12 junho 2012

Sobre madrastas e enteados.

Acabei de ler aqui que um dos motivos para a separação da Lucy e do Djaló foi este: "... A existência do meu filho mais velho (Chrystian, de 4 anos) nunca foi aceite pela Luciana, dificultando o meu papel de pai" e eu, que já não ia à bola com a Luciana Abreu, agora passei mesmo a ter aversão pela moça.

Porque este é um assunto bastante sensível para mim e sinceramente, não percebo que raio de insegurança faz uma mulher adulta ter ciúmes de uma criança, neste caso, de quatro anos. Não percebo, pronto. Quando ela conheceu o Djaló já sabia que ele tinha um filho de uma anterior relação e tinha duas escolhas: ou aceitava este facto e investia na relação ou então pulava do barco. Dificultar a relação {tão importante} entre um pai e um filho é algo que, a meu ver, não se faz.

E digo isto porque sei bem o que é passar pelo mesmo. Porque a minha mãe separou-se do meu pai quanto eu tinha três anos e passado uns anos ele casou pela segunda vez e a coisa complicou-se. Passei a odiar as vezes em que passava férias com o meu pai {porque a mulher dele estava sempre a fazer intrigas} e fui me afastando. Todas as vezes em que estava com o meu pai acontecia algo que me deixava furiosa: ou ela falava mal da minha mãe à minha frente {o meu pai nunca se conformou com o facto da minha mãe ter pedido o divórcio e acho que, no fundo, até hoje nutre qualquer coisa por ela - daí a minha madrasta morrer de ciúmes}, ou então mandava-me arrumar a casa toda e lavar a loiça {coisa que eu, sempre habituada a ter empregadas em casa, não sabia fazer. Nota: tinha 7 anos}, ou dizia que se eu não fizesse o que ela queria ela faria queixa ao meu pai e ele não me levaria ao parque. Enfim...

E isso não acabou quando eu cresci, não senhores. O meu pai teve o descaramento de, a certa altura, entrar na justiça com um "atestado de pobreza" para deixar de dar a pensão de alimentos minha e do meu irmão. E sabem o mais engraçado? Neste momento o meu pai tem um patrimônio considerável{entre imóveis, carros e empresas} e eu ando a esfolar-me a trabalhar em part-time numa loja de shopping para conseguir manter o estágio na minha área {à borlix} e não sobrecarregar a  minha mãe. Não é engraçado? E depois ainda há pessoas que não percebem o porquê de eu ser tão apaixonada {e grata} pela minha mãe, que sempre desdobrou-se em dois {e até três!} empregos para que eu e o P. estudássemos nos melhores colégios, fizéssemos os melhores cursos e tivéssemos uma vida confortável. Eu costumo dizer que quem me tira a minha mãe, tira-me tudo. Porque ela é o meu tudo, meu alicerce, minha guerreira.

Deus foi tão bom comigo que me presenteou com uma avó e uma mãe pra lá de maravilhosas, como que a compensar-me por um pai destes. Muitas coisas que aconteceram entre mim e o meu pai eu devo à minha querida madrasta, que tão bem soube distanciar-nos. Actualmente o meu pai está a passar por imensos problemas de saúde {razão pela qual eu apressei-me em ir ao Rio vê-lo} e eu sei que ele sente muitos remorsos por tudo o que se passou. Sei que ele ressente-se por não ter tanta convivência com o P. {único filho homem dele - para um árabe isto tem um peso do caraças} e comigo, que sou a mais velha. Mas temos pena, foi um destino que ele próprio quis e eu, a esta altura, já nem tenho vontade de alterar nada.

E ao ler sobre este caso da Lucy e do Djaló, fiquei a pensar na criança de quatro anos e no que ela deve sentir. Não é fácil, senhores. Fico irritada ao ver estes homens serem dominados pelas mulheres, estes homens sem vontade própria que trocam os filhos por qualquer rabo-de-saia. Para mim, filho é um laço eterno, é algo indissolúvel. Não se troca, não se dá, não se esquece. Nem se abandona.
SHARE:

3 comentários

  1. Olá,

    eu sou leitora assidua, mas não costumo comentar.
    Vivi um ano no Brasil e gosto mesmo muito de ler o blog - uma maneira de manter contacto com o Brasil e matar saudades.
    E claro que tb gosto da personalidade da "garota de Ipanema" e do que escreve...afinal blogs que falam do Brasil há muitos :)

    Hoje li muita coisa sobre isto da Luciana e do ser madrasta e agora tive mesmo vontade de escrever.

    Realmente, a Luciana pode ter sido uma "cabra dos infernos", mas pai é pai. E este Djaló só pode ser um imbecil de m**** para dizer uma coisa destas.
    Tenho a mesma posição sobre isto que em relação a qem tem uma amante. Detesto quando dizem que a amante assim e assado. Ora, quem arranja uma amante é que é O grande culpado. Sim, são os dois uns bons trastes, mas mais traste é e mais culpa tem o traidor.

    Assim, como a madrasta tem obrigação de ter juizo e respeitar a criança...Tb o pai da criança deveria ter juizo e saber respeitar o filho e saber fazer respeitar-se. Foi preciso passarem estes anos e ter duas filhas com ela para se aperceber de que era má influencia?!? Enfim, trastes são os dois e pobres crianças - tanto o filho como as filhas.

    ResponderEliminar
  2. Olá :) bem..a ser verdade esta notícia (ainda tenho dúvidas se será mesmo a causa da separação) penso que a culpa é do próprio Djaló porque ele é o pai e quando se tem um filho isso deve ser posto acima de tudo..se ela dificultava a relação com o filho, ele só tinha que por um travão nisso e acabou por fazê-lo em beneficio do filho o que raramente acontece...Tenho uma amiga que tb passou por algo idêntico e parece que quando se separam ou ficam viúvos, arranjam logo uma substituta e esquecem-se dos filhos, isto é que eu não consigo entender, ela não consegue perdoar o pai e penso que ele agr sente remorsos mas é tarde demais. bjs*

    ResponderEliminar
  3. boa tarde,

    Eu honestamente não me acredito que esta seja a causa! Parece-me que foi sim, a causa que ele arranjou pra sair como o coitadinho, manipulado e que a luce é que é uma cabra maluca!
    Na minha modesta opinião axo sim que ele não soube viver na sombra do sucesso dela. Até aqui ele era o rei, ela só lhe seguia os passos! Qdo ela começou a brilhar sozinha com o q melhor sabe fazer que é cantar, ele n gostou e não a apoiou, coisa que ela smp fez com ele pelos clubes q ele passou!
    E mais uma vez este até podia ser o motivo que não era razão para ele vir para aqui falar sobre o tema! Porque tem duas filhas com a Luciana e devia respeita-las!

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig