10 maio 2012

Feliz aniversário, P.!

É, puto, hoje fazes 23 anos e ainda parece que foi ontem que eu via aquele garotinho magricela vestido com a capa do Batman aos gritos de: "estou voaaaando!". 

É, tu realmente voaste. Aliás, o tempo voou. De repente procuro aquele garotinho que era o meu companheiro de aventuras e encontro apenas um homem feito, de riso fácil e coração sincero... Não sei se já te disse isso {provavelmente não} mas às vezes tenho vontade de gritar o quanto eu te amo. Incondicionalmente.

Vejo tantos relacionamentos falidos de mães e filhos e, principalmente, entre irmãos... Agradeço a Deus por sermos tão unidos como somos, tão companheiros, tão amigos uns com os outros.

Ter irmãos que, além de tudo, são amigos de verdade, é algo que não tem preço. É ter alguém que tu sabes que faria qualquer coisa por ti, é ter essa certeza sempre que estás com eles. Bolas, uma família de verdade é tudo o que alguém pode ter de melhor. É se sentir inabalável. Amigos vem e vão. Namorados também. Mas família, essa é para sempre.

E eu, enquanto irmã mais velha {e chata pra caramba, como tu o dizes às vezes} tenho um orgulho sem tamanho das minhas duas jóias preciosas. Sem nenhuma dúvida, afirmo: a minha família é a única coisa verdadeiramente essencial na minha vida. Todo o resto é acessório, é dispensável, é irrelevante.

É, chega de mariquice. Para resumir: Te amo, gigante das colinas. Hoje e para sempre. Desejo que todos os teus desejos se possam realizar, que tenhas todo o sucesso do mundo e que continues com esse teu jeitinho moleque e irónico que já faz parte de ti.
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig