30 janeiro 2013

A parte boa da tua melhor amiga viver nos EUA...

... é que sempre que ela aterra em Lisboa vem sempre com uma encomenda daquelas mesmo boas! Sou perdida por malas e carteiras, vocês já sabem. Antigamente comprava muitas malas da Stradivarius, Bershka e afins mas depois aprendi a valorizar a qualidade e não a quantidade. De que me adianta ter 35 malas num material rasca e que não vão durar nem 6 meses? Hoje reparo em vários detalhes antes de me decidir por alguma mala: acabamento, material, durabilidade... E passei a ser exigente, agora prefiro comprar uma boa mala em pele e que me vai durar imenso do que andar a pagar 50€ por uma mala de poliéster da Zara, só por ser de marca {e isso das marcas tem muito que se diga}

Por isso, quando a Bia mostrou-me uma mala camel linda em pele, cheia de letras gravadas e com duas alças (curta e de usar atravessada) fiquei maluquinha. O preço? 55 doletas, na T.J. Maxx de New York (o preço inicial era de 211 dólares - uau). Não pensei duas vezes e pedi-lhe para me comprar a azul escura. Estou apaixonada por ela, o couro é de búfalo, tão gostoso ao toque... Amei!






Adorei o detalhe da mala trazer uma bolsinha interna para guardar as coisas de valor tipo carteira, telemóvel e documentos... E ainda vem uma mini carteirinha para pôr o passaporte (é do tamanho ideal). Ganhei também esse moleskine floral (de uma edição comemorativa) já a chamar pela primavera. Fiquei apaixonada pelas coisas que se vendem na T.J. Maxx e morri de tristeza por não termos nada parecido cá =/
SHARE:

9 comentários

  1. A mala é linda e nota-se a boa qualidade de longe! Adorei o porta-moedas castanhos. É de onde?!

    ResponderEliminar
  2. Couro de búfalo? Acho tão, mas tão errado os animais morrerem só para as pessoas andarem 'bonitas'.
    Não sou capaz de andar com carcaças de animais, acho horrível.

    ResponderEliminar
  3. Oi ... nomeei-te para os liebster awards. Passa no meu blog

    ResponderEliminar
  4. @Anónimo: Obrigada ;) O porta-moedas é da nova colecção da Cavalinho e foi amor à primeira vista. Comprei-o no início do mês.

    @Smile: É sim e foi a única coisa que me fez ponderar entre comprar ou não a mala. Entretanto a Bia pesquisou a marca nos EUA e descobriu que a pele utilizada provém de um subproduto da carne, ou seja, o produto principal é mesmo a carne. A pele é um dos restos da indútria pecuária e daí ser aproveitada para as malas.

    @Ana: E tens toda a razão, Ana. Eu também não compraria algo cujo animal tivesse morrido pura e exclusivamente para eu andar "bonita" a ostentar um casaco de peles, por exemplo. Aliás, é mesmo por isso que, apesar de achar as malas Louis Vuitton lindas, não sou capaz de comprá-las porque sei como são feitas e como os animais sofrem. Mas neste caso, o animal morreu para servir à indústria (carne de búfalo é bastante procurada nos EUA) e a pele é apenas um subproduto... O búfalo não morreu para fazer a minha mala, percebes? ;)

    @Laetitia: Obrigada, querida:**

    @mariazinha: Olá! Vou já visitar o teu blog, obrigada!

    ResponderEliminar
  5. ok. Nao sabia. Obrigada por informares. Tambem nao sabia que as Louis Vuitton eram de animais. Nunca procurei saber. É pena.

    Obrigada. Fica bem :)

    ResponderEliminar
  6. TJMaxx que tambem existe em Londres...sempre fica mais perto!

    ResponderEliminar
  7. @Princesse Sofia: A sério?? Há TJMaxx em Londres? Oh, pá... Estive lá há dois meses e nem fazia idéia =( Bolas!

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig