29 dezembro 2012

E é isto a minha vida:

Todos os dias tenho que, nem que seja por cinco minutos, espreitar a minha tchutchuca via webcam. Chamem-me irmã babada, mas eu tenho taaaantas saudades da minha pequenina! E tão engraçado porque temos uma diferença de idade brutal {eu já era adolescente quando ela nasceu} e mesmo assim, somos muito apegadas uma à outra. Com ela eu sou uma pessoa melhor, mais maluquinha, mais divertida, alinho em todas as palhaçadas {acho que ainda sou pior que ela}, faço uma voz diferente para cada boneco que ela tem, brinco às barbies sentada no chão, como se não tivesse mais nada que fazer para além disso.

Sou perdida pela minha Vitória, essa é que é a verdade. E estar longe dela é aborrecido demais. Por isso, todos os dias assim que chego do trabalho, mesmo cansada e às vezes ainda antes de jantar, faço questão de falar com ela. De ouvi-la tagarelar sobre o que fez naquele dia, que resume-se basicamente a: quantas águas de coco bebeu {ela é a pessoa mais apaixonada por coco que eu já vi na vida}, com quem brincou, o que fez de especial, enfim...

É tão bom e ao mesmo tempo tão ruim ver as pessoas que amamos através de um ecrã. Tenho vontade de pular dentro do computador e arrastar a minha branquinha pra cá. Ai que dó, que dó, que dó.
Hoje estou desejosa para que chegue logo dia 5, quando voltarei a estar completa...
SHARE:

2 comentários

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig