28 dezembro 2011

Dicas para fazer boas compras em altura de saldos:



E hoje começa oficialmente a [temida] época dos saldos. E sem dúvida que esta é a melhor altura para comprar roupa, principalmente aquelas peças que sempre fazem falta no nosso roupeiro... Aproveito esta altura para renovar o closet e, por incrível que pareça, para poupar. Oi?! Poupar em altura de saldos? Acreditem, é possível.

É nos saldos de inverno que eu compro mais coisas porque roupa de inverno é muito mais cara que de verão [casacos, camisolas grossas, camisas com bons tecidos…]e acho que compensa mais comprar em saldos. Tenho alguns truques para tirar o máximo proveito desta época:
  • Uns dias antes dos saldos costumo arrumar o roupeiro todo. Examino o que tenho nas gavetas, fiscalizo as calças, as camisas, os pijamas… O que já não gosto/não serve vai para um saco [que posteriormente a minha mãe entrega para quem precisa] e assim liberto espaço [precioso] no roupeiro. Aponto mentalmente o que eu preciso comprar e o que já tenho em quantidades industriais [e essas sei que já não posso nem passar perto!].
  • O segundo passo é estipular um budget para gastar. E aqui temos que ser realistas e perceber que se só podemos gastar 50€ então não vale a pena acharmos que vamos renovar todo o guarda-roupa com esse valor. Eu faço sempre uma lista das peças que preciso/quero comprar e oriento-me pelos valores que estipulo. Como faço anos a 3 de janeiro [e normalmente oferecem-me cheques-oferta de lojas ou dinheiro] aproveito os saldos para comprar imensa roupa e renovar o visual.
  • Também aproveito para comprar aquela peça especial que andei a namorar durante meses [geralmente são peças mais caras como casacos de pêlo, um vestido de noite ou uma mala de uma marca cara] e que com sorte, já estará com descontos de 50%.
  • Vou às compras sempre de manhã [como estou de férias da faculdade e só trabalho à tarde, consigo chegar às lojas perto das 10h da manhã] que é quando elas estão minimamente organizadas, as roupas dobradas e não há filas para experimentar.
  • Evito as tentações do tipo: “ohh este top é amarelo com riscas vermelhas mas está tão barato… só custa 3€, vou levá-lo”. NÃO. Tento sempre fugir dessas tentações, evito comprar só porque está barato porque muitas vezes acabo por não usar a peça e é dinheiro perdido.
  • Procuro nas lojas certas: Eu já tenho a minha rota de lojas a visitar [são muitos anos a virar frangos, senhores…] e começo sempre pela Zara [que é onde acabo sempre por comprar mais coisas]. A seguir vem a H&M, Mango, Massimo Dutti e Stradivarius. Por vezes também espreito a C&A que é famosa pelas roupas pirosas mas já comprei peças lindas por preços irrisórios. Em altura de saldos [e com tempo disponível] vale a pena remexer nas pilhas de roupa, revirar prateleiras e coiso e tal. Nunca sabemos quando A peça vai aparecer, não é? 
  • Experimento sempre antes de comprar: Evito comprar por impulso sem saber como a roupa fica no corpo. É que depois é uma chatice para trocar: filas, provadores, talão de troca e blá blá. Odeio trocar roupas. Também tenho cuidado com peças com “pequenos defeitos” [por lei, devem estar assinaladas] porque não se pode fazer trocas depois e muitas vezes o defeito não compensa.
  • Procuro ter paciência: Eu sei que às vezes apetece agarrar nas peças com 30% e correr para pagar já. Mas tenho calma... Dali a umas 3 semanas a mesma peça pode chegar até aos 70% de desconto [que é uma diferença brutal de preços!]  por isso penso sempre se vale a pena comprar logo nos “primeiros saldos”. Geralmente tento perceber se ainda há muitas peças iguais no meu tamanho e se consigo esperar para comprar depois. Normalmente espero pelos “segundos saldos” a não ser que seja A peça e eu fique mesmo apaixonada por ela [também acontece…]
  • Não levo o VISA: Eu deixo sempre o cartão de crédito em casa quando é altura de saldos. E aqui há quem diga “ah mas tu já és grandinha, podes levar o cartão e basta não usares…” pois… mas eu sei como são as coisas e no calor do momento posso acabar por gastar mais do que aquilo que pretendia e desgraço-me. Por isso, o Visa nunca me acompanha em altura de saldos.
  • Puxo pela memória e tento recordar das ocasiões especiais que terei nos próximos meses [casamentos, baptizados, festa de anos…] e aproveito para procurar pelos vestidos de festa nos saldos… Parecendo que não, poupamos bastante.
  • Visto roupas confortáveis e com poucos acessórios: Nada pior do que experimentar roupa quando estamos muito “produzidas” e demoramos meia hora para despir as botas, os fios, o cinto.. blá blá blá. Como estou constantemente a vestir/despir roupa para experimentar, opto por ir às compras com a roupa mais confortável possível: leggings, túnica e sabrinas/botins sem saltos. 
  • É nos saldos que eu renovo todos os meus básicos: interiores, t-shirts, tops, cuecas e soutiens. Pijamas também gosto de comprar nos saldos [principalmente os mais fofinhos tipo Oysho, Women´Secret e afins – costumam estar ao preço da chuva nesta altura].
E é isso. Acho que os saldos são uma excelente altura para comprarmos roupas de qualidade e com cortes mais clássicos. O segredo é saber esperar pela altura certa e ter paciência para mergulhar nas montanhas de roupa que ficam espalhadas pela loja...
Conhecem mais algum segredo para fazermos compras nos saldos? Todos os conselhos são úteis ;)
SHARE:

4 comentários

  1. Adorei os truques, tenho de segui-los se não quero ver o meu dinheiro a voar para fora do meu bolso ^^,

    ResponderEliminar
  2. Optimas dicas :) Normalmente não tenho grande paciencia para ir aos saldos, ou está tudo desorganizado, ou o meu tamanho já não há, ou não encontro nada que goste... É sempre uma desilusão. Mas este ano quero ir aos saldos para comprar peças básicas, blusas de gola alta, que uso bastante, pijamas, roupa interior :)
    Beijinhos e boas compras :)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig