31 julho 2013

PT, a fazer trafulhices desde sempre.

Há cerca de 8 meses tive uma chatice com a Zon, a internet caía 3254 vezes por hora e é sabido que a minha paciência é nula para estar constantemente a ligar para o serviço de apoio ao cliente, ser tratada como uma atrasadinha mental (já experimentou desligar e voltar a ligar o modem?) e lá decidi cancelar o contrato. Ah e tal, nós vamos remediar a situação, vai deixar de pagar o canal Globo e o PFC à parte, vamos oferecer-lhe estes dois canais por um ano e blá blá blá. Não quis saber, cancelei o contrato. (Burra, mil vezes burra).

Depois de hesitar entre a Clix e a PT, acabei por me decidir pela PT (maldita hora). Como a casa já tinha televisão à cabo instalada, contratamos apenas o serviço Internet + Telefone e lá fui eu à loja do Saldanha para assinar o contrato e tudo mais. O vendedor explicou-me que eu teria o tal "contrato de fidelização" com a PT durante 12 meses e eu perguntei-lhe logo se, em caso de mudança de residência, poderia transferir o serviço para a nova morada e assim cumprir o período de fidelização; ao que ele respondeu-me que "sim senhora, não há qualquer problema". Até aqui, tudo muito bem.

No início desta semana liguei para o 16200 da PT a comunicar que, tendo em vista que mudo de casa no fim-de-semana, queria já solicitar a transferência do serviço para a morada nova. Foram impecáveis e agendaram a transferência para quinta-feira.

Ontem de manhã recebi a sms da PT a confirmar a data:

Assim que li "obrigado pela sua adesão" o meu feeling avisou-me logo que havia trafulhice da PT. Não sei, chamem de sexto-sentido mas fiquei logo em alerta e decidi ligar para lá, assim só para ver se estava tudo bem.

- Boa tarde, solicitei uma transferência de morada há dois dias e hoje recebi um sms que dizia qualquer coisa sobre adesões e fiquei sem perceber, uma vez que não estou a aderir a nenhum serviço novo, estou apenas a mudar a morada. Terei percebido mal?
- Boa tarde, diga-me o seu número de cliente, por favor.
- Certo, é 215478244.
- Muito bem, estou aqui a verificar que solicitou uma alteração de residência. Entretanto, para o serviço Net+Voz, não fazemos transferências, apenas novos contratos. Vai assinar um novo contrato quando o técnico for instalar o serviço e beneficiar de três meses com descontos na mensalidade.
- Desculpe, acho que não percebi... Vou ter que fazer um novo contrato? E os 8 meses de serviço que já paguei, não vão contar para a fidelização? Ou seja, vou ser obrigada a ter o vosso serviço até Agosto de 2014?
- Exacto. Houve uma mudança nas leis internas e as transferências de morada passam a ser consideradas novas adesões.
- Pois, mas na altura em que eu assinei o contrato convosco, perguntei especificamente ao vosso colega se poderia mudar de casa e transferir o serviço até completar a fidelização e ele disse-me que sim! (já a passar-me)
- Correcto, o meu colega deu-lhe a informação certa naquela altura. Entretanto, as leis mudaram e...
- Sim, mas o que eu tenho a ver se as leis mudaram DEPOIS de já ter assinado o contrato? As minhas condições são regidas pelo contrato que assinei, não pelas leis que vieram depois disto.
- Eu compreendo mas actualmente é assim que funciona.
- Transfira-me para o seu supervisor, se faz favor.
- Eu posso transferir a sua chamada mas adianto-lhe que a minha supervisora vai dar-lhe as mesmas indicações que eu.
 - Olhe, eu vou já cancelar a ordem de débito automático na minha conta e vou denunciar o contrato porque isto que vocês estão a fazer é completamente anti-ético e ilegal. Isto não existe em lado nenhum! Eu estou há 4 meses de terminar a fidelização, vou viver para outro país em breve e como é óbvio, não vou estar mais não sei quantos meses a pagar por um serviço que não vou estar a usar!!! (aos gritos)
- Eu vou registar a sua reclamação e num prazo máximo de dez dias receberá uma resposta por parte da PT. Posso ajudá-la em mais alguma questão?

Ai, senhores. Nem sei o que dizer. É uma situação tão impossível que não entra na cabeça de ninguém. É querer agarrar clientes à força toda, com essa merda da fidelização e aposto que muita gente despistada deve solicitar mudanças de morada e depois fica com mais não sei quanto tempo agarrado à PT e, pior,  nem sequer dá pela situação. Estou furiosa, claro que estou. Toda a gente avisou-me para não escolher a PT e se arrependimento matasse já eu estava esticadinha ao chão. Minha rica Zon...
Volta que estás perdoada!

SHARE:

30 julho 2013

TAG // 50 factos sobre mim

Vocês pediram tanto... que cá estão os 50 factos que acho que vocês não sabem sobre mim... ❤ Convido-vos a responderem também. Lembramo-nos de imensa coisa do passado e quem nos lê acaba por conhecer-nos um bocadinho melhor. Vamos à isso? 

1- Não gosto do meu segundo nome, é aquele nome tipicamente estrangeiro cheio de consoantes duplas e 'y' para enfeitar ainda mais... não sei onde a minha mãe estava com a cabeça para me dar um nome desses (e não, não conto nem sob tortura);
2- Meu género preferido de filmes é o drama (sou uma drama queen, se calhar é por isso);
3- Fujo à tradição brasileira e não gosto de assistir novelas (também não gosto do Carnaval, não como feijão e detesto futebol);
4- Adoro ler romances água-com-açúcar tipo os da Harlequin (Sabrinas, Julia... conhecem?) para passar o tempo e relaxar a mente;
5- Uma das primeiras lembranças que tenho, devia ter aí uns 3 anos, é de ver o meu pai bater na minha mãe e de eu própria ter ido à cozinha buscar uma vassoura e bater-lhe incansavelmente nas costas até ele soltá-la; 
6- Já ganhei uma corrida no secundário com direito a medalha de honra ao mérito e tudo (hoje se me mandam correr até a paragem chego lá a vomitar o pulmão pelo esforço - ironias da vida);
7- Amo dormir de conchinha.
8- Uma vez gastei 1000€ num único fim de semana de compras (sim, tudo em roupa, malas e sapatos - foi uma loucura momentânea). Hoje não seria capaz de cometer tal desatino, coloquemos a culpa na adolescência.
9- Sou louca por crianças e quero ter um casal e adoptar um menino;
10- Já fui professora de Ensino Bíblico para crianças;
11- Uma vez ajudei uma desconhecida num comboio da CP porque estava grávida (muito grávida, de 8 meses), o pai da criança se tinha descartado e ela ainda não tinha comprado nem berço para a miúda. Trocámos telemóveis, no dia a seguir combinei um café com ela e tinha um berço novinho na mala do carro. Somos amigas até hoje e a miúda (de nome Vitória) é um amor e trata-me por tia.
12- Odeio lavar loiça mas em contrapartida amo passar roupa;
13- Quando reproduzo diálogos adoro imitar as vozes das outras pessoas e fazer caretas - dizem que sou muito expressiva (será?);
14- Fui uma criança impossível, daquelas que estavam sempre a fazer alguma merda e algumas pessoas da minha família achavam que eu "tinha um parafuso a menos", o que me rendeu umas boas idas ao neurologista e vários electroencefalogramas até o médico dar o diagnóstico final: ela não tem nada, só é muito aventureira ahaha;
15- Quando adolescente, pulei o muro do colégio para fugir das aulas de educação religiosa e moral (odiava!) para atravessar a rua e enfiar-me no shopping ao lado. À hora da saída, lá estava eu no portão à espera do transporte escolar, com a cara mais cínica do mundo, como se tivesse acabado de vir de dentro do colégio (é claro que a minha soube logo na semana a seguir... isto dos colégios católicos é lixado, não dá mesmo para aldrabá-los)
16- Tenho pânico de baratas. Se forem voadoras então... ui.
17- Nunca quebrei nenhum osso mas quando era pequena bem que tentei (morria de inveja de ver as minhas amigas com o pé/braço engessado - coisa de criança);
18-  Eu já morei num T0 com a minha mãe e os meus dois irmãos, logo assim que chegámos a Portugal. Na altura achei piada, porque sempre tínhamos vivido em casas grandes, com vários pisos e empregada... e de repente a nossa realidade era outra, completamente diferente. O meu roupeiro tinha só duas portas e era o modelo mais rasco do IKEA (aquele que a porta era uma cortininha) e hoje, sempre que olho para o meu closet, que ocupa uma divisão inteira da casa, gosto de lembrar desses tempos para valorizar tudo o que tenho.
19- Sou louca para ter um frigorífico amarelo (do tipo Smeg).
20- Adoro quando o M. beija a minha testa, acho um gesto super amoroso.
21- Choro de soluçar em filmes tristes e continuo mesmo depois do filme acabar, ou seja, até esquecer a história. O último foi “Marley e Eu” e tive que ser consolada pela Vi, que me dava tapinhas no ombro e exclamava: "pronto, pronto, já passou" (eu mereço?)
22- Adoro falar ao telefone. Nos primeiros meses de namoro chegámos a ficar cinco horas seguidas ao telefone! Haja orelha...
23- Tenho memória olfativa: por exemplo, se entrar num elevador e sentir algum cheiro conhecido, sou imediatamente transportada para alguma época da minha vida ou para alguém que me marcou.
24- Já tive raiva e ódio do meu pai, especialmente quando lembrava das atrocidades que a minha mãe sofreu nas mãos dele. Demorei anos da minha vida para o perdoar, algo que não acreditava ser capaz. Mas a mudança aconteceu, passei a enxergá-lo com outros olhos, vejo até hoje o quanto ele sofre e é amargurado pelo passado que teve... quem sou eu para julgá-lo? Acho que ele foi um marido execrável e um pai terrível mas sempre há tempo para mudar. E ele tem mudado, dia após dia.
25- O M. foi o meu the first one;
26- Sou a minha própria manicure há mais de três anos. E adoro.
27- Detesto provar comidas que não conheço. Eu sei, se não provar nunca vou saber se gosto mas fico sempre desconfiada e tenho que cheirar antes para ver se arrisco a dar uma trinca ou não;
28- O meu sotaque é uma coisa tipo Roberto Leal: já não consigo falar completamente “brasileiro” mas também não falo o português de Camões. Uma bagunça, senhores.
29- A coisa que mais me custou quando cheguei a Portugal foi evitar estar constantemente a  usar o “oi?” quando não percebia alguma coisa. Estava sempre a policiar-me e felizmente passou-me.
30- Falando em sotaques, há palavras que não consigo usar no dia-a-dia: Por exemplo, para mim vou vestir sempre “calcinhas” e nunca cuecas.  E rabo vai ser sempre bumbum e nunca cú (ai, até me arrepio, acho super bruto).
31- Adoro tudo o que seja ligado à Segunda Guerra Mundial e ao Holocausto, fico fascinada e já perdi a conta dos livros e filmes que já comprei sobre o tema.
32- Fico super tímida ao falar em público mas é só nos primeiros cinco minutos. Depois pareço uma vitrola e falo sem parar.
33- Fui batizada na igreja católica, com menos de um ano. E depois, quando me tornei evangélica, voltei a batizar-me, com vinte e três anos.
34- Já trabalhei como promotora em hipermercados (Jumbo e Continente) aos fins de semana - era uma nódoa completa, tinha que fazer demonstrações de bolos da Nestlé e mal via crianças a virem na minha direção que lá ia oferecer o bolo aos putos (principalmente os de chocolate) mesmo sabendo que nem eles (nem os pais) comprariam nada. Então quando vinham velhotes e levavam as fatias quase todas... não consigo negar comida a ninguém, é um facto.
35- Meu signo é Capricórnio e toda gente diz que combina muito bem comigo. Já eu, não sou de acreditar em signos.
36- Se leio um livro muito, mesmo muito bom… vou lendo devagarinho para durar mais. Ah, e também faço isso com comidas ou doces especiais (tipo os que a minha avó manda do Brasil e  que não se acham por aqui);
37- Meu tipo sanguíneo é O+
38- Sou apaixonada por arroz branco, devo ter sido chinesa numa outra vida. Para mim, comida de verdade tem que ter arroz como base. Fico fula da vida quando vou a um restaurante pedir um bitoque, por exemplo, e recebo um prato só com bife, batatas e ovo, dá vontade de dizer: "mas, mas... e o arroz?" e lá vou eu pedir uma porção de arroz à parte. Ah, e o meu tipo de arroz preferido é o inigualável Basmati. Fica perfeito!
39- Pago tudo com multibanco e dificilmente ando com dinheiro na carteira.
40- Sou a mais velha de quatro irmãos. [A Vi e o Pê, que vocês já conhecem. E a P. e a L., frutos do segundo casamento do meu pai - vivem no Rio de Janeiro]
41- Sou super protectora com as pessoas que amo. Irmãos, namorado, família… Se falarem mal deles ao pé de mim, a briga é certa;
42- Sou desastrada e se vou até a sala buscar algum coisa, é certo que pelo caminho vou derrubando n coisas. Ah, e vivo dando encontrões nos móveis, o que me garante umas bonitas nódoas pelo corpo.
43- Tenho pavor de perder as pessoas que amo e às vezes, só de pensar no assunto, choro como uma madalena ao pensar que um dia não os terei comigo.
44- Uma vez contei à uma amiga que ela estava a ser traída pelo palhaço do namorado (com as devidas provas, que eu não sou parva - tirei montes de fotografias do gajo na noite, calhou do infeliz ir dançar para o mesmo sítio que eu, agarradinho à outra gaja e a trocar montes de beijos). Ela acreditou na hora, sem nem ver as fotos (acho que já desconfiava) e terminou tudo no dia seguinte. Só que... contou ao namorado quem tinha sido 'a informante' e o gajo foi tirar satisfações comigo. Digamos que não foi um acontecimento feliz.
45- Tenho um orgulho imenso na minha mãe, pela guerreira que é, por nunca ter desistido nem optado pelo caminho mais fácil. Ela é o meu exemplo em tudo ;)
46- Amo viajar e adoro lugares históricos, com museus e lugares centenários.
47- Um dia entrei num supermercado para comprar pão e num dos corredores vi uma senhora que precisava de ajuda para buscar um produto que estava na prateleira do alto. Ofereci-me para ajudá-la e ela assim que me viu, arregalou os olhos e disse: "olha, não sei se acreditas ou não em Deus mas tenho uma mensagem para ti: Tu não estás sozinha nessa luta, Deus está contigo. Não te preocupes, tudo vai dar certo, Ele tem o controlo desta situação." Na hora sorri e agradeci, ainda sem perceber o que raios aquilo significava. À noite recebi a notícia de que mamãe tinha cancro e o meu mundo veio abaixo - depois disso, como pôr a existência de Deus em causa?)
48- Morro de medo do ralo da piscina. Mergulho sempre de olho com aberto com medo daquela coisa sugar meu cabelo e eu ficar presa lá em baixo, sei lá. Ouvi umas histórias arrepiantes e desde então nunca mais parei de pensar nisso.
49- Nunca fui despedida de nenhum sítio onde já trabalhei e sempre saí de um emprego para outra oportunidade que julgava melhor. Nunca fiquei mais de dois meses desempregada e não sei o que é depender de subsídios. Para mim, é um grande motivo de orgulho.
50- Morro de saudade da minha avó. Todos os dias sinto falta dela: dos conselhos, das festinhas no cabelo, do cheirinho (a minha avó é a pessoa mais cheirosa que conheço), das caretas que ela faz quando quer imitar alguém... Sou louca por ela.

Consegui surpreender-vos ou já sabiam de quase tudo? Confesso que, depois de quase três anos de blog, já nem sequer consigo lembrar se "já disse isso ou aquilo no blog", por isso gostava de saber se vos dei alguma novidade entre estes 50 factos... Espero que tenham gostado e que passem a tag adiante e respondam também ;) Eu adoro descobrir mais um bocadinho sobre as pessoas que leio habitualmente.

SHARE:

29 julho 2013

Como envelhecer dez anos em dois dias:

O sábado começou com um telefonema vindo do Rio de Janeiro, da minha tia: diz que a minha avó está com a tensão altíssima, que o cardiologista já lhe mudou a medicação mas o raio da tensão cisma em não baixar e que ontem a avó passou mesmo muito mal. E eu entrei logo em stress, não conseguia segurar o choro e não sosseguei enquanto não ouvi a voz dela, baixinha por causa da medicação, mas sem perder o bom humor: "fica tranquila que ainda não é dessa que eu vou empacotar... Ainda vou mudar a fralda dos teus filhos, deixa de ser chorona senão eu me levanto desse hospital só pra ir aí te dar uns cascudos" e não pude deixar de rir. Depois conversei com o cardiologista e fiquei mais animada. Nos entretantos, ela já está em casa e há bocado, quando lhe liguei, disse que estava "comendo um pãozinho com queijo minas e bebendo suco de laranja" enquanto lia o jornal O Globo. Essa é a minha velha ;)

Para encerrar o sábado, estava eu deitada a ver uma série quando o telemóvel tocou: "Boa noite, fala o comandante Correia, da esquadra de Benfica..." e pronto, ali na parte do "comandante Correia" em diante, já tinha deixado de ouvir. Em uma fracção de segundos, todo um rol de desgraças passou-me pela cabeça. O Pê e mamãe não estavam em casa (ela estava no supermercado, de carro; ele tinha ido à casa de um amigo, de mota) de maneira que fiquei estática enquanto o policial continuava: "tenho aqui comigo o Pê, que acabou de sofrer um acidente de mota e está a entrar agora na ambulância. Precisamos de alguém da família." e eu, já a chorar baba e ranho, no auge do nervosismo, pergunto-lhe: é para (soluço) reconhecer o (soluço) corpo? ao que o homem responde: "não, minha senhora, ele está apenas com algumas escoriações e os senhores do INEM já estão a tratar de tudo. Mas a mota não liga e é preciso alguém para vir tratar do assunto". Ai, senhores, envelheci dez anos num espaço de cinco minutos. A sério...

E hoje pela fresquinha, liga-me a minha médica a dizer que temos que refazer as análises ao sangue porque "ela não está a gostar nada do que está a ver" e eu pergunto-lhe logo qual é o problema, ao que ela responde-me que é qualquer coisa com a glândula tireóide mas que é para eu passar no consultório dela ao final da tarde para refazermos tudo. 

E eu, que sou uma maricas do pior com pavor a doenças, já ando aqui a panicar e a pensar em mil e uma doenças e a começar a separar os meus bens para o espólio do testamento. Pelo meio já li montes de artigos sobre hiper e hipotireioidismo e não sei o que faça. Isto está bonito, está.

E boas notícias, não há? - perguntam vocês.


Ontem fui fiscalizar as obras no apartamento e já temos casa pronta, yey! Os senhores das obras terminaram de lacar os rodapés de branco, as portas também e mudaram as maçanetas para o dourado. O chão foi afagado, entretanto chegaram os electrodomésticos que faltavam e estou em pulgas para mudar logo. Sim, que com tanta coisa chata ao mesmo tempo, eu já merecia uma compensação, não? :P
SHARE:

27 julho 2013

Dica // como criar mails com o domínio do blog

Recebi um mail a perguntar como fiz para criar os emails personalizados aqui no blog (por exemplo: contacto@agarotadeipanema.com ou anne@agarotadeipanema.com) e como o assunto é recorrente decidi dar aqui uma ajudinha. Não que eu perceba muito do assunto (sou uma naba no que toca à tecnologias - haja visto a asneira que fiz e que deixou o blog K.O por quase uma semana) mas tenho a sorte de ter um namorado nerd que está sempre a dar-me uns toques.

Então é assim: este tipo de mails personalizados só podem ser criados a partir de um domínio próprio (acho que é óbvio), ou seja, quem utiliza apenas o "blábláblá.blogspot.pt" não consegue utilizar um mail personalizado, apenas quem realmente comprou um domínio (seja .pt ou .com) é que o pode fazer. Pois bem, antigamente (até o ano passado) era possível criar até 10 mails com o nosso domínio no Google Apps e era gratuito. A Google, que de boba não tem nada, resolveu acabar com a festa e passou a cobrar 50 dólares por isso (wow).

Para driblar o sistema (cof), a Microsoft chegou-se à frente e através de uma conta do "Outlook.com", gratuita, conseguimos criar infinitos mails com o nosso domínio! Não é incrível? Assim que soube da novidade, criei logo mais dois mails. Sou super organizada com o correio electrónico e detesto usar o mesmo mail para tudo, acho que fica uma salganhada sem tamanho. Por isso, gostei imenso de poder ter mais estes mails para deixar os assuntos do blog arrumados.

Para criar os mails, basta ir aqui e clicar em "get started", depois é só pôr o domínio próprio, clicar em "continue" e ir seguindo os passos até chegar a parte da criação dos mails (a mais divertida). Há tutoriais bonitinhos com fotos do passo-a-passo para quem tiver dificuldades mas adianto que não é nada difícil e em 5 minutos tinha a coisa arrumada.

Uma excelente alternativa aos 50 dólares do Google, não? ;)

SHARE:

26 julho 2013

Hair // Touca térmica para secador

Vocês já estão fartas de saber que eu ando a investir forte no que toca à hidratação e recuperação do meu cabelo (depois de n químicas: madeixas, progressivas, desfrizagens e afins, o coitado estava à beira da morte) porque tenho um evento super especial no final do ano e quero estar com o cabelo dos meus sonhos. Tenho um arsenal militar de máscaras para o cabelo mas sempre que lia as instruções de uso reparava na misteriosa frase: "aplicar uma fonte de calor durante x minutos" e lá ia eu inventar a tal fonte de calor (papel alumínio na cabeça, toalhas quentes em cima do cabelo... uma trabalheira)

Até que descobri a existência de uma touca própria para ser conectada ao secador, prática e que em cinco minutos faz maravilhas ao cabelo. Procurei nas lojas habituais cá em Lisboa e ninguém tinha ouvido falar. As vendedoras ainda faziam cara de "wtf" e resignei-me. Esses dias passeando por uma loja online, o que eu descubro? A tal touca, com 70% de desconto (paguei 4€ e pouco por ela) e corri para encomendar. Chegou na semana passada e decidi experimentá-la com as ampolas Repair Rescue da Bonacure (tratamento de choque mesmo) e o que dizer? Estou apaixonada por essa touca, quero sair na rua com ela, quero viver com ela enfiada na pinha ahaha.



Lavei o cabelo normalmente, apliquei a ampola da Bonacure e coloquei a touca na cabeça. Acoplei o secador, liguei na intensidade média (o meu secador é profissional e vai até 2200w, fica muuuito quente, por isso escolhi a temperatura média) não vá a touca começar a pegar fogo e fritar os meus cabelinhos ahaha (medo) e esperei cinco minutos. Claro que, medrosa como sou, estava constantemente a pôr a mão na touca, a ver se aquilo não aquecia demais, se derretia, sei lá! Correu tudo lindamente, cinco minutos depois desliguei o secador, tirei a touca e o cabelo estava uma seda! Completamente derretido, sedoso e com aquela sensação de nutrido, que eu amo! Era visível que a ampola tinha sido absorvida pelo cabelo, achei incrível.

Eu sei, eu sei... o meu cabelo está gigantesco, quase duplicou de tamanho em apenas seis meses e eu estou encantada! A ver se chego até Novembro com ele mesmo na cintura, para o tal evento especial ;) A verdade é que nos últimos três meses tenho usado toda semana o elixir Phytopolleine e todos os dias tomo duas cápsulas do Phytophànere por isso acredito mesmo que eles sejam os responsáveis por esse boom no crescimento. Até medi o cabelo no início do mês para comprar com a medição daqui a trinta dias porque fiquei mesmo surpresa com o tanto que o cabelo cresceu em tão pouco tempo.

Dois detalhes importantes: No fim de Maio fui ao cabeleireiro cortar as pontas e aproveitei para dar esse corte escadeado (em V) que tanto gosto... E, nessas fotos, tinha ido à uma festa na noite anterior e por isso, tinha o cabelo encaracolado com babyliss (normalmente ele fica lisinho e ainda mais comprido). Ou seja, era suposto o cabelo está ainda maior. Ai Phyto, Phyto, acho que acabaste de ganhar uma cliente fiel ;)

E vocês, já conheciam esta pequena maravilha?
SHARE:

25 julho 2013

Chegou do Ebay #2

Mostrei-vos neste post algumas das comprinhas que havia feito no final de Junho no Ebay. Algumas coisas já chegaram, outras ainda estou à espera mas como eu sou apressadinha resolvi vir aqui mostrar-vos o que chegou e dizer o que achei de cada item.

Este colar ao vivo é muito mais giro! Estive quase para não comprá-lo mas o preço era tão ridículo que não resisti. Chegou muito bem embalado e recomendo o vendedor (este)

Os curl formers também já chegaram e eu fiquei apaixonada por essas minhocas coloridas. Faz caracóis lindos e sem esforço! Infelizmente comprei o tamanho errado (comprei para cabelos curtos/médios) e só consigo encaracolar as pontinhas do cabelo (que está enorme - mostrei aqui). Já encomendei o tamanho certo para o meu cabelo. O vendedor foi este.

 O que é, o que é? Veio suuper bem embalado, numa caixinha com plástico-bolha e envolto em rolinhos de esferovite. Amei o cuidado do vendedor.

Apaixonei-me por estes óculos logo assim que os vi mas dar 150€ por um par de óculos que eu vivo esquecendo em tudo quanto é café, autocarros ou lojas... no way. Como não gosto de falsificações e não ligo para marcas, comprei os óculos pretos, simples e lisos (sem o "prada" fake na lateral) apenas porque achei o modelo super feminino.
Ele fica lindo no rosto e a lente, apesar de "made in china" até não é das piores. Comprei com este vendedor.
O suporte para carregar o telemóvel em segurança (a.k.a sem deixá-lo no chão sujeito a pisadelas) também foi uma excelente compra e dá imenso jeito. Principalmente no trabalho.

O que dizer deste porquinho? Não pude deixar de soltar um "owwwn" quando abri o embrulho dos ctt. O vendedor havia dito que não podíamos escolher as cores e que ele enviaria em modo "random" mas calhou-me mesmo o rosinha que eu queria! Agora vai andar sempre na mala comigo...

Ok, esse foi o único artigo que me deixou decepcionada. São alças de soutien em cetim para usarmos com tops cai cai ou de alças finas e darmos um lacinho atrás, para parecer que faz parte do top. Mas a qualidade é tão fraquita...

Agora estou aqui a cruzar os dedinhos para que o restante das coisas chegue logo porque... vou mudar de casa! E é já na outra semana, por isso dava jeito que as coisinhas chegassem tipo, ontem! :P
SHARE:

24 julho 2013

Particularidades do meu sotaque #2

E é neste ponto que chegamos ao complexo de Roberto Leal, que actualmente vivo. Para os brasileiros meu sotaque já é português. Para os portugueses meu sotaque é tão brasileiro que, uma vez, uma jornalista me disse (a brincar, disse ela) que eu tinha que começar a falar português. Eles acham engraçado meu modo de falar e seguem fazendo graça, sempre que conheço pessoas novas. Alguns se acostumam, outros não. Será meu sotaque brasileiro ou português? Se querem resposta, devo dizer que é híbrido, esquisito e gerado por alguma falta de identidade. Sou estranhada por brasileiros e portugueses. Há um mês fui testemunha num julgamento e a primeira pergunta que o juiz me fez foi se "eu era brasileira ou se só tinha o sotaque". Respondendo que era brasileira da gema, pronunciando uma frase inteira, o juiz com um grande sorriso na cara me disse que meu "sotaque já era um pouco português, mas que eu não enganava a ninguém."
[daqui]
 
E é neste ponto que chegamos ao complexo de Roberto Leal, que actualmente vivo. Para os brasileiros meu sotaque já é português. Para os portugueses meu sotaque é tão brasileiro que, uma vez, uma jornalista (a brincar, disse ela, é claro) me disse que eu tinha de começar a falar português. Eles acham engraçado meu modo de falar e seguem fazendo graça, sempre que conheço pessoas novas. Alguns se acostumam, outros não. Será meu sotaque brasileiro ou português? Se querem resposta, devo dizer que é híbrido, esquisito e gerado por alguma falta de identidade. Sou estranhada por brasileiros e portugueses. Há um mês fui testemunha num julgamento e a primeira pergunta que o juiz me fez foi se “eu era mesmo brasileira ou se só tinha o sotaque”. Respondendo que era brasileira da gema, pronunciando uma frase inteira, o juiz com um grande sorriso na cara me disse que meu “sotaque já era um pouco português, mas que não enganava a ninguém”. - See more at: http://5dias.net/2010/07/09/meu-sotaque-o-complexo-de-roberto-leal/#sthash.zW84d2ym.dpu
E é neste ponto que chegamos ao complexo de Roberto Leal, que actualmente vivo. Para os brasileiros meu sotaque já é português. Para os portugueses meu sotaque é tão brasileiro que, uma vez, uma jornalista (a brincar, disse ela, é claro) me disse que eu tinha de começar a falar português. Eles acham engraçado meu modo de falar e seguem fazendo graça, sempre que conheço pessoas novas. Alguns se acostumam, outros não. Será meu sotaque brasileiro ou português? Se querem resposta, devo dizer que é híbrido, esquisito e gerado por alguma falta de identidade. Sou estranhada por brasileiros e portugueses. Há um mês fui testemunha num julgamento e a primeira pergunta que o juiz me fez foi se “eu era mesmo brasileira ou se só tinha o sotaque”. Respondendo que era brasileira da gema, pronunciando uma frase inteira, o juiz com um grande sorriso na cara me disse que meu “sotaque já era um pouco português, mas que não enganava a ninguém”. - See more at: http://5dias.net/2010/07/09/meu-sotaque-o-complexo-de-roberto-leal/#sthash.zW84d2ym.dpuf
E é neste ponto que chegamos ao complexo de Roberto Leal, que actualmente vivo. Para os brasileiros meu sotaque já é português. Para os portugueses meu sotaque é tão brasileiro que, uma vez, uma jornalista (a brincar, disse ela, é claro) me disse que eu tinha de começar a falar português. Eles acham engraçado meu modo de falar e seguem fazendo graça, sempre que conheço pessoas novas. Alguns se acostumam, outros não. Será meu sotaque brasileiro ou português? Se querem resposta, devo dizer que é híbrido, esquisito e gerado por alguma falta de identidade. Sou estranhada por brasileiros e portugueses. Há um mês fui testemunha num julgamento e a primeira pergunta que o juiz me fez foi se “eu era mesmo brasileira ou se só tinha o sotaque”. Respondendo que era brasileira da gema, pronunciando uma frase inteira, o juiz com um grande sorriso na cara me disse que meu “sotaque já era um pouco português, mas que não enganava a ninguém”. - See more at: http://5dias.net/2010/07/09/meu-sotaque-o-complexo-de-roberto-leal/#sthash.zW84d2ym.dpuf
E é neste ponto que chegamos ao complexo de Roberto Leal, que actualmente vivo. Para os brasileiros meu sotaque já é português. Para os portugueses meu sotaque é tão brasileiro que, uma vez, uma jornalista (a brincar, disse ela, é claro) me disse que eu tinha de começar a falar português. Eles acham engraçado meu modo de falar e seguem fazendo graça, sempre que conheço pessoas novas. Alguns se acostumam, outros não. Será meu sotaque brasileiro ou português? Se querem resposta, devo dizer que é híbrido, esquisito e gerado por alguma falta de identidade. Sou estranhada por brasileiros e portugueses. Há um mês fui testemunha num julgamento e a primeira pergunta que o juiz me fez foi se “eu era mesmo brasileira ou se só tinha o sotaque”. Respondendo que era brasileira da gema, pronunciando uma frase inteira, o juiz com um grande sorriso na cara me disse que meu “sotaque já era um pouco português, mas que não enganava a ninguém”. - See more at: http://5dias.net/2010/07/09/meu-sotaque-o-complexo-de-roberto-leal/#sthash.zW84d2ym.dpuf
Li este texto há uns dias e não poderia concordar mais! Comigo passa-se exactamente o mesmo. Isto tudo à propósito de há uns dias estar a fazer zapping na tv, antes de adormecer e calhou assistir a uma discussão entre o Bruno Nogueira e o Roberto Leal (num programa da treta, tipo Big Brother) e de repente o Bruno Leal espeta com a frase: "epá, não te consigo ouvir, só consigo pensar em pedir a conta... parece que estou no Chimarrão!" a propósito do sotaque brasileiro do Roberto Leal. E tive que rir porque já ouvi coisas do tipo há uns anos (há 6 ou 7 anos) e se no princípio ficava extremamente chateada, hoje só me apetece rir. É como dizem: rir é mesmo o melhor remédio ;)

SHARE:

22 julho 2013

Domingo preguiçoso.

Acordar tarde. Tomar um banho gelado para despertar (sinto-me cheia de energia depois). Acordar o rapaz que ainda ressona. Almoçar uma saladinha de frango com massa fusilli (a nossa perdição). Agarrar no carro e rumar até o Chiado. Meter o carro no parque, que isto de fazer passeios de carro não está com nada. Entrar num autocarro da Carris com destino ao Cais do Sodré. 

Caminhar sem pressa, curtindo o sol e a animação na rua. Gente, tanta gente nas esplanadas... Namorar, muito. Fazer planos, tagarelar sobre sonhos (e temos tantos), rir até doer a barriga porque calhou-me um gajo com um humor irónico que eu adoro. Tirar o sapato e fazer o caminho da Ribeira das Naus a pé, com o rio Tejo a lamber-nos os dedos. 

Tirar fotografias, muitas. Parar no Feel Rio para enfardar os deliciosos pastéis de vento de frango com catupiry (a perdição dele) e um sumo de melancia, o meu favorito. Conversar muito. Beijá-lo, cheirá-lo, sentir que é só meu e que por mais voltas que o mundo dê, o que nós sentimos sempre será mais forte. ❤

 
 

 
 
 
 
E vocês, também gostam de preguiçar nos domingos? Para mim é sagrado: é o dia da semana em que não me apetece fazer mesmo nada e só quero é estar com os meus amores.
SHARE:

21 julho 2013

Usar ou não usar, eis a questão

Já aqui comentei uma ou outra vez que recebo encomendas do Rio de Janeiro quase todos os meses. Adoro viver cá mas há determinadas coisas da minha terra de que não abro mão. Como a minha avó é um doce de senhora e não mede esforços para agradar-me, na última caixinha que me enviou (recheaaaada de biquínis), achou que era giro enviar também uma sunga para o M. (não sabem o que é? é isto)

Sou suspeita para falar porque amo ver homens de sunga. É, eu sei... Por cá a moda não é muito bem vista (ou são estrangeiros ou são gays, os que usam sunga por cá - segundo dizem) mas o que querem? Cresci a ver os homens com este tipo de indumentária e acho piada. Acho mesmo. Adoro ver as pernas bronzeadas por igual, sem aquela faixa branca dos calções. 

Claro que não estou a falar daquelas sungas cavadas (tipo isto) que isto é coisinha para deixar qualquer um com olhos em bico. Mas estas, justinhas ao corpo, é coisa que aprecio muito. 

Bom, na sexta o M. veio dormir cá em casa e eu tentei abordar o tema, com o máximo de cuidado:
- Amor, vovó enviou uma caixa cheeeia de biquínis para mim, a sério, o que seria de mim sem ela?
- Ai foi? E ela acertou nos tamanhos? Gostaste de tudo?
- Só um é que me fica ligeiramente pequeno mas dá para usar. E sabes que mais? Ela mandou uma coisa pra ti.
- A sério? É de comer?
- Não, lontra, é de vestir. Vou buscar para experimentares.
(...)
Volto eu, com a sunga preta na mão, a balança-la de um lado para o outro e a exclamar: 
- Quem é que vai ficar todo gostoso com essa sunguinha, quem é?
Ele, horrorizado, ia caindo da cadeira!
- Olha, eu é que não sou que eu não visto isto nem que me paguem! Foda-se, mas alguma vez um gajo usa uma coisa destas, toda colada ao corpo? Nunca na vida!
- Mas amor...
- Nem mas nem meio mas. Não visto isto, assunto encerrado. Porra, um homem que vista uma merda desta só pode ser maluco. Parece que vai com as cuecas para a rua...

Ainda tentei argumentar mas não surtiu efeito. Diz que nem morto que veste a sunga. Portanto, alguém que neste verão queira desfilar na praia uma sunga preta, tamanho L, é só entrar em contacto comigo que eu até faço um precinho jeitoso.
Homens...

SHARE:

20 julho 2013

Fui só ali. Mas já voltei.

No início da semana precisei fazer algumas alterações no blog (directamente no servidor) e como sou naba nesses assuntos (e detesto estar sempre a pedir ajuda) lá fui eu meter-me a configurar DNS, registos CNAMES e outras siglas medonhas. Claro que fiz merda.

Para encurtar a história, não sei bem que raio fiz mas desconfigurei o domínio do blog e o coitado foi-se. Desapareceu da face da blogosfera e eu fiquei tipo burro a olhar para o palácio a pensar que raios poderia fazer para remediar a situação. O antigo endereço (www.agarotadeipanema.pt) não funcionava de jeito nenhum e depois de ligar para o meu servidor (e ser pessimamente atendida, convém referir), fartei-me e mandei-os às favas. Ainda tinha mais 4 meses de domínio pago mas como já não estava para os aturar (eu sei que fiz merda mas era escusado tratarem-me como uma atrasada mental, com frases do tipo "mas se apagou algo a mais, agora é só voltar a pôr esse registo e fica tudo normal", como se eu soubesse que raio de registo apaguei...).

Nessas coisas sou muito prática e prefiro perder dinheiro do que aturar gente estúpida e fiz o mais lógico: comprei um novo domínio, desta feita ".com" que era a minha primeira opção na altura em que optei por um domínio próprio mas na época ele estava em uso (finalmente deslargaram-no). Pronto, sei que não foi a solução ideal mas é como mamãe costuma dizer "time is money" e eu não estava mesmo para perder uma vida ao telefone com a gentinha estúpida da Dominios.pt. Imprestáveis e estúpidos como nunca vi igual. A mim já não me apanham...

Agora é torcer para ter uma longa e frutífera relação com a Amen.pt (que, fofinhos, ofereceram-me montes de regalias) e esperar que não me dê para a maluquice novamente porque está visto que não levo mesmo jeitinho algum para expert em sites. (E nos entretantos, aproveitei a "ausência" para fazer um header mais moderninho aqui pro estaminé, assim todo colorido porque afinal... its summer time! ;)

[e depois ainda tive que aturar o M. a refilar como tudo (mas desde quando é que tu sabes mexer nisso? Tu e a mania de quereres fazer tudo sozinha...) e a exclamar, horrorizado, que ninguém compra um domínio novo quando já pagou por 4 meses de outro domínio, só naquela de resolver logo o problema. "Eu resolvia-te isso sem teres que comprar mais nada, num abrir e fechar de olhos...", dizia ele, enquanto balançava a cabeça desolado. Pronto, sou um caso perdido. Mas ao menos sou prática.]
SHARE:

13 julho 2013

New in // Beauty #4

Esta semana recebi 3 encomendas de produtos de beleza vindo de países diferentes e aproveitei para fotografar os produtos já que nunca os vi por cá à venda. Começando pelos produtos de Espanha, encomendei mais uma caixinha na Tienda de Peluqueria e, uma vez mais, fiquei super satisfeita. Eles são impecáveis, respondem aos mails com rapidez e entregam em dois dias contra-reembolso. Uma maravilha.

A TAHE é uma marca que já conquistou o meu coração (já falei dela aqui) e se amo os produtos de cabelo, acho que também vou amar os produtos de corpo&rosto. Trouxe a linha de solares para aproveitar o verão ao máximo sem ter que preocupar-me com escaldões e afins. [Creme corporal fps 50, Creme para rosto e decote fps 50+ e Creme corporal fps 30 para os fins de tarde] - mostrei-os aqui também ;)

Trouxe a linha "Moisture Kick" da minha amada Bonacure by Schwarzkopf e estou apaixonadíssima por ela. Cheirinho incrível, super volume na franja e desembaraço instantâneo. Assim que li as reviews sobre o spray conditioner fiquei logo com vontade de comprar. Não resisti.

Ok, podem rir. Vá, riam-se à vontadinha, que eu deixo. Mas estava farta de ler "aplicar uma fonte de calor quando utilizar a máscara no cabelo" e pensava: mas que raio... como hei de encontrar uma fonte de calor? Olha, encontrei-a! É certo que fico com um cabeção prateado mas who cares? O efeito nos fios é totalmente diferente e nota-se que absorveram melhor o produto. Usei-a pela primeira vez na segunda e fiquei tipo: uau! [prometo post sobre isso depois]

Nunca antes havia sofrido com caspas mas desde a minha última escova progressiva tenho notado alguma descamação do couro cabeludo, daí ter decidido comprar este kit  com shampoo e gel exfoliante contra a caspa. Agora é aguardar o resultado...

Não sei se vos contei mas uma das minhas amigas foi viver recentemente para a Roménia e ela é fanática por produtos de beleza. Há uns dias em conversa no facebook, disse-me que ia mandar-me uns produtos de lá para eu experimentar. E veio então esta manteiga corporal de coco e limão, que cheira deliciosamente bem e até dá vontade de comer. (Thanks, Naiara!)

De todos os produtos que ela me enviou, esse foi o meu preferido... Este shampoo de uma marca esquisita chamada "Sunsilk" é nada mais nada menos que... a marca Seda brasileira, que eu amo de paixão! E, coincidência das coincidências, esse sempre foi dos meus shampoos favoritos da Seda, especialmente formulado para cabelos escuros. O cheiro é exactamente como eu me lembrava e foi assim uma sensação incrível cheirar o meu antigo shampoo, quase 10 anos depois. E os brilhos dourados dele? Uma maravilha!

O único produto que ainda não tive tempo de testar (quem aguenta usar maquilhagem com esse calor africano? Eu não!) por isso ainda não consegui experimentar esse desmaquilhante. Mas pelo que li, deve ser uma beleza. Alguém já conhece?

Saindo da Roménia e entrando no Reino Unido (ui que estou a ficar muito internacional ahaha), encomendei esse kit da Nioxin no sítio do costume, Beauty Bay e optei pelo serviço BB Premier (envio prioritário e oferta de um produto) e mais uma vez, não me decepcionei. Estava para testar esse kit há um tempo mas sempre achei caro. Aproveitei a promoção e trouxe para testar.

O meu kit é o número 4 (cabelos finos e quimicamente tratados) e é composto por: shampoo de limpeza, estimulador do couro cabeludo e spray leave-in para fios e couro cabeludo. Usei pela primeira vez no início da semana e morri de frio! Sério, o shampoo deixa a cabeça um gelo, o que vale é que estava calor, mas não me atrevo a fazer isto no inverno... Alguém já usou?

E finalmente, o meu "produto-oferta" do serviço BB Premier (da comprinha na Beauty Bay) foi nada mais nada menos que o spray Botanical Boost da Ouidad, que é conhecido como o milagre dos cabelos cacheados. Basta uma sprayzada nos fios, pentear com os dedos e tcharãn... caracóis definidos e hidratados. Infelizmente, não é o produto adequado para mim (que já não tenho caracóis) de maneiras que estou a juntar alguns produtos que comprei e não usei (pelos mais variados motivos) para sortear aqui no estaminé. O que acham? ;)

Mudando um pouco de assunto, esses dias estava a conversar com uma amiga sobre comprinhas online, parei para pensar e realmente, há mais de 3 meses que não compro qualquer produto de beleza (cabelo, rosto ou maquilhagem) em lojas físicas cá em Portugal. Depois de habituar-me com os preços de Inglaterra e Espanha, cheira-me que tão cedo não volto a comprar nada cá. Eu bem gostava de ajudar as lojas portuguesas mas ser roubada à descarada é que não dá. [outro dia entrei na loja Carlos Santos do Saldanha e encontrei o leave in da linha Repair Rescue (este) que comprei online por 4.95€ a nada mais nada menos que... 19.90€! É que é um ultraje, com esse valor eu compro 4 embalagens. Fiquei em choque. Depois queixam-se que não há clientes. Pois.
SHARE:

12 julho 2013

Das amizades verdadeiras

"Amiga para mim é aquela que surta junto. Afinal, dar conselho é muito fácil, tirar um clichê da manga também... Amiga de verdade é aquela que fica tão desesperada quanto tu. É aquela pessoa com quem tu podes compartilhar os pensamentos mais mesquinhos, os comentários mais medíocres, sem pensar e sem culpa. Porque amiga que é amiga não vai te julgar, nunca. Apoia as tuas loucuras, fica feliz com a tua felicidade e perde o chão quanto tu também o perdes. Quanto estás errada, ela é a primeira pessoa a mostrar-te, mas nunca colocaria o dedo na tua cara porque ela, mais do que entender-te, ela está do teu lado.

Minhas melhores amigas mandam-me sms na madrugada, dão-me apoio quando digo que vou incendiar a casa de alguém ou jogar alguém escada abaixo. Elas incentivam todas as minhas tentativas de felicidade, por mais tortas que sejam. Se tu não podes ser tu própria com a tua amiga, se precisas pensar antes de falar ou preocupa-te com o que ela vai pensar e, ainda assim, a chama de amiga, então lamento por ti... Se eu for presa, minhas amigas pagam o meu advogado e ainda perguntam porque raios não liguei para elas na hora de cometer o crime. Em hipótese alguma elas me dariam uma lição de moral, porque isso é o tipo de coisa que qualquer idiota que saiba o meu nome é capaz de fazer.

Amizade é porto seguro, parceria, é lugar de descansar de tudo. E de não querer ir embora." (desconheço o autor)


Amo-te, branquela. Daqui até a China. Feliz aniversário...e prepara-te que hoje a coisa promete! :)

SHARE:

10 julho 2013

Dos pequenos prazeres.

Tudo começou com uma ida ao AKI. Tive que passar por lá com mamãe para comprar umas tintas em spray (estou a reformar um móvel tããão fofinho para pôr a bijutaria, depois mostro-vos) e mais alguns apetrechos de pintura (que eu sou lambona e para pintar uma moldura pinto meia parede. Adiante). Íamos nós, a conversar por entre os corredores quando de repente mamãe empaca. Fica tipo especada a olhar para um objecto em exposição. Olhinhos a brilhar e sorriso parvo no rosto. Pensei logo: ui ui estamos bem. (A minha mãe é das pessoas mais determinadas - e teimosas - que eu conheço e quando mete uma coisinha na cabeça, ai senhores, não descansa até consegui-la).

Pois que o objecto em questão era... uma banheira. Sim, esta banheira. Ai que é linda. Ai que eu sempre quis ter uma assim e assado (mas mãe, já temos a torre de hidro, não está boa? - "não"). Ai que tem música. E luzes. E cascata. E mais um rol de mariquices. E, porra, está mesmo calor e só me apetece estar enfiada dentro de uma coisa assim. Já viste o jeito que isto nos ia dar? (nesta casa toma-se, sem exagero, três banhos per capita - coisas de carioca).

Esgotei todos os meus argumentos: "é muito cara", "não vamos olhar para ela durante meses", "vamos ter que pagar a instalação à parte", "vai nos ocupar um terço da casa de banho" e mais blá blá blá. De nada adiantou. O trambolho chegou hoje, junto com os senhores do AKI que, em coisa de uma hora, tinham a banheira a borbulhar e a funcionar maravilhosamente. E eu ganhei uma mãe com um sorriso satisfeito de orelha a orelha.


Pronto, sou obrigada a dar o braço o torcer: a bicha é mesmo linda e sabe maravilhosamente bem estar enfiada dentro dela. É assim como estar num pequeno paraíso: eu, ela e as minhas músicas preferidas. Já temos programa para o fim-de-semana (praia? mas qual praia?).

SHARE:

07 julho 2013

Testei: o sérum Advance Techniques de argão da Avon

No início de Maio recebi uma caixinha made in Rio de Janeiro da minha avó e, entre bombons Serenata de Amor, vernizes da nova colecção da Colorama e outros miminhos que só a minha velha é capaz de imaginar, recebi também o novo reparador de pontas da Avon com óleo de  argão.

Sou viciada em reparadores de pontas porque as minhas são muito secas e desde sempre que uso os da linha Advance Techniques da Avon. Ainda não conhecia o de óleo de argão (ultimamente quase todos os óleos capilares descobriram os milagres do óleo de argão, já repararam?).


O meu vidrinho já vai abaixo da metade e uso-o três vezes na semana, em alternância com o elixir Orofluido. Como tenho o cabelo seco, posso usá-lo à vontade nas pontinhas para dar aquele up e aparência sedosa que eu amo!

O cheiro do produto é delicioso, a textura é bem espessa e de cor amarelada. Aplico a quantidade de uma ervilha na palma da mão, esfrego as mãos para aquecer o óleo (diz quem percebe do assunto que os óleos aquecidos penetram melhor no cabelo) e esfrego as mãos nas pontinhas. A maciez é instantânea e adoro o brilho dos fios depois de usar este produto.

Como ponto negativo, acho que o óleo é um bocadinho espesso de mais (em comparação ao elixir Orofluido, por exemplo) e em cabelos com tendência para o oleoso, o resultado deve ser desastroso (daí ele não ter ganho as 5 estrelinhas). Em contrapartida, em fios secos como o meu, o resultado é maravilhoso! Tenho usado em conjunto com mamãe e com a Vi, por isso o meu vidrinho já está quase no fim =/

Não sei se esse reparador de pontas é vendido na Avon portuguesa, mas eu fiquei fã e espero poder encontrá-lo por cá :)

Post agendado: estou fora este fim-de-semana, respondo aos comentários quando voltar;)

SHARE:

05 julho 2013

Então com licença, sim?

Lá vai uma pessoa rumar ao Algarve a estas horas porque o cunhado faz anos e lá vamos nós festejar com o rapaz. O que me vale é que o M. é um piloto tipo Ayrton Senna e fico descansadinha da vida quando é ele a levar o carro. O mais provável é ir a babar pra cima do vidro e só abrir os olhinhos quando vir a placa de Portimão. Sim, que ir para o Algarve é assim um graaaaande sacrifício para nós mas pronto, lá fazemos o esforço que o nosso B. bem merece.

E venha daí mais um fim-de-semana em cheio com sangria na varanda, churrascadas, praia e sol no lombo e muitooo amor e namorico que nós bem precisamos. [o coitado do meu gajo anda tãão negligenciado nos últimos dias que dá pena... nem um cineminha, nem um jantarzinho, nem nada de nada. É a vida...]

SHARE:

03 julho 2013

Estou a dar em doida*

Estamos a meio de um processo de recrutamento cá na empresa. Com duas funcionárias de férias, é óbvio que o meu trabalho ficou sobrecarregado e hoje pediram-me para fazer a triagem dos currículos e ligar para as melhores candidatas a fim de marcar entrevista.
Beeem, o que dizer?

Nos primeiros cinco minutos, mal abri a caixa de mails do recrutamento, pensei que estava nos apanhados. Minha gente, o que era aquilo? Coisas horríveis, do tipo:

- Erros ortográficos de bradar aos céus;
- Fotografias ri-dí-cu-las, desde as poses até as clássicas fotos de casamento/baptizado/evento qualquer com o cabelo cheio de laca ou, imagine-se, fotos de uma senhora sentadinha na areia em... biquíni!
- Quando, finalmente, encontro um currículo daqueles bons e penso: ena! temos candidata, resolvo ligar e... atende-me o marido/namorado/peguete todo desconfiado: "quem fala?", "mas quer falar com a fulana de tal porque?", "mas fala de que empresa?" e raios me partam, não tenho paciência para estas mariquices.
- No anúncio realçamos que estamos à procura de pessoas do sexo feminino. E eu recebo pra cima de 20 currículos de gajos. Enfim... Devem ter todos a mania que são parentes do José Castelo Branco, só pode.
- A empresa em questão fica no Estoril. Recebo currículos de Leiria, Porto de Mós e Benavente. O que vão receber não vai chegar nem para a gasolina mas pronto, há maluquinhos para tudo nesta vida.
- No perfil do candidato pede-se: "Domínio da Língua Inglesa e Viatura própria". Respondem pessoas que nem carta de condução possuem.

E a carrada de gente com apenas o 9º ano que responde? E as senhoras com mais de 55 anos, quando no anúncio diz especificamente que o limite de idade é de 35? Não percebo! É que para além de perderem o tempo deles a enviar um currículo que vai imediatamente para o caixote de lixo, ainda me fazem perder o meu a abrir anexos e ler currículos que não servem para o posto em questão.

Posso estar a ser dura mas, minha gente, a coisa é de cortar os pulsos! Só desejo que as férias das minhas colegas terminem bem rápido que isto de estar a recrutar pessoas e analisar currículos requer toooda uma paciência. Que eu, obviamente, não tenho.

*quando eu começar a balançar-me de um lado para o outro e a babar-me toda, não fiquem assustados. 
SHARE:

My week by instagram

Ando cheia de trabalho até o pescoço (como devem ter percebido pela diminuição de posts) mas nem que seja via instagram, tento estar minimanente activa porque já estou a ressacar desta abstinência aos vossos blogues e afins... Não, não deixei de responder aos comentários (prometo responder tuudo até o fim-de-semana) nem estou armada em fina (como tão bem escreveu uma anónima). Não é descaso, não é mania... é apenas falta de tempo, sim? Até já :**

SHARE:

01 julho 2013

O gigante acordou!

Haverá melhor maneira de se começar uma segunda-feira do que com uma mega-vitória do Brasil e a taça da Copa das Confederações nas nossas mãos? Acho que eu e mais 195 milhões de brasileiros temos mais um motivo para esbanjar felicidade hoje. Ganhámos, pá! Vencemos em casa, na cidade mais linda do mundo {preciso dizer qual?} e ainda demos baile à actual melhor selecção do mundo com 3x0. Se abalamos a Espanha {que a meu ver, era a maior pedra no sapato do Brasil}, agora ninguém nos pára. 2014 é nosso! ;)

Desculpa lá amor, mas ontem foi-me impossível torcer pela Espanha. Eu sei, eu sei... Nasceste em Madrid, foste alfabetizado por lá e uma parte de ti sempre será espanhol mas tenta compreender. É o meu país, a jogar na minha cidade, no meu Maraca [dava um dedinho do pé para estar no Maracanã ontem e sentir a vibração do povo] e, bom, tu sabes. Não há amor como este. Não há mesmo.
Go, Brasil!

SHARE:

Ebayholic: as minhas comprinhas de Junho :)

Desde o início de Maio que tenho (re)descoberto o prazer de comprar no Ebay e desde então as compras acumularam-se à velocidade da luz... O que tem o seu lado bom e ruim porque, vejamos, eu simplesmente perco a cabeça enquanto olho todas aquelas coisinhas e assim de repente, acho que não era má idéia ir viver para Hong Kong ou para a China (dá vontade de comprar tu-do!). O lado bom é que como as coisas são super baratinhas, a desgraça não é tanta e compra-se montes de coisas fofinhas (e que não existem cá, favor salientar) por verdadeiras pechinchas.

Como no meu último post sobre o ebay recebi perguntas sobre os links dos vendedores, desta vez vou facilitar-vos a vidinha e colocar os links de onde comprei cada artigo (mas aviso: não venham cá reclamar se depois o artigo não chegar ou se tiverem problemas com o vendedor que eu não tenho culpa nenhuma).

Normalmente quando quero comprar algo no ebay vou marcando os artigos na "watch list" e depois, num dia em que esteja particularmente inspirada, encomendo tudo de uma vez só. É óbvio que eles não chegam todos ao mesmo tempo (afinal, são de vendedores e de países diferentes) mas acho que controlo melhor as datas assim (sou despistada e já me aconteceu comprar um artigo, ao fim de dois meses nada de vê-lo e só então lembrei-me de contactar o raio do vendedor - e ele lá enviou novamente).

Assim, sabendo em que dia encomendei tudo, é mais fácil para acompanhar as encomendas. Ontem, domingo, namorado no futebol com amigos e eu em casa assistindo filmes e organizando o closet... bateu aquela vontade de espreitar o ebay e olha, foi a desgraceira do costume:


- Porta-telemóvel: Eu não sei vocês mas às vezes acontece-me de pôr o telemóvel a carregar num sítio e o fio do carregador é demasiado curto para conseguir apoiar o telemóvel numa mesa, por exemplo. A solução é deixar o pobrezinho a carregar no chão e sujeito a pisadelas, chutes e mais n situações. Por isso, achei óptimo quando encontrei este acessório. E tão baratinho... [aqui]
- Adesivos e post-it de Londres: Que eu sou maluquinha por Londres não é segredo para ninguém. Amo a cidade, já lá fui 4x e por mim ia já amanhã de novo. A par disso, sou também viciada em acessórios de papelaria e pronto, foi impossível resistir à esse pack fofíssimo. [aqui]
- Caneta de gatinho e post-it de peixe: Apaixonada por animais que sou, achei um amor essa caneta com suporte de gatinho e o post-it em formato de peixinho. Dá até pena de usar... Comprei na mesma vendedora do item acima. Aliás, deveria ser proibido espreitar os artigos dessa vendedora, é cada coisa mais querida que a outra, morro de fofura.
- Soutien "U bra" para decotão: Andava há que tempos à procura de um soutien mais cavado, para não se notar nos decotes pronunciados [o M. pira!] e nunca vi nada parecido por cá. Vai me dar um jeitaço agora com os vestidinhos e tops de verão. [comprei num leilão deste vendedor]
- Organizador de interior p/ malas: Troco muitas vezes de mala e é preciso uma paciência enorme para andar a mudar a tralha toda de uma mala para outra (isso quando não esqueço algo vital na mala "antiga") e vai daí, achei perfeito esse organizador para facilitar as mudas de mala. [aqui]
- Alça de soutien de cetim: Achei uma pirosice ao princípio mas depois achei que até ficava giro com algumas camisolas mais largueironas e com o laço atrás do pescoço a ver-se. Pronto, sou uma pirosona, o que querem? [aqui]
- Curlformer: Depois que fiz as escovas progressivas, o meu cabelo tornou-se muito liso e apesar de adorar, por vezes apetece-me umas ondas e não queria estar sempre agarrada à chapinha ou ao babyliss. Encontrei estes rolinhos coloridos que fazem umas ondas lindas e são super fáceis de usar. [aqui]
- Lipbalm Eos: Depois de ter visto tudo quando era famoso usando este balm, também eu fiquei curiosa e decidi testar. Não é vendido cá em Portugal mas já se sabe que com o Ebay tudo é possível e venha de lá o ovinho rosa (sabor gelado de morango) para a menina experimentar [aqui]
- Porta-lentes de contacto de porquinho: Morri de amores quando vi essa caixinha. Eu, míopa e fã de lentes de contacto (uso todo dia), tive que comprar essa fofura para deixar na necessaire. [aqui]
- Óculos de sol "Prada Baroque" inspired: Desde que os Baroque da Prada foram lançados que fiquei com vontade de os comprar. Como são caros e eu nunca invisto tanto dinheiro em óculos de sol (perco-os sempre, largo-os em tudo quanto é sítio, não vale a pena...) e estes eram mega baratos, comprei para ver como me ficam. [aqui]
- Colar geométrico: Sim, ainda ando na fase dos maxi-colares [foi das tendências que mais gostei] por isso não resisti quando vi esse colar em leilão. Em tons pastéis como eu tanto gosto... [comprei num leilão deste vendedor]
- Bubble colar turquesa: Sou fã declarada desse formato de colares e depois de ter comprado o rosa (também no ebay) e ver como me assentava (amei) não resisti e comprei também em turquesa. São lindos e dão um up no look! [aqui]
- Caixa porta-lentes p/ viagem: Os porquinhos estão em alta nas caixinhas de lentes ahaha. Amei esse kit para viagem, que vem com: porta-lentes, recipiente para líquido, pinça e espelhinho. Pena é que as cores são enviadas ao calhas, porque eu gostava mesmo de receber este azulinho...[aqui]

É incrível como podemos comprar tanto cacareco em coisa de 40 minutos... Adoro fazer compras online, é tão prático: estás sentada, a petiscar qualquer coisa, de pijama no sofá e de repente compras este mundo e o outro. Até custa menos porque não vemos o dinheiro a ir embora (ahahah bela desculpa). Tenho gostado cada vez mais disto. Agora é torcer para chegar tudo rapidinho e em boas condições. Daqui há um mês (altura em que já deve ter chegado tudo), faço um post com a minha review sobre os produtinhos.
Diz que sim, que sou uma excelente compradora. Mas alguém duvidava disso? :P
Vá, contem-me as coisas diferentes e giras que também costumam comprar pelo ebay, que estou ansiosa por saber!
Os preços estão ao cêntimo porque comprei em libras e depois converti para euro, para vocês terem o preço real de quanto custou cada produto ;)
SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig