16 dezembro 2012

Tão verdadeiro... ✈


SHARE:

7 comentários

  1. Por acaso discordo... só viaja que pode, não quem quer ou precisa.

    ResponderEliminar
  2. Meninas, acho que isso é muito relativo e pessoal, vai de cada um. Eu, por exemplo, acho que sustentar o vício do tabaco é um verdadeiro luxo, não uma necessidade. Há quem pense exactamente o oposto, que fumar é uma necessidade e não um luxo. São opiniões...

    Para mim, viajar é uma grande necessidade. Não encaro como luxo, encaro como uma janela para o mundo, uma forma de ganhar cultura, de se apaixonar por sítios novos, de viver além das fronteiras.

    As viagens estão para mim na lista das prioridades mas entendo que para algumas pessoas, não seja tão essencial assim. São gostos.. ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu partilho dessa ideia! :D Não fosse eu uma amante de viagens, acho que ficamos muito mais ricos

    ResponderEliminar
  4. Não é que encare como uma necessidade mas sou muito (MUITO) mais feliz quando viajo. E sempre que sobram uns trocos é em viagens que os gasto :) *

    ResponderEliminar
  5. As prioridades mudam de pessoa para pessoa. E penso que esta imagem destina-se precisamente aos amantes das viagens, e não a quem não as pode alcançar. Porque quem tem alguma disponibilidade financeira, e o gosto por viajar como uma prioridade, não considera um luxo, mas sim uma necessidade. Só quem quem tem sede do mundo perceberá esta frase.

    ResponderEliminar
  6. Não... eu tenho sede do mundo e não posso viajar porque a minha vida não mo permite. Aliás, um dos meus grandes desgostos é esse mesmo, não poder viajar!
    Portanto sim, acho que viajar é para quem pode e gosta. É que as pessoas que não podem viajar (seja por questões financeiras ou outras)também sentem sede do mundo e gostam de se enriquecer culturalmente... infelizmente não o podem fazer dessa forma.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig