01 setembro 2012

yes, I can!

Há dias, como o de ontem, em que pergunto porquê raios é que me fui meter nisto. WHY?! Estava tão bem, tão sossegada no meu canto... Que mania infeliz é essa de achar que consigo tudo, que sou a super-mulher...? Arre! Mas depois há outros dias, os felizes. Como hoje, em que saí com um sorriso rasgado no rosto e aquele ar de contentamento de quem deu tudo por tudo e ouviu, de uma pessoa que não me conhecia, a frase: "é, miúda, tu és mesmo despachada. Quer dizer, estás cá há dois dias e já dominas o software sem sequer teres tido formação..."

E é isso, senhores. Embarquei noutra aventura depois de muito pensar e dar voltas à questão. A verdade é que não sei nada sobre o estágio no laboratório, se continua, se não continua... A resposta só sai no final de setembro e até lá não posso pôr a minha vida em stand by e ficar só a trabalhar em part time na loja. Não é que seja ruim, que não é. A empresa paga muito bem {tendo em conta que só trabalho 16h por semana}, no dia vinte e cinco o dinheirinho está na minha conta a tempo e horas, e a gerente é um amor. Mas é um trabalho que em nada me acrescenta, verdade seja dita. Não aprendo nada de novo, não tem rigorosamente nada a ver com a minha formação e, confesso, a minha mãe está a ter um desgosto de morte por me ver atrás de um balcão {não que seja motivo de vergonha, que não é, mas ela investiu tanto na minha educação que é realmente frustrante ver um resultado destes}.

Por todos estes motivos, decidi que era a altura de mudar e tentar coisas novas. Há duas semanas que envio currículos para este mundo e o outro e na semana passada fui a três entrevistas. Uma foi para esquecer {200€ + comissões? deve ser...}, outra que até parecia interessante mas o horário era incompatível com as minhas aulas da manhã e, por fim, uma que correu muitissimo bem e me deu esperanças.

Na quarta-feira ligaram-me, já depois de ter feito a entrevista, a dizer que tinha sido seleccionada *pulos de alegria* e a pedir que fosse lá no dia a seguir para assinar o contrato de formação {de trinta dias} e começar já naquele dia.

Basicamente, vou dar apoio à área administrativa da empresa {facturação, controlo de stock, cadastro de clientes, campanhas de marketing e afins} em regime de part-time {das 15h-20h de seg a sex} e o ordenado é mais que o dobro do que ganho na loja, com a vantagem de ter os fins-de-semana livres.

O grande problema é que a empresa trocou recentemente o software de facturação para o famoso ArtSoft e ninguém se entende. Mas tipo, ninguém mesmo. Os dois funcionários que tiveram formação completa sobre o sistema já não estão na empresa de maneira que nem a própria dona, que é a pessoa que me contratou, sabia orientar-me. Hoje soube que uma rapariga tinha começado na semana passada mas entretanto desistiu e juro que percebo a miúda. Aquilo é trabalho que nunca mais acaba.

Comecei ontem e até dia 10 estarei em regime full time {das 10h-21h - mesmo o dia in-tei-ri-nho} a ver se diminuo a pilha de facturas para serem inseridas {e o pessoal das vendas, espertos que só, vendem produtos que ainda não demos entrada, conclusão: há montes de stocks em negativo, uma loucura!}. Até dia 10 estou em regime non-stop e confesso que já tenho os olhos em bico. Nem imaginam como cheguei a casa ontem, completamente de rastos. Imaginem o que é estarem das 10h às 21h fechados numa sala, com o ar condicionado no máximo {e as mãos todas ressequidas} enquanto olhas para o ecrã e pensas: mas que merda é que fizeram aqui?!

Mas não sou pessoa de desistir e quem me conhece sabe que vou dar tudo por tudo até dominar a função. Já trabalhei nesta área antes e gostei imenso. A parte chata é que, enquanto não terminar os trinta dias de experiência {e enquanto não assino o contrato de 6 meses} vou continuar aos fins-de-semana na loja {acham mesmo que vou trocar o certo pelo duvidoso e correr o risco de ficar sem nada? nem pensar} e portanto, ontem dei "adeus" à minha vida social. É por uma boa causa, pessoas.

Deixei alguns posts agendados mas não contem que eu responda com rapidez porque tempo é das coisas que menos tenho tido. Mas não me queixo, não senhora. É difícil estar a trabalhar em dois empregos e não ter nenhum dia de folga mas penso pelo lado positivo: no fim do mês, se tudo correr como espero, vou entregar a minha cartinha de demissão na loja e poder ter um horário flexível, um ordenado jeitoso e, finalmente, dedicar-me à tese.

*dedinhos cruzados*

SHARE:

8 comentários

  1. É assim mesmo! Lutar pela vida mesmo que isso implique alguns sacrifícios!
    Boa sorte e espero que tudo te corra bem! :)

    ResponderEliminar
  2. Boa sorte Anne! ;) Beijinho e muita força *

    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns pela garra! Beijinho e muita sorte! :)

    ResponderEliminar
  4. Admiro a tua dedicação e força de vontade Muita sorte :)

    ResponderEliminar
  5. és uma empreendedora nata, por isso, não duvido nem por um instante que vais dar conta do recado de forma exemplar.

    Go girl...

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig