13 abril 2013

Diário capilar, a saga:

No último post falei-vos sobre a minha verdadeira odisséia em busca do cabelo perfeito, do corte que mais combina comigo, da cor ideal... e digo-vos, tenho é história para contar! Desde ter o cabelo pintado de ruivo numa suposta coloração temporária (que me ficou por 4 meses no cabelo) até ter enfiado duas embalagens de tinta preta do supermercado e ter ficado com o cabelo tipo palha, acho que já tentei de tudo. Inclusive uma franja à la Amélie Poulain (é dos meus filmes de sempre, o que querem?) que ficou uma bela merda e me obrigou a andar de bandolete durante todo o semestre da faculdade, a pessoa aqui já inventou até mais não.

E eis que ontem acabei por voltar ao preto-azulado, depois de muito o meu cabeleireiro explicar que o ombré se fosse reforçado começaria a abrir muito a cor agora com os dias de sol e eu depois detestaria o resultado. Pintámos de preto azulado, fizémos o tal corte que mostrei-vos no último post (e eu amei!) e para reforçar o efeito da última progressiva que fiz, optámos por uma blindagem capilar (ou botox capilar, como é conhecido no Brasil) que é uma super hidratação que sela a cutícula do cabelo (daí o nome blindagem) e não permite que a química do alisamento saia com facilidade, para além de também impermeabilizar os fios contra a humidade, a poluição e os agentes externos. E ficou fantástico, pretinho e cheio de brilho como eu gosto! Prometo fotos depois :*
SHARE:

6 comentários

  1. Admiro-te a coragem! Eu tenho pavor de fazer coisas no cabelo, tenho sempre medo de o estragar e de que fique mal! :S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tinha esse medo de mudar, de pintar, cortar ou fazer qualquer coisa drástica mas sabes, cabelo cresce e foi feito para cortar. Temos essa liberdade e eu adoro inventar. Gosto de sair da minha zona de conforto e experimentar coisas novas. Mas no início, se cortava 3 cm de cabelo já me desesperava ahaha.

      Eliminar
  2. Olá linda . Vim só aqui deixar um link para uma música que quando eu vi o video fez-me lembrar da tua historia e do teu pai. Espero que não leves a mal mas foi o que me lembrei e decidi vir mostrar-te.
    http://www.youtube.com/watch?v=ECDMD_J2CTo&list=LL0zkdz3OYqLFEB-5C7cQMDw

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jessinha! Não conheci a música mas tens razão, traduz muito bem o que eu sinto quando penso no meu pai e na nossa história. Obrigada pela partilha, querida! ;)

      Eliminar
  3. Sou muito desconfiada com cabeleireiros. Gosto quando demonstram conhecimentos. O teu parece ser 5*!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, também eu. Aliás, já tive um verdadeiro pânico só de entrar em salões porque o que mais há por aí são cabeleireiros "curiosos" que não percebem rigorosamente nada do assunto e adoram fazer merda. Por isso, só frequento cabeleireiros recomendados por alguma amiga de confiança, fora isso... népia!

      Eliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig