05 maio 2012

Factos aleatórios {3}:

1- Voltei para Portugal com um puta dum sotaque carioquês que não me larga por nada. Já fui gozada na universidade, já fui gozada no lab enfim... Um mês em terras cariocas alterou drasticamente o meu português de Camões, é só o que tenho a dizer.

2- Nestas férias engordei, sensivelmente, dois quilos. DOIS QUILOS. A sério, estou que não posso. Hoje vesti umas calças skinny e quando me vi ao espelho pensei que era a Popota a dar-me bom dia. Merda, pá. E a minha situação é dramática porque, vejamos: há quem engorde de maneira uniforme e até nem se percebe muito. Já eu engordo apenas nas pernas e no rabo. Sempre sonhei em ter estas pernas e poder usar micro calções e calças justinhas mas a natureza brindou-me com isto portanto vocês imaginam o meu drama. Se visto umas calças skinny pareço um pernil embalado à vácuo. Ontem no lab uma colega, ao tentar me animar, dispara: oh, mas tens um corpo tão bonito, pareces uma ampulheta. A sério, eu mereço isto? Vou ali morrer e já volto.

3- Já não posso com tanta chuva. Não era suposto estarmos na Primavera? E eu que já tinha guardado as botas, as galochas, os casacos pesados... E tão ansiosa que eu estou para usar os vestidinhos que trouxe do Rio e os biquínis e as havaianas. Não é justo.

4- Ontem o namorado ligou-me depois do jantar para dizer que ia jogar futebol com o pessoal do trabalho. Estava distraída a ler e respondi um vago "ok, amor, quando chegares a casa liga-me.", ao que ele me responde, indignado: "ai isto agora é assim? Não perguntas a que horas chego, nem se as namoradas dos outros vão... não me ligas nenhuma.". É oficial: não percebo os gajos.  E depois nós é que somos complicadas. Tá bem, abelha.

5- Descobri que as brasileiras são apaixonadas por sotaques estrangeiros, aliás, o meu irmão é que descobriu tal facto. Está bem que eu tenho um irmão giro que se farta (opinião totalmente imparcial) mas nunca, nem nos meus sonhos mais loucos, eu poderia imaginar que ele curtiria com tantas gajas numa noite. A sério, se eu não visse talvez não acreditasse. Estávamos todos juntos, a dançar, quando uma menina chega até ele e diz: "oi, tudo bom? olha, a minha amiga quer te conhecer..." e aponta para a amiga, encostada na parede. O P. dá um sorriso (ao melhor estilo garanhão) e vai em direcção à tal amiga loira. Passados dez minutos, viro-me para trás e vejo o meu irmão aos beijos com uma morena (wtf?) e fico espantada. Esqueço o assunto e continuo a dançar com o pessoal. Entretanto olho para o meio da pista de dança e lá está o P. com outra gaja diferente. Exclamo, espantada: "mas o que é isto? Ele tem açúcar ou o quê?". Quando pude, finalmente, encontrá-lo sozinho perguntei qual era o segredo. A resposta dele, entre risos: é simples: basta falares em português de Portugal. Elas ficam loucas.
SHARE:

4 comentários

  1. Ahhaha. O que me divirto a ler estes teus episódios :)
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. ACHO INTERESSANTE O SUTAQUE PORTUGUÊS MAS ESSA DAS MENINAS FICARAM COM ELE PELO SUTAQUE FOI ENGRAÇADA!!

    ResponderEliminar
  3. Como compreendo o teu trauma com pernas... Sou igual! Só tenho pernas e rabo e até para comprar calças é um filme, porque para servirem nas pernas ficam largas na cintura -.-' Mas também acho preferivel ter pernas mais cheiinhas do que ter palitos!

    ResponderEliminar
  4. @Gi: Ehehe obrigada :**

    @Ba: Por acaso eu, enquanto brasileira, nunca fui grande fã do sotaque português, prefiro de longe o espanhol. Mas no Rio as meninas adoraram o sotaquezinho do P., para alegria dele ;)

    @Margarida: Oh finalmente alguém que me compreende! Também eu já tive de mandar apertar as cinturas dos calções ou calçãs porque estavam grandes, enfim... um drama. Palitos palitos eu também não gosto, mas assim magras acho super bonito.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig