12 março 2012

Como enlouquecer um namorado {1}

Sábado à noite, ele no sofá a ver uma série e eu na cozinha a fazer o jantar. A certa altura, resmungo um "ai que chatice ter que cozinhar sozinha e ainda por cima NINGUÉM {em voz alta para reforçar a idéia} aparece para ajudar..." Nada. Nem um suspiro vindo da sala.

Continuei. "Esta gente deve achar que por eu ser preta sou a nova escrava Isaura... {toca a fazer barulho de tampas e tachos}. Quer dizer, anda aqui uma pessoa a cozinhar enquanto outras ficam com a BUNDA {dito em voz altíssima} alapada no sofá."

Dois segundos depois e ele aparece à porta da cozinha:
- Então? O que é que estás praí a resmungar?
- Achas normal eu estar aqui a cozinhar sozinha enquanto tu vês tv e nem sequer perguntas se eu preciso de ajuda? Eu não acho... {beicinho}
- Ohh {ele nunca resiste à técnica do beicinho} anda cá. {beijinhos, beijinhos}. Pronto, pronto, agora sim: precisas de ajuda?
- Não.
- Então porque é que me fizeste vir até aqui, croma?
- Para que tu me perguntasses se eu precisava de ajuda, oras.
- Porra, eu vou viver cem anos e nunca vou entender as mulheres... {volta, resignado, para o sofá}
SHARE:

5 comentários

  1. ahahaha eles não entendem mesmo xD
    Beijocas****

    ResponderEliminar
  2. ahahahaahh!! É que nós somos mesmo assim!! :)

    ResponderEliminar
  3. tu és tão mázinha... LOL...
    nem q vivesse 200 anos ia conseguir entender :)

    ResponderEliminar
  4. Mas a verdade é que eles ás vezes enervam...e quando perguntam se queremos ajuda em alguma coisa, e têm olhinhos para ver (como nós mulheres) que por exemplo a cama ainda está por arrumar ou a mesa por levantar ou a louça por lavar, etc etc. Acho que não é preciso estar sempre a perguntar, é fazer e ponto final!!

    ResponderEliminar
  5. @Sweet Rainbow Channel: Acho que eles nunca entenderão como funciona a mente feminina :P Beijocas!

    @Sini: Pois somos ;) E eles não vivem sem esse nosso jeitinho "peculiar" de ser!

    @Débora Nogueira: ahaha é das más que eles gostam :P Por acaso até nem faço muitas maldades destas mas de vez em quando lá tem que ser. Senão ficam mal habituados :P

    @Paula: Epá, essa do "precisas de ajuda?" quando estamos por exemplo no meio de uma confusão na cozinha [com uma pilha de loiça para lavar e com mil tachos no fogo...] isso enerva-me. O meu nunca faz nada por iniciativa própria, tenho que estar sempre a bater na mesma tecla. "Amooor, não te esqueças de fazer a cama". E a respota é sempre: "sim, já vai". Como odeio esse "já vai!" ahahaha

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig