02 agosto 2012

Das risadas incontroláveis:

Tenho um grave defeito, que nunca antes foi revelado neste blog... Um defeito que já me fez passar por diversas situações constrangedoras: sou incapaz de controlar o riso, #prontofalei. Não consigo, senhores. Se vejo alguma coisa ridícula, cómica, surreal ou qualquer palermice que me faça rir, está o caldo entornado.

Sou do tipo que vai sentada no autocarro, de repente recebe um sms de alguém a dizer qualquer coisa parva e desata a rir sozinha. Mas rir a bom rir, com direito a gargalhadas e lágriminhas dos olhos. Eu sei, o Júlio de Matos me espera, mas o que posso fazer? Não dá mesmo para controlar. Quando estou em sítios públicos ainda tenho disfarçar, pensar em coisas tristes para ver se me passa a vontade de rir. Às vezes funciona, noutras não.

Às vezes são coisas absolutamente ridículas, aliás, há uma palavra que o M. fala, em bom calão, que eu parto-me a rir toda vez que a oiço. Sempre que estamos zangados ele usa esse truque: fala a tal palavrinha. É tiro certo: desatamos os dois a rir e adeus briga.

Este post vem a propósito de uma cena que aconteceu dia desses, na loja. Há uma colega de trabalho que é super palhaça. Às vezes só de olhar para ela a contar qualquer coisa já me dá vontade de rir. Estávamos as duas no balcão quando apareceu um cliente... gago. Opá, vocês não imaginam! O homem era extremamente gago e não se percebia nada do que ele dizia. Ela, toda vermelha de segurar o riso e a fazer trejeitos engraçados, eu ao lado dela, com uma vontade louca de rir. Fiz a única coisa decente a fazer: mandei-me para o chão, a rir, escondida pelo balcão. Eu sei, não se faz. É feio debochar dos outros e um dia eu vou ter filhos e pode calhar de nascerem gagos, blá blá blá. Eu sei que é feio mas não aguentei. Sou uma má pessoa, está visto.
SHARE:

5 comentários

  1. Não conseguir controlar o riso pode ser bem constrangedor em certas situações como essa da loja, mas vê sorrimos porques estamos ou somos felizes, e prefiro ver uma cara sorridente ou alguem a rir mesmo sem sabendo o motivo do que ver uma pessoa de trombas e mal humorada :) e já para não falar que faz bem á alma! Continua a sorrir e a rir muito sempre :)

    ResponderEliminar
  2. Mas isso é uma ótima característica, uma virtude aliás. Quisera toda a gente poder se orgulhar disso :)

    ResponderEliminar
  3. Deixa lá. Já me aconteceu num funeral. Podes sempre dizer que sofres de Síndrome de Tourette!

    ResponderEliminar
  4. @Gato Preto Gata Branca: Olá! Sim, eu tento pensar sempre pelo lado positivo: dou imensas risadas durante o dia. Mas por vezes isso acontece em situações "sérias" onde supostamente eu não deveria rir e é claro que fico constrangida. =)

    @Martini Bianco: Depende do ponto de vista, é claro. Na maioria das vezes, considero uma virtude. Noutras... nem por isso :P

    @Rachelet: Ahahahaha num funeral, valha-me Deus! Olha, a desculpa da Sindrome de Tourette ainda não me tinha passado pela cabeça! Boa ;)

    @Fashionista: Faz mesmo ;)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig