dia, com tudo a que tenho direito, sem olhar a valores. Sim, já estou naquela fase em que digo: "olha, perdida por 100 perdida por 1000".

É engraçado porque toda a gente me dizia: "só te vais sentir mesmo noiva quando te enfiarem com o véu na cabeça" e eu ria-me à descarada: "ah, que parvos, até parece que vai ser um véu a deixar-me com ar de noiva..." só que... foi exactamente assim que me senti. Apaixonei-me de cara pelo vestido, assim que o vi, com a saia cheia de folhos em organza (tão, mas tão a minha cara...) e todo o resto, que me fez um corpaço de ampulheta (o que será que se mete por dentro destes vestidos? Deixam as mulheres lindas!) e soube que ele era 'o meu vestido'.

Mas a combinação vestido dos meus sonhos + véu mágico... fez com que quase me saltassem lágrimas dos olhos quando me vi ao espelho. E mamãe, que não me deixa mentir, voltou a chorar hoje. Acho que vou passar na Makro para comprar uma palete de Kleenex já a pensar nas próximas provas...

P.S: E aproveitando que tirei o dia de folga para tratar de umas coisinhas, incluindo a instalação do gás lá em casa, alguém me sabe dizer o valor real da inspecção? É que os senhores da GalpOn disseram-me que aquilo varia entre 50 e poucos até 145€! Alguém me sabe dizer porquê essa diferença absurda de valores? Tem a ver com o quê, exactamente? Elucidem-me que eu nestas coisas sou uma naba.