23 setembro 2016

Ahhh meu Deus!

Estou oficialmente apaixonada por Santorini. É uma ilha que habitava os meus sonhos há algum tempo e confesso que criei tanta expectativa que até tive medo de me decepcionar... Mas a ilha ainda conseguiu superar tudo o que eu pensava.  Se algum dia me casar de novo (ou renovar votos)  é aqui que quero passar a lua-de-mel.  Palavras não são suficientes,  tamanho o encantamento que sinto. Deixo algumas fotos.


SHARE:

17 setembro 2016

Blog oficialmente de férias!

Chegamos hoje de manhã em Mykonos depois de uma verdadeira odisséia com os vôos (já não havia vôos diretos para as ilhas gregas de maneira que optamos por fazer Lisboa-Roma + Roma-Atenas + Atenas-Mikonos só que estava tempestade em Roma e o vôo atrasou nada mais nada menos que 6 horas e eu vi a vidinha a andar para trás. Comecei a fazer um banzé no aeroporto quando encontrei duas raparigas que me perguntam "olhe, desculpe,  você tem um blog?" opá caiu-me tudo ao chão hahaha.  Fui apanhada! Claro que depois disso tive que manter a calma e desisti da ideia de partir o aeroporto todo enquanto não me garantissem vaga noutro vôo para Mykonos,  afinal,  tenho uma reputação a manter.

As miúdas estavam a ir para Roma e calhou apanharmos o mesmo vôo (acho que elas ouviram os meus gritos porque tivemos um vôo de merda por causa do mau tempo em Roma - meninas,  se me estão a ler,  acusem-se!). Chegamos a Roma feito doidos,  tropecamos nas pessoas,  levamos tudo a frente e quando chegamos ao portão de embarque...  "Ah,  o embarque para o vôo de Atenas acabou de encerrar". Até me vieram lágrimas aos olhos. Supliquei que só tinha mala de mão e já tinha feito tudo online,  que o vôo saiu de Lisboa com 6h de atraso... E o italiano ligou para alguém no portão de embarque e essa pessoa abençoada nos deixou entrar! Fiquei ainda mais fã dos italianos :)

Depois desse percalço foi só maravilha. Tinhamos o transfer do hotel a nossa espera no aeroporto,  alugamos uma moto quatro e cá estamos a curtir a ilha. Hoje os termômetros marcaram 40 graus as cinco da tarde por isso não está mal de todo: alternar entre a piscina do hotel,  as praia incriveis e explorar sítios novos.  Adoro!


Só estamos em Mykonos há um dia e já tiramos mais de 200 fotografias...  Isto promete!  Emendamos outro país a seguir à Grécia e só regressamos a Lisboa em Outubro.  Não precisam morrer de saudade que já já eu volto! E se entretanto quiserem partilhar alguma dica ou sugestão das ilhas gregas (ainda temos Santorini e Zakinthos depois de Mykonos) vou agradecer de coração. :)
SHARE:

Depois não digam que eu não avisei... #6

Quem me segue há algum tempo com certeza já terá lido que eu tenho uma paixão assolapada por folhos nas roupas. Adoro! Nete verão quase fui à falência de cada vez que entrava na Zara e encontrava uma blusa com folhos... perdi-me de amores! A mais recente aquisição veio da H&M e estou apaixonada pelo corte dessa blusa. É da nova colecção mas foi ridiculamente barata para o tipo de roupa em questão e se gostam deste estilo, é correr para tentar agarrá-la:

É básica mas ao mesmo tempo os folharecos dão-lhe graça. Foram uma pechincha (15€) e são 100% algodão. Sim, eu sei que a minha blusa está toda amarrotada mas só me lembrei de vos mostrar quando já tinha andado com a blusa para cima e para baixo. Vale a intenção, não vale? :)
SHARE:

14 setembro 2016

Da falta que ela me faz.

Ontem, pela primeira vez desde que me lembro, arrumei as malas para viajar sem pegar no telefone para falar com ela. Era o nosso ritual: sempre que estava a preparar-me para viajar, só conseguia fazê-lo se falasse com a minha avó. Ligava-lhe a dizer "Vó, tô indo viajar..." e ela respondia: "de novo? Essa garota pensa que é passarinho, só quer saber de voar... Toma juízo, não fica viajando pra lugar perigoso..." e eu lá explicava-lhe que não era perigoso, que ficaria tantos dias no país X ou Y e quando chegasse lá enviava uma mensagem para dizer que estava tudo bem.

Assim que aterrissava, ela era a primeira pessoa em que eu pensava em ligar! Por que sabia que, para a minha avó (pessoa humilde, sem grandes estudos - só tinha a 4ª classe), isto de viajar de avião para outro país era toda uma aventura perigosíssima. Então lá a acalmava e a chamada terminava sempre do mesmo jeito: "Vai com Deus minha filha, que Ele te abençoe". E só depois disso é que a viagem começava para mim. Só me sentia segura se a minha avó me desse 'a benção', é uma coisa infantil, mas me fazia ter a certeza que tudo correria bem, como se ela também estivesse comigo ali.

E ontem, pela primeira vez, fiz as malas sozinha. Não teve ninguém para me chamar de 'zinha' ou de 'pé comprido' (as alcunhas que a minha avó me chamava), não teve ninguém para me dizer 'leva um casaquinho, nesses lugares esquisitos pode fazer frio', não teve conselho, nem aviso. Só teve uma saudade enorme, monstruosa, que me fez ter a certeza que a vida mudou de maneira irreversível. Que nunca mais vou ouvir a minha velhinha, ela se para sempre. Às vezes ainda parece tudo irreal para mim, parece que vou chegar ao Rio de Janeiro e vou tê-la à minha espera no aeroporto. As pessoas dizem que não há ninguém insubstituível, que a vida tem que seguir de qualquer jeito, que é a lei natural das coisas.


SHARE:

12 setembro 2016

Aiiii que eu vou matar este gajo!

(o caso deu-se ainda em Agosto mas só agora é que me lembrei de vos contar)

Cenário: Eu e mamãe na Zara, felizes e descansadas da vida, a fazer umas comprinhas enquanto a Vi estava com as amigas no cinema (faz de conta que ela foi ao cinema sozinha hahaha - é uma espécie de autonomia) quando o meu telefone toca. O número era estranho: 308809337 mas como alguns números da ZON começam por 308, pensei que poderia ser algum amigo ou assim. Atendi.

A conversa foi surreal, uma pessoa a dizer que pertencia a uma associação de condomínios e que tinham feito queixa de mim porque estavam a ouvir muitos barulhos sexuais que vinham do meu apartamento. Acham normal? Fiquei tão enervada que estava aos gritos na Zara e quando percebi já tinha dito em alto e bom som "olhe, barulho sexual do meu apartamento não pode ser, que eu e o meu marido nao fazemos nada há duas semanas" - ele estava em viagem de trabalho. Eu, a dar satisfação da minha vida sexual para uma desconhecida, a sério! Entretanto a minha mãe, ao ver a cena, arranca o telefone das minhas mãos e fica possuída: "olhe, a senhora vá procurar aquilo que deve estar a lhe faltar, não enche o meu saco, deve estar com falta..." (sim, meus amigos, a minha mãe é barraqueira-mor e sobe nas tamancas quando a coisa dá para o torto).

Não percebi em nenhum momento que estava a falar com uma 'gravação', tamanha a camada de nervos que apanhei. Dois minutos depois liga-me o cabrão do Pê engasgado de tanto rir, a perguntar se eu já tinha saído 'do castigo das duas semanas". Ninguém merece este meu irmão, a sério!

---» Podem ouvir a gracinha aqui.

(nos entretantos, descobri que o aplicativo chama-se Juasapp e está recheado de partidas, algumas realmente assustadoras como a senhora das Finanças que liga a dizer que está a fazer uma penhora em execução fiscal... brincadeira de muito mau gosto, isso sim! Já conheciam?)
SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig