25 outubro 2011

Pouco tempo. E tanta coisa para fazer... #2

É impressão minha ou esta semana tudo resolveu conspirar contra a minha pessoa?!

No trabalho houve logo um stress. Sim, eu já aqui disse não sei quantas vezes o quanto gosto do meu trabalho e é verdade. Mas ultimamente eles estão sempre a inventar uma qualquer novidade (para pior, como é óbvio). Então lembraram-se de que afinal a empresa já não permite o famoso estatuto do trabalhador-estudante, coisa que eu perguntei logo na primeira entrevista e disseram que sim, senhora, podemos dar o estatuto do trabalhador-estudante. Afinal parece que houve alterações e já não o fazem, porque havia duas pessoas com este estatuto no ano anterior que estavam sempre a faltar para estudarem para os exames e blá blá blá.

O problema é que só se lembraram de me dizer isso agora e como devem calcular, já assinei o contrato de trabalho por seis meses (e só termina em Março). Bonito, portanto. Já expliquei ao meu chefe que eu não quero ter o estatuto para faltar ao trabalho (até porque não sou pessoa de faltar - em dois anos de trabalho só faltei um dia e foi por ter estado em observação no hospital) e que se for preciso posso assinar uma qualquer declaração que diga precisamente isso: "Exmos. senhores, não se preocupem que eu não pretendo beneficiar-me do estatuto de trabalhador-estudante para faltar ao trabalho e sim para ter uma época extra de exames e não ter obrigatoriedade de presença nas aulas. Fiquem descansadinhos". Mesmo assim parece que os directores vão ter que pensar sobre o assunto. E eu que sempre pensei que por lei todas as empresas eram obrigadas a terem o tal estatuto...

Fora isso, todos os professores lembraram-se que precisavam marcar seminários, apresentações e discussões de artigos científicos. Ah e testes da avaliação contínua. E visitas de campo também, já agora. E tudo para a porra da mesma semana, como se não houvesse mais dias nenhuns até o fim do semestre. Anda toda gente maluca na minha turma, a enfiarem litros e litros de café para o bucho e com 4 horas de sono por noite. Eu tenho olheiras até o pescoço e uma cara de quem anda de mal com o mundo, já tive um ataque de histeria com o meu gajo (coitado do homem, nem teve culpa desta vez...) e estou deprimida porque comprei umas calças na Salsa que ficaram giríssimas na loja e hoje ao vesti-las pela primeira vez senti que tinha o rabo dos teletubbies.

Só quero que esta semana passe depressa, depressinha.
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig