30 junho 2013

Tristeza é...

... ligar para a tua esteticista do coração [que é a melhor de toda Lisboa e arredores] e descobrir que ela está lo-ta-da e quase não encontra uma vaga para ti:

Eu: E na segunda, tens vaga?
Ela: Não, meu amor, na segunda tenho todos os horários cheios até as 20h.
Eu: Na terça?
Ela: Deixa eu ver... (pausa) não, na terça também não tenho. Agora com o verão ando sem tempo até para almoçar!
Eu: (já quase a implorar) vá lá, Deise, não faças isso comigo... Pode ser à hora do almoço, à noite, antes de tu abrires tipo bem cedo, sei lá! Sabes que só faço contigo, arranja-me um horário!
Ela: Espera... Pode ser, tipo, as 8h? Eu sei que é cedo, mas é o único horário que dá.
Eu: (sem pensar duas vezes): Fechado!

Quem me conhece sabe que eu raramento suplico pelo quer que seja, principalmente em prestação de serviços. Há tanta concorrência por aí que, sinceramente, se vou num sítio e ele está apinhado, o mais certo é dar meia volta e procurar pelo próximo estabelecimento. Mas quando se trata da Deise, quebro as minhas regras. Já cometi loucuras para ser atendida por ela (desde sair de Lisboa e ir ao Montijo, na época em que ela estava a trabalhar lá!) e não me arrependo. As minhas sobrancelhas ficam di-vi-nas com ela e demoram quase um mês para crescerem novamente, a pedicure é super ao pormenor (com cutículas lindas e sem um único "bife") que até parece que photoshopei o pé.

Vou ter que acordar as 6h30 para conseguir estar as 8h em Linda-a-velha? Vou. Mas sabem o que mais? Vou com um sorrisão aberto e com a certeza de que são profissionais assim que fazem toda a diferença e cativam o cliente. No meu caso, para tooodo o sempre.

(Deise, meu amor, não queres ir para o Rio comigo? Dava cá um jeitaço que nem imaginas!)

Há bocado comentei com mamãe que tinha marcado um horário com a Deise, ao que ela responde: Humm, pois é, tenho que marcar pra mim também, vou ver se ela me atende na terça ou na quarta. Não resisti e exclamei: vai sonhando, vai... e expliquei-lhe a situação. Nem me deu tempo de terminar e foi logo a correr para o telefone. Ai, Deise, Deise... desconheces o poder que tens nesta família! :P
SHARE:

29 junho 2013

E depois ele ainda diz que não tem jeito para escrever*

Amo o teu senso de humor maluco, adoro as tuas bagunças. Amo o jeito como te importas com os outros e a maneira como fazes amizades com tudo e com todos, desde animais e bebés que passam na rua até os velhotes e sem-abrigos do teu bairro. Adoro o brilho travesso que tens quase sempre nos olhos. Amo a sensação da tua pele contra a minha.. Amo o cheiro do teu cabelo quando balança ao vento...O jeito como dizes uma coisa mas no fundo, queres dizer o contrario. Amo tudo em ti. Cada pequeno pormenor...

E finaliza: "só para depois não dizeres que eu sou sempre muito básico e digo apenas "amo-te", toma lá com isto para não seres parva :P"

Sim, tudo isto escarrapachadinho no meu facebook, assim à vista de todos. E depois é levar com os comentários fofinhos que, basicamente, exaltam o moço e pintam-me como uma megera: "tu trata bem deste gajo, miúda...", "outro assim não encontras em cada esquina" e, o que eu mais gosto (vindo da minha família no Rio): "pobre coitado, não sei como te aguenta... Outro igual você não encontra nem de vela acesa e romaria na igreja...".

Se soubessem a ave rara que o M. é... ui ui

SHARE:

27 junho 2013

Summer Breeze ☼

E finalmente, parece que é desta que o verão chegou! E eu já só posso pensar em biquínis, havaianas (e ipanemas, que adoro), gelados, pés na areia e muito sol no lombo. Com as idas à praia, começo sempre a fazer a minha listinha mental de produtos que preciso (sim, que eu sou neurótica com o sol) e este ano não foi diferente... Depois de ver uma tia, linda e jovem, falecer por causa de uma metástase originada por um cancro de pele, a minha neura com o sol só aumentou.

Confesso que antigamente (há uns quatro verões, por aí), era daquelas que só usava protector solar no rosto (onde a pele é mais sensível e queima mais facilmente) e no resto do corpinho era bronzeador dos pés ao pescoço. É sabido que os bronzeadores possuem pouquíssima protecção solar (quando possuem...) e foi um erro crasso, a não cometer mais.

Como cá em casa há peles para todo o tipo (desde o branco-leite da Vi, até o bronzeado-indiano do Pê, nesta família há para todos os gostos), somos obrigados a ter um bocadinho de cada produto. Para a Vi e para o M., o protector é sempre para cima de 50 fps. Eu uso normalmente o protector de 20/30 mas quando estou ao sol nas horas mais quentes, aplico o de 50 para garantir.

Nos cabelos, como faço uso de coloração (e é sabido que elas desbotam com o sol) este ano investi em produtos profissionais para proteger os fios da radiação UV. Nos lábios, uso um batom ma-ra-vi-lho-so que comprei há dois verões, numa farmácia em Marbella (essa cidade é um forno e os meus lábios gretaram completamente)  e tem factor de protecção 50 fps! Não sai com facilidade e é totalmente incolor. Amo! Cá em Lisboa nunca achei para comprar =/

Actualmente, só uso os bronzeadores depois de aplicar primeiro o protector e só depois das 18h, quando o sol já está fraquinho. Quem me viu antes, toda maluquinha pelo bronze (e pela marquinha de biquíni) e me vê agora, fanática pela protecção da pele, nem me reconhece. Mas só eu sei o quanto é estúpido perdermos a nossa própria saúde (e vida) por uma vaidade estúpida como um bronzeado...

Ufa! É muito produto e é óbvio que não os levo todos para a praia (normalmente os pós-sol ficam em casa e os shampoos também, of course) mas já não sou capaz de pisar na areia sem os meus companheiros. Sinto-me totalmente despreparada para enfrentar o sol, o vento e a radiação se não tiver o meu spray, o meu batonzinho e cia. Manias...

Na minha última encomenda online (onde comprei os kits solares de cabelo) recebi como oferta uns óculos de sol da Schwarzkopf que ainda não tive chance de usar. Não falei da protecção dos olhos contra a radiação mas acho que é óbvio, não? Quem, em seu juízo, vai passar o dia na praia e não leva os óculos de sol? Eu não sou capaz, sinto logo os olhos a arderem e como uso lentes de contacto, faz-me imensa impressão estar na praia sem óculos. E vocês?

Quem vai aproveitar a greve geral para meter um diazinho de férias e correr para a praia levanta a mão \o/ Eu vou! ;)
SHARE:

24 junho 2013

(re)descobrir Lisboa | Cascais & Boca do Inferno

Domingo de sol para nós significa apenas uma idéia fixa: praia. Como vivo há cinco minutos da praia de Carcavelos e estou seempre lá metida, ontem fiquei com vontade de sair um bocadinho do habitual e ir passear por outras paragens. O que não falta em Cascais são sítios bonitos para passear por isso começámos o dia no centro histórico, a ler revistas (eu com a Happy, ela com a da BD da Magali e ele com o jornal A Bola ahaha) e a tomar o pequeno-almoço no nosso café do coração. Depois fomos a caminhar até a Boca do Inferno, que a Vi não conhecia e quando ouviu falar no nome, quis porque quis dar uma passadinha por la (ai, como assim Boca do Inferno? Deve ser assustador... vamos?). 

Na volta, paragem obrigatória para o almoço no Villa, que estava assim apinhadinho de turistas (a sério, nunca tinha visto tantos..) e siga para a praia que uma pessoa também não é de ferro. E lá ficamos, eu e mais duas criaturinhas brancas como leite (e cheias de protector fps 50, que eu cá não dou margem para o azar e emplastro os meus amores de creme) e só levantamos o rabo da areia já perto das 19h.

Adoro domingos, são os meus dias preferidos. Amo a descontracção que só um domingo tem, adoro a liberdade de pegar nas minhas pessoas e ir para onde quiser, sem horários, trabalho, escola... Só um dia de dolce fare niente. Como nós gostamos ;)


SHARE:

22 junho 2013

Comprei no Ebay | acessórios de telemóvel

Ultimamente tenho descoberto um novo mundo: o das comprinhas online! E, minha gente, não imaginam a quantidade de dinheiro que se poupa comprando coisas através da internet! Parece um paradoxo (se compro, como estou a poupar?) mas é verdade, as coisas custam 1/3 do que custam cá.

Um exemplo: no início do mês andei feita maluca à procura de uma capinha fofa para o meu telemóvel (estava mais que farta da minha capa transparente e sem graça) mas cadê que eu encontrei? Nada... Corri tudo, desde Fnacs, Wortens e até aqueles quiosques que só vendem capas de telemóvel (no Colombo) e ninguém tinha capas para o meu LG P970. O único sítio onde as encontrei foi no chinês ao pé de casa mas custavam 3.5€ e eram feitas num silicone manhoso e eu desisti.

Que palhaçada é essa de agora só venderem capas para iPhone? É que capas para tudo que fosse da Apple via-se em cada esquina mas para outros modelos, está quieto. Já quando eu tinha o Blackberry era a mesmíssima coisa, nunca encontrava capas giras com facilidade, arrgh! Devo estar a escolher mal os telemóveis, só pode ser isso.

Mas lá me lembrei do Ebay e a minha alma ficou parva! Capas de todos os feitios, cores, até em 3D com orelhinhas de bichos (que acho piroso, mas pronto) e aquelas películas protectoras de écra (que na The Phone House cobram 8€ por uma caixa com duas...). O paraíso, minha gente. Fui controlada e trouxe duas capinhas, uma canetinha para jogar melhor (ahaha era muito barato, não resisti) e películas para o ecrã. Mas era menina para trazer assim por alto mais umas 29 capas. São tão amorosas!
A capa de Havaiana às bolinhas eu achei linda-e-maravilhosa e custou 5 libras (veio de Inglaterra) mas me decepcionei com a qualidade. Ok, eu sou chatinha e exigente mas acho que a capa poderia ter a imagem do desenho mais nítida, tendo em conta que era bem mais cara que as outras.

Já a capa com furinhos é um amooor e super bem feita, num material maravilhoso, meio metalizado que me fez encomendar outra, desta vez em rosa. Veio de Espanha e custou só 3€. Depois comprei essa mini caneta para jogar (é uma delícia para escrever, até o M. reparou que as minhas sms ficaram mais compridas e detalhadas ahaha) e custou tipo 1€ e pouco. Comprei a branca para condizer com o telemóvel mas havia em quase todas as cores. O vendedor ainda me ofereceu a película de ecrã, do modelo do meu telemóvel (odeio cortar películas de protecção, os acabamentos ficam uma bosta).

E é isso, ando maravilhad com as coisinhas que se podem encontrar pelo ebay. Já conhecia, tenho conta lá há uns 2 anos mas o M. é que comprava lá coisas, eu comecei a usar no início deste ano e já tenho feito algumas compras incríveis como esse colar rosa que eu queria desde o verão passado e nunca encontrei cá para vender:

Chegou ontem para mim e veio de Hong Kong! Chegou direitinho em duas semanas, achei bem rápido tendo em conta que veio do outro lado do mundo. Dei um lance de 0.97€ no leilão desse colar e jurava que não ganharia mas... ganhei! O vendedor oferecia os portes então, vamos à isso!

Quem gosto mesmo dele foi a Vi que mal o viu, disparou: "oh mana, é tão giro! Posso ver como me fica?" e anda com ele pendura no pescoço pra cima e pra baixo. A ver se compro um parecido para ela (na versão mini mini) que esta ainda é pior que eu no que toca à acessórios.

Estou à espera de mais três coisinhas do Ebay (dois objectos de decoração e artigos de papelaria, que adoro) e tão logo cheguem venho mostrar-vos ;) E por aí, há mais alguma ebaymaníaca?
SHARE:

20 junho 2013

Banho de brilho: o passo-a-passo!


Desde que comentei pela primeira vez sobre o Banho de Brilho que recebo mails e comentários a pedirem para ensinar o passo-a-passo, para dizer os produtos que utilizo, onde os compro, etc... Como nas mini-férias da semana passada apanhei imenso sol, a coloração pretinha do meu cabelo ficou super azulada e ontem decidi fazer um novo banho de brilho! Aproveitei para fotografar tudo e registrei o passo-a-passo para mostrar aqui no estaminé. Vamos à isso?

O que é o Banho de Brilho?
É um tratamento para dar um brilho extra aos cabelos, aquele reflexo espelhado que todas nós adoramos. Para quem faz uso de tinturas/coloração, o banho de brilho pode ter duas funções: dar brilho e cor ao cabelo (meu caso, que pinto o cabelo de preto). Em ambos os casos (com pintura ou sem), o objectivo é sempre o mesmo: tornar os cabelos super brilhantes e espelhados!

Com que frequência devo fazer?
Depende da quantidade de lavagens. A coloração que eu uso dá para até 28 lavagens, ou seja, dois meses, já que lavo os cabelos de dois em dois dias. Mas conforme noto que o cabelo vai perdendo o brilho, reforço o banho de brilho, nunca espero os dois meses. Regra geral, faço o banho de brilho a cada 45 dias.

Que produtos são necessários?
Para além daqueles básicos (luvas, pincel e recipiente de plástico), é preciso ter uma máscara de hidratação de cor branca (para a cor da máscara não interferir com a cor da coloração), um tubo de coloração na cor desejada (uso sempre a marca Richesse da L´oreal na cor preta ou, quando não quero pintar e quero apenas dar um up no brilho, opto pela cor "clear" que é o incolor) e ainda um revelador  (água oxigenada volume 6 ou 9 - no caso de tons castanhos e pretos). Eu ainda acrescento, por sugestão do meu cabeleireiro, uma ampola de vitamina A ou cinco gotas de queratina líquida (se notar que o cabelo necessita de reconstrução). Todos os produtos podem ser encontrados em lojas de cabeleireiro ou online.

[1] Revelador Diacolor da L´oreal volume 6 (comprei essa embalagem enooorme de 1 litro porque era muito mais barato que comprar o pote pequenino)
[2] Coloração Richesse da L´oreal na cor preta (nº1) - como o meu cabelo está comprido, uso um tubo inteiro mas em cabelos curtos, meio tubo chega.
[3] Máscara Novex com Óleo de Argão - qualquer máscara de cor branca serve, uso essa da Novex porque é bem baratinha e cumpre a função de emoliente para a coloração.
[4] A cor da minha coloração, que desta vez foi o preto mas costumo usar também o preto azulado (fica ainda com mais brilho)
[5] Ampola de Vitamina A da Real Natura - qualquer ampola de vitamina A ou B serve ;)
[6] Pincel para ajudar a espalhar o produto e luvas de latéx que roubei descaradamente do laboratório da universidade - essas não rasgam :P

 
Depois do produto misturado, começo a aplicar no cabelo de trás para a frente (começo pela nuca) com o pincel e vou espalhando até chegar à franja. No final, coloco a touca de alumínio e faço uma ligeira massagem para o produto penetrar bem nos fios e alcançar todas as zonas do cabelo. Espero 25 minutos e lavo o cabelo com o meu shampoo tradicional. Aplico a máscara nas pontinhas e já está! Cabelo super brilhante e com uma cor luminosa, do jeitinho que eu gosto ;)

O banho de brilho tem imensas vantagens em relação à pintura tradicional: não possui amoníaco (logo, não estraga/seca o cabelo), é mais barato que a tintura normal de supermercado, dá um super brilho e maciez aos cabelos e em loiras, dá para matizar as madeixas e tirar aquele amarelado horrível das pontas queimadas de sol. Como desvantagens, só encontro uma: não cobre a 100% os cabelos brancos. Eu tenho alguns fios brancos (maldita genética) e ficam todos pretinhos depois do banho de brilho mas mamãe, por exemplo, que tem muuuito mais brancos que eu, não consegue cobrir todos os fios (ela tem mesmo que recorrer à tintura tradicional), é o único lado chato. De resto, só tenho boas impressões.

Alguém já conhecia?
SHARE:

19 junho 2013

Porque esta luta também é a minha:


Esta luta é de toda a nação brasileira. É da minha avó Laura que vive no Rio e recebe uma reforma miserável que não dá para pagar sequer o seguro de saúde que ela usufrui [pago por nós], que gasta por mês mais de 2/3 do que ganha em medicamentos [não comparticipados, obviamente], que não pode andar de transporte público porque torna-se presa fácil para os assaltantes de plantão, sim, esta luta também é dela.

É a luta da minha tia Isabel que sofre de problemas nos rins e tem que fazer hemodiálise de dois em dois dias num hospital há mais de 280 km porque os hospitais da região dela estão sobrelotados e não há máquinas que cheguem para todos. É a luta, inconsciente, da minha prima Luísa que teve o azar de nascer num dia em que o hospital da cidade estava em greve e, por ter esperado tanto tempo para vir ao mundo, ficou para sempre com sequelas irreversíves [não havia mais oxigénio e ela teve uma paralisia cerebral]. Sim, essa é a luta dela.

Esta é, também, a luta da minha amiga Marcela, estudante de mestrado da UERJ [universidade estadual do Rio] que é obrigada a ficar meses sem aulas porque os professores ficavam meses em greve e por isso ela demorou quase dois anos a mais para conseguir terminar o curso. Sim, a luta também é dela.

É, ainda, a minha luta. Sim, minha, que um dia me vi quase forçada a sair do meu país porque simplesmente já não conseguia viver em paz depois da minha mãe sofrer um sequestro-relâmpago que meteu tiros pelo meio e de ter toda a minha vida condicionada [não podes andar na rua depois de tal hora, não podes passear pelo bairro X, não podes parar no sinal vermelho, não podes...] Sim, essa luta é minha.

É minha e de todos os meus que foram afectados de alguma forma. Para quê precisamos de estádios de futebol que custam milhões quanto temos tanta gente a passar fome e a morrer à porta dos hospitais porque não há vagas disponíveis?! O Brasil, finalmente, acordou! E eu não poderia estar mais feliz de ver o meu povo unido por um mesmo objectivo. O gigante acordou!
Avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro, inundada de manifestantes. Bora lá, Rio! 

Ontem, em Lisboa, também houve uma manifestação de brasileiros [e não só] em solidariedade com as manifestações que estão acontecendo no Brasil mas infelizmente estava cheia de trabalho até a raiz dos cabelos e o meu chefe teria um ataque se eu pedisse a tarde de folga para manifestar. Duas amigas foram e tiraram as fotos abaixo:
 
Foi bonito, pá! E, mais importante que todas essas manifestações, algo de mágico aconteceu: finalmente, os olhos do povo foram destapados e a consciência política está a ser consolidada. Nunca a frase: "O povo unido jamais será vencido" fez tanto sentido para mim. Vamos, Brasil!

Para quem quiser perceber mais do assunto, esse vídeo exemplifica muito bem a revolta do povo brasileiro com esses gastos absurdos com o Mundial de 2014, as Olimpíadas e o escambáu. Vale a pena assistir ;)

SHARE:

18 junho 2013

Cinco dias mágicos:

E de repente uma pessoa se vê lançada numa secretária atafulhada de papéis e finalmente cai a ficha: as pseudo-férias terminaram. Até conseguimos esticar bem o feriado [era suposto ficarmos de 5ª à domingo] e ainda ficámos mais um dia do que o previsto [ontem, portanto]. Custa sempre mais voltar de férias à segunda, por isso, decidimos voltar só hoje [vai dar tudo ao mesmo mas faz de conta].

Estamos bronzeados [até o meu branquelo, que nunca passa do tom vermelho-tomate, desta vez ficou com um tom dourado fantástico], relaxados e uns 34kg mais gordos, que isto de praia+piscina+não fazer nenhum é uma combinação que dá cabo de qualquer dieta.

Dormi taaaanto esses dias, valha-me Deus. Num dos dias dormi 13 horas seguidas! Estava mesmo a precisar e soube-me pela vida. Acordei toda eléctrica e arrastei o moço para um pub irlandês na Praia da Rocha [que eu adoro]. E foi assim. Bem bom ;)
Não sei se perceberam mas na primeira fotografia da segunda linha estou com o cabelo  mega azul [o cloro da piscina deu cabo do meu cabelo pretinho] de maneiras que logo à noite farei um Banho de Brilho para voltar a tonalizar o cabelo e, já que recebi alguns mails e comentários a pedir para mostrar o passo-a-passo, é desta que fotografo tudo e mostro-vos em detalhes, para quem quiser tentar em casa, boa?
SHARE:

14 junho 2013

Lisboa, a minha Lisboa...

Na quarta fizémos assim uma dupla comemoração: foi dia de festa em Lisboa e para mim, dia dos namorados [yeah, no Brasil o dia dos namorados comemora-se a 12 de Junho...]. O M. costuma dizer sempre que "namorar com uma brasileira" é andar com um olho no calendário português e outro no calendário brasileiro (ahahah) e por isso, o dia 12 é uma data super especial para nós.

Por isso, ele foi me buscar ao trabalho e fomos turistar por essa cidade linda que é Lisboa, jantar no nosso restaurante preferido e curtir a noite mais alegre de sempre: os santooos! Fiz questão de ficar meia hora à porta da livraria Leya para garantir o meu chapéu de sardinha [já que é para ser turista...] e ele levou com o de manjerico na pinha. Depois de jantar, fomos dar uma voltinha no elevador da Glória e acho que éramos os únicos que falavam português por lá. Uma experiência interessante ;)

Queria ter passado em casa para mudar de roupa porque ninguém merece comemorar o quer que seja com roupinhas de escritório [camisa, calça de tecido] mas não dava tempo então, paciência. Assistimos a umas marchas mas depois fomos ter com os amigos do M. e o resto da noite foi passada a saltar de tasca em tasca com os gajos mais malucos de sempre. 

E o difícil que foi explicar ao pessoal brasuca [que me via a postar fotos com sardinhas no facebook] o que esta festa representa e porquê estás com uma sardinha na cabeça? e o que simboliza os manjericos e blá blá blá? Para resumir a conversa, espetei com um: ah, é tipo a nossa festa junina [que não é, mas faz de conta]. Arre!

Estou de "férias" pelo Algarve e este é um post agendado. Tenho estado mais pelo Instagram por isso, para seguir por lá é só procurar por "agarotadeipanema".
SHARE:

13 junho 2013

Rumo ao Sul!

Uma pessoa deita-se tarde no dia anterior {saaaantos populares}, a pensar dormir muuuito no sábado mas é acordada com o telemóvel a tocar e uma voz completamente desperta do outro lado, que exclama: "Hora de acordar, miúda. Agarra nos biquínis e nas havaianas, mete tudo na mala e desce que daqui há vinte minutos tou ai à porta." e uma pessoa até fica tonta. Biquínis? Havaianas? Mala? Eu quero dormiiiiiir! [era suposto viajarmos só depois do almoço mas o homem é um apressado...]

Pronto, e lá viemos nós para o Algarve, para um fim-de-semana prolongado. E a melhor parte? O Pê acabou de chegar a Portugal [fim do semestre pelas bandas da Holanda, yey!] e vem juntar-se à nós mais tarde, com mamãe e a princesa. Há vidas mesmo chatas...


Acabámos de chegar e enquanto ele foi ao Pingo Doce tratar das comprinhas (aposto que vai vir carregado de porcarias engordativas), tratei de ligar o tablet num instantinho para vir espreitar as novidades e dizer que até segunda-feira estou in off. Aproveitem o fim-de-semana que isto por estas bandas prometeee :*
SHARE:

11 junho 2013

New things

No sábado fui com mamãe às compras (ela é a minha melhor parceira de compras: dá os melhores palpites, tem uma super paciência e, o melhor, diz sempre que tudo me fica bem ahahah - brincadeira). Fizémos o circuito-maravilha, que engloba a Zara-H&M-Primark-Parfois-Seaside e ainda parámos em duas lojinhas de cosmética. O saldo de produtinhos de beleza foi:

- Spray Gloss de brilho para os cabelos da Charming: Tinha lido algumas reviews maravilhosas sobre esse spray e fiquei com vontade de experimentar. Ele tem um cheiro delicioso de morango e confere um super shine aos fios, uso como finalizante depois que lavo os cabelos.

-Spray Fixador de Maquiagem da Charming: Eu não sei vocês mas eu não consigo usar maquilhagem no verão, morro de calor e odeio a sensação da base derretendo e a pele transpirada com mil camadas de BB cream, blush e mais n coisas. Como [ainda] tenho uma pele boa, sem borbulhas e grandes imperfeições, é raro apanharem-me com base [uso um protector com cor da MAC e assunto resolvido] mas às vezes lá tem que ser e para não correr o risco da maquilhagem escorrer-me pela cara abaixo, decidi comprar esse spray fixador que além de manter tudo no sítio, ainda é geladinho e refresca o rosto nos dias mais quentes.

- Shampoo Pure Resource da L´oreal: É um shampoo anti-resíduos maravilhoso, que limpa o cabelo em profundidade e por isso, é altamente recomendado para cabelos oleosos [o que não é o meu caso, que tenho cabelos secos]. Mas às vezes faço tratamentos profundos que necessitam de um cabelo mega limpinho para absorver todo o produto [cauterização com queratina, por exemplo] e daí, precisava de um shampoo dessa categoria. E amo essa linha da L´oreal, logo, dificilmente vou me decepcionar [espero eu].

- Pack de toalhitas refrescantes da Primark: Já no verão passado tinha usado essas toalhitas e elas são óptimas! O pack vem com duas embalagens por 1€ [mais barato não há] e são super refrescantes nos dias quentes. Não deixam o rosto oleoso e possuem um cheirinho óptimo! E a embalagem é um amor ;)

- Espátula de plástico p/ máscaras: O meu cabeleireiro vive dizendo que não posso meter os dedos dentro da máscara, que isso faz com que elas percam progressivamente o efeito porque oxidam e perdem as propriedades e blá blá blá. Como sempre opto por máscaras de tamanhos profissionais [porque compensam mais], não quero correr o risco de estragar o produto que sobra, por isso lá comprei a espátula de plástico.

- Máscara Absolut Repair da L´oreal: Já é o meu terceiro pote e nunca me vou cansar dela. Cheirinho delícia, mega poder nutritivo [na minha opinião, é a melhor máscara de Nutrição para cabelos secos - parece mágica] e já não fico sem. No início do mês comprei o pote pequeno [de 250 ml] mas mamãe gostou tanto dela que ficou com a minha e ofereceu-me o pote grandão. [adoro essas troquinhas ahaha].

Na Primark a nova colecção não era assim nada de especial [só trouxe dois biquínis e um cinto] mas na H&M a história foi outra e quase que tive que sair correndo da loja tamanha a vontade de trazer tudo. Controlei-me e trouxe só três peças, que queria mesmo muiiito. É o que eu digo, quando o tempo fica ruim, só me apetece ficar enfiada em shoppings. A ver se no outro fim-de-semana a coisa corre pelo melhor, o tempo abre e eu dou uma passadinha pelo meu Algarve, que já tenho saudades. A ver vamos.

SHARE:

10 junho 2013

Das coisas que só acontecem comigo #6

Há coisas que acontecem na minha vida e me fazem pensar seriamente se eu não deveria escrever um livro porque olha, só a mim. Devo ter sido premiada com uma qualquer tendência para situações bizarras.

No sábado de manhã fui levar a Vi à natação e íamos as duas a cantar e a falar palhaçadas quando começa a chover a potes. Ligo o limpa-vidros na velocidade máxima, reparo que o tempo está uma bela merda cheio de nuvens cinzentas e sigo em frente. Ali logo à saída da A5 em direção ao Jamour... PLOCT! Um animal-não-identificado espeta-se para cima do painel do carro, num barulho enorme e desatamos as duas aos gritos!

A chuva estava de tal modo forte que eu não conseguia ver que animal era e entrei em desespero enquanto o limpa-vidros continuava em modo frenético, arrastando o bicho de um lado para o outro e só se via penas a voarem para todos os lados... Grito, histérica, grito que me farto. Desligo o limpa-vidros e encosto o carro. Percebo, finalmente, que era o raio de um pombo, todo estrunfado para cima do carro, vísceras escorrendo pelo vidro e vomito-me toda. Ainda tentei abrir a porta do carro mas não resultou. A Vi, ao meu lado, quando me vê a mandar o pequeno-almoço para fora, o que faz? Pois... vomita-se também [ela morre de nojo de vómitos, não pode ver ninguém a vomitar que chama o gregório. É isso e ver sangue, a miúda passa-se].

Tinha algumas toalhitas na mala, pelo que tentei limpar-me e refrescar a Vi, enquanto decidia o que fazer. Carro no acostamento, chuva do caraças, miúda a perder a hora da natação, pombo esmigalhado no vidro do carro. E aqui tenho que fazer um parênteses: eu tenho pa-vor de pombos. Odeio-os, com todas as forças do meu ser. Não entendam mal, eu amo animais. Todos, desde cobras, escorpiões e ratos. Mas, por favor, não me mostre uma barata ou um pombo, que eu entro em colapso. Era exterminá-los, um por um, e o mundo seria perfeito. A Vi, depois de limpa, desatou a rir e perguntou-me como faríamos com o pombo [toda gente sabe do meu pavor por esses bichos] mas tive que ser forte [nem sei como consegui, verdade seja dita] e lá fui eu, com a mão enfiada num saco do Pingo Doce, recolher o bicho [que ainda estava com o corpo em espamos - só de lembrar até fico arrepiada] e colocá-lo no canto da estrada.

Liguei o carro, dei meia volta e rumei para casa, que toda eu tremia de aflição e a Vi estava com o fato de banho todo vomitado. O M. levou o smart para ser lavado [que nojo] e gozou-me vezes sem conta a dizer que não sabia como eu gostava tanto de Lisboa, sendo esta cidade infestada de pombos. Amo a cidade, sem dúvida, mas fujo dessa praga com asas... Cada um tem a sua fobia. A minha é mesmo esta: pombos. Ugh!

Agora ponho-me aqui a pensar: o que leva um pombo a mandar-se para cima de um carro? Seria da chuva, por causa dos ventos perdeu a direcção e chocou-se contra o carro? Ou estava em pleno vôo quando teve um fanico e já caiu meio-morto para cima do vidro? Não sei, agora fiquei a conjecturar... Pombos são seres estranhos, são mesmo.
SHARE:

09 junho 2013

Eu acredito!


Confesso que este jogo quase deu cabo das minhas unhas, tamanha a aflição. Mas valeu a pena, foi duro mas lá conseguimos. E que bonito que foi ver aquele tanto de gente unida pelo mesmo objectivo, arrepia-me sempre... Então na hora do hino nacional, foi mesmo estrondoso ouvir todas aquelas vozes a cantarem em uníssono: "Heróis do mar, nobre povo...". Foi do caraças!

SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig