09 dezembro 2011

Da minha varanda...

Só vejo neblina. E sinto um frio de arrepiar os cabelos. E sinto-me gelada até os ossos. Eu adoro o inverno mas não exageremos. Eu sei, eu sei... Andei desejosa que o frio chegasse mas eu queria um frio normal. Não um frio vindo directamente da Sibéria.

É que eu já estou com artilharia pesada desde que cheguei do trabalho: lareira acesa na sala, aquecedor do quarto ligado, collants por baixa do pijama, pantufas e manta polar em cima das pernas. E tenho a ponta do nariz e as mãos feito pedras de gelo. E tudo que eu queria era não ter os dedos duros e poder virar as páginas dos meus apontamentos de melhoramento genético... Vou escrever no portátil mais um bocadinho que é para exercitar os dedos e aquecê-los [bela desculpa para não estudar].
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig