07 dezembro 2011

Freeport.

No último fim-de-semana fui ao Montijo almoçar com os pais do meu namorado e aproveitei para fazer uma visita ao Freeport e ver se despachava já algumas prendas. Havia imensa gente [really?!] e as filas estavam enormes mas consegui comprar a prenda da minha mãe [uma mala Carolina Herrera com 40% de desconto], a prenda do P. [um ténis da Adidas tamanho 48! - o puto é um gigante.] e o perfume do meu gajo [que já é o cheirinho dele - com 30% de desconto].

Para a Vi estou naquela incógnita de sempre: livros, bonecada ou roupa? Aproveitei os preços óptimos da Lefties e comprei um sobretudo vermelho e um vestido mais clássico para ela usar no natal. E hoje ela pediu-me a Barbie-fada-bailarina-qualquer-coisa que não pára de anunciar na televisão [coitados dos miúdos, são massacrados com publicidade nesta altura] de maneiras que lá vou eu ao Continente à procura da tal Barbie. Irmã mais velha sofre tanto... ai ai ai.

Não faço idéia do que vou oferecer aos meus sogros e à namorada do meu irmão [até porque não a suporto e se há coisa que eu não sei ser é falsa.]. Adorei fazer as compras no Freeport, ambiente aberto, cheirinho de castanhas assadas pelo ar, Pai Natal a passear pelas lojas [gosto tanto do velhote!] e um carrossel gigantesco que fui obrigada a conhecer [thanks, Vi!].

Fomos embora já quase na hora de fechar... e milagre: estava quase vazio!
A minha modelo gorducha ;)
SHARE:

3 comentários

  1. eh eh que gira a modelo! O freeport está sempre cheio de gente

    ResponderEliminar
  2. Gosto do seu blog e tomo a liberdade de dizer se não gosta da namorada do seu irmão e diz que não gosta de ser falsa.... para se manter fiel aos seus principios não dê nada, fica melhor.
    Desculpe o desabafo mas fica feio....

    ResponderEliminar
  3. @Fashionista: Obrigada =) É verdade, então nesta altura o Freeport está mesmo apinhado de gente.

    @Anónimo: Tens toda a razão e eu deveria mesmo não oferecer nada à miúda. O problema é que a minha mãe diz que vai criar mau ambiente e eu posso acabar por magoar o meu irmão se não oferecer nada à namorada dele. Então, pela paz e harmonia do lar, vou ter mesmo de ir contra o que penso e vou comprar qualquer coisa à rapariga. Era mesmo incapaz de magoar o meu irmão e às vezes prefiro passar por cima de determinadas coisas para ver contente aqueles que eu amo.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig