14 dezembro 2011

Dos delírios da blogosfera.

Não ando neste reino que é a blogosfera há muito tempo. É verdade. Comecei este blog vai fazer um ano [apesar de já ler blogs há imenso tempo] de maneira que ainda fico surpresa com algumas coisas que vejo por aí. Começo a reparar num estranho fenómeno que se apossou de alguns blogs de uns tempos para cá.

As bloggers que possuíam blogs de moda [e escreviam posts normalíssimos sobre compras, tendências e outfits diário] passaram imediatamente ao status de Personal Stylist. Assumem-se como tal, cobram pelos serviços e pensam que esta é a profissão do futuro [sinceramente, com a crise que o país atravessa não sei se haverá espaço para tanto profissional de moda] talvez inspiradas no sucesso que teve a Mónica Lice, não sei. Os blogs, que antes até tinham alguma piada, acabam por cair no ridículo. Ele é posts a dizer "olha, olha... eu dou consultas de styling", ele é posts a falar de "preçários para as ditas consultas". Não há pachorra. Conheço pelo menos cinco casos assim e só consigo achar ridículo, desculpem lá.

Depois há coisas ainda mais absurdas do tipo: a pessoa tem um blog, escreve razoavelmente bem, tem muitos leitores/ seguidores/ fã/ whatever e de repente tem a brilhante idéia de lucrar [ainda mais] com isso. Toca a escrever livros [sobre nada], a dar workshops [?!], a criar cds [mas ainda há quem compre cds à esta altura? Há pelo menos sete anos que não sei o que é isso], a lançar agendas... Por amor da santa. Estas pessoas estão malucas? É que só alguém com um distúrbio mental avançado consegue pensar em merdas deste tipo.

Também noto a quantidade absurda de publicidade nos blogs [blogs esses que eram tão bons antigamente...] que raramente perco o meu tempo a lê-los. Quer dizer, para ser massivamente atacada por publicidade eu prefiro ligar a televisão na SIC e ficar a ver os palhaços da MEO go com aquela publicidade ridícula. Eu gostava imenso de um blog em particular e da forma como a autora expunha as idéias... Hoje o tal blog é uma autêntica montra virtual e eu já não consigo dar credibilidade a nada do que está pra ali escrito "blá blá... este amaciador é maravilhoso, deixa os meus cabelos sedosos e brilhantes..." eu penso sempre: e quem está a pagar-te para escreveres isso?". Acho péssimo ver no reader que há um post novo e descobrir que o post nada mais é do que "ainda não estás inscrita no Clube Fashion? Então toca lá a fazer a tua inscrição!". Porra, eu não mereço ler estas coisas. De maneira que já não visito o tal blog e acho mesmo incrível que a tal autora não perceba que com este tipo de [má] publicidade, só está a perder leitores [mas lá está... ganha dinheiro e é isso que importa].

Senhores, nem tudo neste mundo pode ser convertido em euros. Em lucros. Deixem de lado esses pensamentos mesquinhos, essa ganância desmedida... Não é porque eu sou boa a falar de um determinado assunto que imediatamente me converto em um phD na matéria. E posso cobrar [mas isso cabe na cabeça de alguém?] por tão preciosas informações. É que se ainda fosse uma arte qualquer [pintura, crochet, artesanato, qualquer coisa do género] tudo bem, acho sensato. Posts não são moeda de troca. Não se vendam por tão pouco... Eu bem sei que o país está em crise, mas por favor... tenham um pouco de respeito por quem vos lê.

Eu sou completamente anti-publicidade em blogues. O meu blog não é a minha fonte de rendimentos, não preciso dele para comer e jamais faria um post em troca de produtinhos. Não é mesmo o meu género, não preciso disso, percebem? Um blog é algo tão simples... Porque as pessoas precisam de complicar tudo? E meter sempre o dinheiro ao barulho? Bolas...
SHARE:

7 comentários

  1. Hello!

    Não sei se incluis o meu blog em alguma das críticas que fazes, mas vou deixar-te a minha experiência pessoal. Eu gosto de conhecer novidades de beleza através de blogs, daí que publique, por exemplo, edições limitadas de determinadas marcas e novidades sobre produtos de beleza ou afins. Algumas coisas chegam-me através do email, enquanto outras descubro-as vagueando por aí. E não publico maioria das coisas que me chegam. Publico aquilo que eu acho interessante e que acho que as pessoas poderão achar interessante. Mas se há coisa que eu faço é dar a minha opinião sincera sobre os produtos, quando faço as ditas reviews. Quando tenho que fazer alguma crítica faço-a, sem qualquer problema! E acho que é assim que deve ser. Tenho noção que há muitos blogs que "adoram" tudo o que recebem e que até são capazes de dizer "todos os produtos X da marca Y são mega pigmentados". Poupem-me. Por vezes demoro 3 ou 4 horas a fazer uma review, e irrito-me quando vejo pessoas a escreverem 3 linhas sobre as maravilhas de um produto e já está. Eu prezo a sinceridade e a qualidade dos posts. E tento sempre dar o meu melhor, dando sempre a minha opinião mais sincera.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente! É por isso que gosto tanto do teu blog Garota porque simplesmente é um blog sem publicidade. Beijinho e continua assim.

    ResponderEliminar
  3. Olá! Não estava a falar do teu blog, Ana. Aliás, o teu é dos poucos que eu realmente aprecio e nota-se que a escrita é sincera. Eu também publico determinados produtos no meu blog, quando experimento e eles surpreendem-me pela positiva. O que eu quis com este post foi mostrar como a blogosfera anda podre. E vendida. Tudo se resume a dinheiro, a publicidade, a fama. Há blogues que falam extremamente bem de produtos que são uma autêntica porcaria... É quase como vender a alma ao diabo e por uma ninharia. Acho estúpido, pronto. Nota-se à distância que tu não fazes parte da carneirada e a minha intenção não era ofender os blogs como os teus. =)

    Um grande beijinho!

    ResponderEliminar
  4. @Bia Serrano: Obrigadíssima ;)Um beijinho pra ti

    ResponderEliminar
  5. O de nada já me ri muito contigo como garota e condessa também beijinhos tudo de bom :)

    ResponderEliminar
  6. Fico contente que sintas que possas confiar no que eu escrevo! Se há coisa que eu gosto é que as pessoas me digam "olha, experimentei o produto X porque vi no teu blog e concordo com o que disseste". É muito bom sinal =D E sim, há muita podridão na nossa blogosfera (e digo nossa, porque acompanho com mais atenção os blogs portugueses que os estrangeiros). Mas deixa, aos poucos as pessoas vão começar a perceber em quem podem confiar! Só espero que as marcas também o façam!

    Beijinho grande*

    ResponderEliminar
  7. Concordo plenamente com o que escreveste! Já ando por esta blogosfera há uns aninhos e faz-me muitas confusão como determinados blogs se tornaram verdadeiras televisões em horário de intervalo tal é a quantidade de anúncios que por lá têm. Anda mesmo muita gente a querer ter um blog apenas para lucrar com isso. Parece que é cada vez mais raro encontrar um blog em que se escreva apenas sobre o dia-a-dia ou sobre determinado tema. Parece que to da gente tem de ter um blog de moda hoje em dia.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig