05 novembro 2011

Quando a reforma do meu quarto terminar eu vou dormir dois dias seguidos...

A sério, estou que não me aguento. Dores nas costas, mãos ásperas e unhas partidas, tenho tinta branca até no cabelo e uma vontade sem fim de que toda esta bagunça que se instaurou na minha casa termine logo, logo.

O processo em si até não está mal de todo. Os resultados são óptimos e gosto muito daquilo que vejo mas... é super cansativo. É um conselho que vos dou: se pensam restaurar algum móvel antigo, contratem um profissional. É que isto de ver o passo-a-passo nos blogs é uma coisa (tudo parece fácil e simples) mas ao vivo a coisa não é bem assim.

Começámos por lixar o toucador, a banqueta e o espelho. Eram todos de madeira escura e envernizada (e horrível para lixar manualmente) de maneiras que lá rumei ao AKI e comprei a dita lixadora eléctrica (que é uma maravilhosa invenção!) e fez-se luz. Lixei tudo em menos de duas horas e pensei com os meus botões: é só isso? Lixar e pintar? que maravilha! 

Aproveitei que fiz ponte no feriado e fui novamente à loja dos móveis antigos ver se havia assim alguma cama jeitosa em madeira porque eu estou farta do meu modelo Malm da IKEA. Nada contra a IKEA, que adoro, mas estava tão cansada daquela cama de linhas rectas... E encontrei uma cama linda, linda, cheia de curvinhas e detalhes entalhados que fizeram com que eu não arredasse o pé da loja enquanto ela não viesse comigo. E veio =) O único problema é que ela é em carvalho, ou seja, madeira escuríssima, e eu queria uma cama branca. A solução? Pintar, claro. Já que eu já estava com a mão na massa (pintando o toucador) também poderia pintar a cama. E as mesinhas de cabeceira que entretanto também trouxe. Pois.

De maneiras que agora tenho tanta madeira para pintar que nem sei para onde me virar...

O namorado foi solicitado. O P. também, claro. Até a Vi participou, cedendo uma parte do sótão (que agora é dela) para que eu pudesse fazer de ateliê (?!). Lixámos tuudo (as partes entalhadas foram lixadas braçalmente pelo meu digníssimo irmão) e aplicámos uma demão da tinta primária branca, que secou quase instantaneamente. Depois corremos ao AKI para comprar o esmalte sintético à base de água (comprei tudo branco), aguarrás (que destroçou as minhas mãozinhas), trinchas, rolinhos e merdas que tais.

Entretanto lembrei-me que os puxadores (do toucador e das mesinhas de cabeceira) estavam com a pintura desgastada e pintei tudo com tinta spray na cor "ouro antigo". Nunca tinha pintado com tinta spray e adorei a experiência! Ainda tentei simular quanto gastaria para pintar todos os móveis com tinta spray branca mas quando a conta ascendeu aos 80 euros eu desisti logo da idéia...

Estado actual do meu pseudo ateliê:

Olha ele... olha ele. O tão sonhado toucador branco...
Ignorem o chão todo cagado de tinta. A minha mãe jurou que vai me obrigar a andar de gatas com um pano embebido em aguarrás para limpar toda a bagunça que eu fiz...
Os puxadores dourados que foram pintados com tinta spray a imitar ouro antigo. Adorei o resultado =)
Olha a minha banqueta, que coisa mais charmosa. Depois de pintada vai levar um lindo assento em veludo em uma cor assim bem vibrante para contrastar com o restante do móvel branco.
Isto em breve será transformado em um lindo espelho branquinho como a neve. A ver vamos.
Eu e esta cama = paixão à primeira vista. Ela é de corpo e meio e foi um terror para comprar um colchão da medida certa mas lá conseguimos =)
A mesinha de cabeceira (sem a gaveta, of course) pronta para levar mais uma demão de tinta branca. Detalhe para os pés, que achei um encanto.
E agora a contrastar com todos esses móveis vintage tenho um belo dum closet PAX da IKEA na caixa prontinho para ser montado. E um milhão de acessórios da linha KOMPLEMENT que entretanto foram lançados este ano e eu não tinha dado conta. E tempo para arrumar tudo isso, cadê?!

P.S: Durante a saga da remodelação o meu namorado já quis fugir um sem-número de vezes e já excomungou o pobre dono da loja de móveis antigos e toda a árvore genealógica do coitado. Como se o homem tivesse culpa de eu ser louca por móveis antigos...

Vou passar mais um fim-de-semana (espero que o último) a cuidar de coisinhas decorativas e volto assim que tiver tudo em ordem. Wish me luck ;)

P.S2: Prometo que este blog não irá ser transformado em um blogue de decoração. Mas é que este mundo é tão novo para mim que preciso partilhar experiências com vocês e ler sobre dicas e conselhos. Vale?
SHARE:

5 comentários

  1. Sim vale ^^,
    Estou ansiosa para ver o resultado:)
    Parece que vai ficar lindo! Boa sorte.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. @Diário de Momentos: Também fiquei suuper ansiosa para ver o final da obra. E finalmente terminei. E adorei ;)

    ResponderEliminar
  3. o teu blog inspirou-me e acho que vou recuperar uns móveis que tenho em casa dos meus pais para a minha casa. já fui hoje ao Leroy Merlin ver as lixas eléctricas (para cerca de 5 móveis que quero restaurar, parece-me que é um bom investimento) e as recargas, a tinta em si (alguns quero brancos, outros em cores pastel), os rolos e pincéis. estou super animada, quero pesquisar sobre isto para deitar mãos à obra.
    tenho algumas dúvidas: esse primário de que falas tem de ser da cor que depois vamos pintar ou é uma cor especial? os rolos que usaste são rolos para lacar? a madeira não fica com as marcas da direcção do rolo ou pincel?
    adorei os teus móveis, ficaram giríssimos. espero que os meus também fiquem bem. sempre é dinheiro que poupo, uma vez que não preciso de comprar móveis novos, e são móveis únicos e feitos por mim. e gosto muito de misturar vintage com peças mais modernas numa casa, por isso parece-me ser a forma ideal de o fazer.

    ResponderEliminar
  4. @Maat: Olá! Que bom saber que, de alguma forma, o meu post te ajudou a decidir reformar os teus móveis ;D Acho um encanto estes móveis antigos, são infinitamente melhores que os novos (estilo IKEA e Moviflor, nem há comparação) e o design vintage é lindo! Para ser sincera, esta foi a primeira vez em que me aventurei a reformar alguma coisa. Não percebia nada de tintas, pincéis e afins (e continuo sem perceber grande coisa mais adiante). Li muuuita coisa a respeito, na net. Li tutoriais, antes e depois e, principalmente, tive paciência.

    O primer é sempre da mesma cor: assim um branco sujo, meio off white. Ele serve para uniformizar a cor e deixar tudo clarinho para pintares da cor que te apetecer. Usei rolos normais, para pinturas simples. Nem fazia idéia de que havia rolo para lacar. Na primeira camada (primeira mão) a madeira ficou com marcas mas na segunda camada ficou tudo uniforme. O meu namorado, que também não percebia do assunto, ajudou-me bastante (havia momentos em que só me apetecia mandar tudo às urtigas e pagar um profissional) e acredito que, com a ajuda de alguém, conseguirás ter bons resultados. Se eu, naba, consegui, qualquer pessoa consegue ehehe.
    Boa sorte com as pinturas! Se quiseres mais alguma ajuda, estou à disposição ;)

    ResponderEliminar
  5. passei a tarde toda a lixar. e o móvel ainda não ficou pronto, tem muitos trabalhados que é preciso lixar à mão. estou de rastos, mas estou contente com o trabalho que já fiz. estou ansiosa por começar a pintar!
    obrigada pelas dicas ;)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig