19 fevereiro 2013

Dos abutres oportunistas

Vocês sabem que não sou pessoa de comer e calar, por isso, acho que é quase assim um dever moral contar-vos o que se passou comigo na semana passada. Decidi dar uma volta na arrecadação {vou ser sincera: a verdadeira intenção era encontrar um antigo álbum de fotos} e no meio da habitual bagunça, eis que encontrei a nossa máquina de filmar da Sony, uma compacta que filma em HD e é toda xpto. Mamãe ganhou-a de natal da empresa e só usou o raio da câmera em duas ocasiões. Diz que não tem paciência.

A câmera estava na caixa, completíssima e ainda com todas as películas originais. Perguntei então, sei lá, porque mamãe não vendia a câmera visto que está fechada na arrecadação há mais de um ano, só a perder valor de mercado {sou uma negociadora nata} e a ganhar pó. "Pois é, filha, então vende-a e aproveitas o dinheiro para comprares outra objectiva para a tua câmera" eu sei, a minha mãe é uma fofa.

Fui à net pesquisar onde poderia vender a câmera e descubro a tal da Cash Converters de Alfragide, uma loja que compra "tudo" e depois revende na loja ao lado. No sábado fui almoçar ao IKEA {almôndegas, almôndegas...} e passei pela Cash para vender a câmera.

Se calhar por nunca ter estado num sítio assim, para vender coisas usadas, fiquei completamente estupefacta pelo ambiente daquilo. Montes de pessoas, com todas as coisas que vocês possam imaginar: desde DVDs da época de D. João VI, até discos de vinil, máquinas de café, pulseiras da Pandora (!) e computadores. Ok, isso não seria de se espantar, afinal, é uma loja que compra coisas usadas.

O que, de facto, me chocou foi o ar de tristeza que aquelas pessoas carregavam. Como se fossem para a forca, arrastadas, cansadas, sem vontade nenhuma de estarem ali. Fiquei com o coração apertadinho, principalmente quando tirei a minha senha  {ainda faltavam três pessoas} e fiquei a observar como eram feitas as negociações.

Basicamente, mostras o que queres vender ao funcionário, ele leva o teu produto lá dentro para ser avaliado {cá para mim é mais para pesquisarem o valor de mercado nos sites de leilão}, voltam passado uns dez minutos e soltam a bomba: "Só podemos dar 10€, e mesmo assim já é muito porque o produto tem um risco imperceptível aqui ou a não tem garantia ou sei lá o quê!".

Pessoas, eu vi um portátil ser avaliado em 10€. Um portátil, que por mais velho e caquético que seja {atenção, estava a funcionar - eles só compram coisas que funcionem} recebeu um preço insultuoso. O mais triste não é o avaliador ter oferecido os 10€. O mais triste foi que o senhor, depois de muito pensar e de fazer uma chamada ao telefone, lá decidiu aceitar e vendeu o computador por míseros 10€.

O que é isto, minha gente? Que tipo de abutres são estas lojas que se aproveitam do desespero das pessoas para fazerem estes negócios da China? Fiquei em choque a olhar para a situação, depois vi uma senhora a juntar DVDs e livros antigos {que foram pagos a 0.30€} e dizer incessantemente: "veja lá o que pode fazer, preciso de cinco euros..."

A piada maior é que depois, se entrarmos na outra porta da loja {onde eles vendem aquilo que compram aos desesperados} vemos os mesmos artigos com preços super inflacionados, o que só prova que esta gente é da pior raça possível e mete lucros de 400% em cima das coisas.

Escusado será dizer que assim que olhou para a minha câmera, disparou um "ah, este modelo é bom mas já tem quase dois anos... vou ver o que posso fazer." Passado uns dez minutos volta e diz com cara de quem está a fazer-me um grande favor: Hoje está com sorte. Consegui que lhe pagassem 30€ pela máquina". 

Ahahaha. Amigo, 30€ por uma câmera de filmar em HD, da Sony, com caixa e película ainda colada ao écrã... só podes estar a brincar. Vai dar uma curva, pá! Agarrei na minha filmadora e rumei para casa, que eu de parva só tenho a cara.

É cruel, é abominável o que essas lojas andam a fazer em cima do sofrimento e da humilhação das pessoas. Devia haver uma lei qualquer que proibisse essas criaturas de tripudiarem em cima do desespero alheio. Caiu-me mal, senhores, tão mal...
SHARE:

17 comentários

  1. São pessoas completamente desesperadas, quem vendem tudo, mas mesmo tudo para muitas vezes conseguirem por comida em casa. É triste.

    Porque é que não tentas vender a máquina no OLX, ou qualquer site do gênero, sempre podes fazer o teu preço.

    ResponderEliminar
  2. É horrível, e o desespero dessas pessoas assusta-me!

    ResponderEliminar
  3. Não tinha noção desta triste realidade. :( É mesmo gozar com o desespero das pessoas, principalmente quando depois estas olham para a montra ao lado e vêem o mesmo artigo a um preço exponencial... É triste este país...

    ResponderEliminar
  4. Agora no facebook existem uns grupos que é de compra e venda entre particulares(o que conheço chama-se Negócios na Hora).
    Pesquisa e pode ser que consigas vender a máquina por bem mais de 30€ :)

    ResponderEliminar
  5. Tenta colocar em sites de venda um anúncio, pode ser que a vendas a um bom preço!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. não tinha nenhuma noção disto que contaste mas estou para lá de impressionada.. nunca pensei mesmo /:

    ResponderEliminar
  7. que triste realidade! Estão a aproveitar-se do facto de as pessoas precisarem de dinheiro!

    ResponderEliminar
  8. Nossa. Estou chocada.

    Tenta no OLX. Sempre ha mais dignidade e respeito pelo proximo. Ja comprei e vendi la coisas e correu sempre bem.

    ResponderEliminar
  9. É triste mesmo eles aproveitam-se das pessoas sim. Já lá fui vender um relógio e mandei-os dar uma volta! A venda online, Olx e Custo Justo é muito melhor e tem muita procura. Eu já vendi e comprei e nunca tive problemas.

    ResponderEliminar
  10. Não sabia da existência dessas lojas! É o desespero das pessoas por terem algum dinheiro, claro está! E mais uma vez os outros a aproveitarem-se desta situação.

    ResponderEliminar
  11. Concordo plenamente contigo e o melhor será tentares vender na net não?
    Bjs
    Betty

    ResponderEliminar
  12. É revoltante esses casos de pessoas(negócios) que se aproveitam dos azares e necessidades extremas dos outros. Só uma pessoa completamente desesperada dá um portátil por 10€, só uma pessoa sem valores aproveita-se de casos assim! Revoltante mesmo.

    ResponderEliminar
  13. Olá! Já conhecia essas lojas pois na minha cidade tb há uma...isso de não darem nada, sempre foi assim mas aqui há uns anos atrás ainda davam 1 euro por um livro/cd...pelos vistos agora ainda está pior, deve ser da crise (piadinha).
    Acho que vale a pena só para quem se quer livrar das coisas por falta de espaço e para quem realmente não precisa desse dinheiro, até porque se toparem o desespero da pessoa ainda oferecem menos...
    Mas olha que não é só nessas lojas, eu participo em feiras sem regras onde posso vender o que já não uso/quero e mesmo com roupas e outras coisas a 1 euro, as pessoas ainda oferecem menos, querem tudo dado e arregaçado, enfim.
    Quanto à tua máquina, o melhor mesmo é vender na net, onde se consegue mais dinheiro mas também a espera é maior.

    bjs*

    ResponderEliminar
  14. Mais vale o OLX!
    Já tive também experiências com a Cash Converters e também acho aquilo horrível, deveriam ter um limite de inflacção de preço! Se compravam barato, pelo menos que vendessem barato também!

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig