18 abril 2013

Isto só a mim... #5

Parei numa daquelas bombas de gasolina que ficam assim a meio da rua e têm um atendente para nos abastecer o carro (muito sinceramente, essas são as minhas preferidas). Abri o vidro e entreguei uma nota de vinte euros para o senhor: "boa tarde, são dez euros, por favor".

Estava distraída a mudar o cd do rádio quando vejo o ponteiro da gasolina a disparar para os onze e tal. Assusto-me e grito: "são só dez euros!" ao que o homem imediatamente pára de abastecer e exclama, meio zangado: ah! Como a menina deu-me uma nota de vinte, pensei que era para abastecer os vinte..."

A sério?! E se lhe desse uma nota de duzentos euros, enchia-me o tanque e colocava o resto da gasolina num jerry can para eu levar pra casa de lembrança?

Como já era um velhote, limitei-me a sorrir e a estender a mão para receber os dez euros de troco mas fiquei a pensar: E se eu não me apercebesse? Aposto que seria uma barraca de todo o tamanho e que o senhor me faria pagar pelos litros a mais de gasolina (e por um erro que é dele). Enfim...


SHARE:

11 comentários

  1. Pfv são coisas que acontecem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu disse o contrário? Apenas referi que, pela resposta do senhor (e pela ausência do pedido de desculpas) se ele tivesse mesmo atestado os 20€, duvido que assumisse o erro. Enfim =S

      Eliminar
  2. Se fosse comigo também odiaria. É claro que toda a gente se pode enganar mas é uma situação super chata. Imagina se não davas conta e precisavas mesmo dos 10 euros de troco para ir pagar qualquer coisa?:o
    Enfim, de qualquer maneira e depois de muito tempo de atraso (shame on me) já te respondi ao mail! Espero que possamos combinar um cafézito antes de ires embora querida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi querida! Tens razão, podia ter acontecido com qualquer um e eu tb me engano em muitas coisas, mas tento reconhecer o erro e desculpar-me. Fiquei chateada foi pela afirmação do senhor: "então mas deu-me uma nota de 20€...", tipo, desde quando isso é justificativa?

      Já vi o teu mail (e já te respondo) espero mesmo que possamos ir beber o nosso cafézinho e bater um papo ;) Beijinhos :**

      Eliminar
  3. Olá Anne ;) Boa noite, o post que eu pretendia comentar era o '' das velhas histórias '' mas não consegui escrever nesse.. ;(

    Sigo este blog já há algum tempo e rio com ele muitas vezes, entre sagas capilares, coisas do teu dia-á-dia que aqui partilhas, gosto do lindo Rio ( o cachorro ) lool, mas este post '' das velhas histórias '', deixou-me o coração apertado..

    Infelizmente sei bem o que isso é.. e doi, se doi, existem dias em que a Saudade, a falta ( nem sabemos bem, do quê ) é insuportavél, não conseguimos entender como é que alguém que nos deu vida não nos consegue amar.. mas eu não o consigo evitar, gosto tanto dele.. enfim..

    As desculpas... não desculpam nada mesmo..

    Partilho este pequeno texto que escrevi, num dia mau ou menos bom vá :) talvez te revejas em algumas palavras..

    https://www.facebook.com/notes/claudia-mascote/inside-of-me/212220312154102

    Beijinhos querida e felicidades na mudança para o Rio de Janeiro.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Claudia, obrigada pelas tuas palavras. De fato, só quem passa por essa experiência é que sabe o quanto dói. Muita gente fala: "ah, esquece lá isso, tens uma família maravilhosa, tens uma mãe do caraças e uma avó e irmãos e namorado..." e eles têm razão, tenho uma família de ouro. Mas falta-me uma parte e sempre vai faltar. Amigos, namorado, restantes familiares não são capazes de suprir a falta de alguém tão essencial como um pai.

      E se por muitos anos eu ainda tentei fazer um esforço para entender, tentei relativizar e jogar para trás das costas, agora já não. Já sou grandinha o suficiente para perceber a verdade nua e crua. Mas dói... E vai doer por um bom tempo ainda.

      Beijocas :**

      Eliminar
  4. Transcrevo aqui Anne

    '' inside-of-me

    Só eu sei....



    Como me custa escrever estas linhas...



    Como me dói ser indiferente para ti...



    Como consegues não cuidar, preocupar, amar...?



    Eu já tentei não Sentir, mas não consigo...



    Amo com todas as minhas forças e amarte-ei sempre...



    Custa-me profundamente ver o tempo a Correr, sei que não vais estar cá para sempre...



    E tenho receio que seja só isto que leve de ti... E que tu leves de mim, existe tão mais para dar...



    Quando me aproximo, afastas-me...



    E quando estás longe é como se ninguém existisse para ti..



    Mas eu nunca me esqueço de ti..



    Queria ser a tua menina ...



    Que nunca fui... ''

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tocaste-me com esse texto, tão bem escrito e tão emotivo. Descreveste o que eu sinto e só posso esperar que um dia essa dor diminua. Para mim e para ti :**

      Eliminar
  5. Bem toda a gente erra, toda a gente pode estar num dia mau, ter recebido uma notícia má à pouco, estar com a cabeça nas nuvens por algum motivo. Mas ainda bem que há gente como tu que nunca erra ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai ai ai... mas eu disse que nunca erro? Eu disse que o senhor não podia errar? Não, pois não? É claro que toda a gente tem dias maus, ninguém é perfeito... mas o mínimo que podemos fazer é assumir os nossos erros e, minimamente, pedir desculpas. Era o que eu faria mas pelos vistos nem toda a gente pensa assim.

      Eliminar
  6. Olá Anne ;) Dessejo-te o mesmo, que a tua dor( a nossa ) diminua, claro que vai sempre depender deles.. vamos ver.. Beijinhos grandes

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig