05 setembro 2013

Devia haver uma lei...

... que proibisse mais de um movimento no multibanco. (ou então que obrigasse a pessoa a voltar a entrar na fila para usar novamente)

Epá, estive quase vinte (!) minutos à espera que uma distinta senhora estivesse ali, à vontadinha, a pagar as suas contas do mês, a carregar o telemóvel dela, o do filho, a pagar a cota de sócio do Benfica... Seis movimentos que a mulher fez (sim, contei-os). Seis! Numa zona em que só tem este multibanco num raio de, sei lá, 15km. Um abuso! A fila atrás dela a aumentar, toda a gente a entreolhar-se como que a pensar "mas esta gaja agora comprou o multibanco, ou quê?" e a gaja lá continuava, os talões a sairem e ela a arrumá-los na carteira com toda a calma do mundo. Estive assim a um nada para lhe dar um tapinha nas costas e perguntar se não queria aproveitar também e transferir a renda da casa, pagar a Zon, veja lá que ainda se esquece de alguma coisa, de certeza que não tem mesmo mais nada para pagar?!

Detesto gente sem bom-senso. 
SHARE:

14 comentários

  1. Não sei se é a sociedade actual ou se é só em Portugal, mas de facto, há duas coisas que escasseiam: CIDADANIA e a minha PACIÊNCIA para lidar com gente egocêntrica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que isso acontece um pouco por todo o lado, infelizmente... São raras as pessoas que conseguem se colocar no lugar do outro e pensar: hum, este é o único mb da zona, é hora do almoço e há atrás de mim várias pessoas, se calhar vou me despachar...

      E depois, irritou-me a calma da mulher, a lentidão em abrir a carteira, guardar os talões todos (depois de ter lido um por um enquanto ficava parada à frente da máquina, sem deixar ninguém usar). Irritou-me tanto!

      Eliminar
  2. Não entendo o problema , Anne,
    Se a senhora estava na vez dela e estava a precisar de fazer movimentos no MB, quem está atrás que espere! Viver em sociedade é mesmo assime ela nãoe stava a fazer anda ilegal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, o multibanco é público e quem chegou primeiro tem todo o direito de utilizá-lo enquanto os outros devem esperar. A minha questão é que era um multibanco super isolado, numa zona industrial, era hora do almoço e tinha mais de quatro pessoas à espera. Por uma questão de civismo, acho que a senhora poderia ter feito, sei lá, duas operações no multibanco e deixado o resto para depois. Mas essa consciência social é de cada um, eu detesto empatar a vida dos outros mas nem toda a gente pensa assim.

      E, se leres com atenção o post, verás que eu disse "deveria haver uma lei que proibisse", ou seja, é óbvio que a senhora não estava a fazer nada ilegal.

      Eliminar
    2. Eu concorde com o post. As pessoas devem ter 2 dedos de testa para saberem que só deveriam fazer essas operações quando não tivessem tanta gente atrás. Confesso que já fiz o mesmo: tinha 5 contas para pagar + levantar dinheiro. Ainda estava na 2ª e assim que vi alguém chegar, fui a tempo de não introduzir o cartão de novo e dar a vez à pessoa.

      Isto sim, chama-se viver em sociedade e não "Finders, keepers".

      Eliminar
  3. Olá,
    Por muito chata que seja a espera, é assim mesmo, as caixas multibanco são públicas, ora se a senhora precisava de fazer os pagamentos dela, nós devemos esperar a nossa vez. Demore o tempo que demorar. Eu também não gosto de esperar, mas tem que ser, pois quando estou eu a fazer os meus pagamentos, fico muito nervosa com a impaciência que as pessoas atrás de mim demonstram.
    Gosto muito do teu blog, mas nunca tinha comentado. Há sempre uma 1ª vez :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patrícia, eu não disse que a senhora não tinha o direito de usar o multibanco, nem de realizar 1548 pagamentos... O que me deixou ligeiramente abismada foi a tranquilidade dela em estar quase 20 minutos a ocupar a máquina quando via a fila a crescer e tendo a noção de que aquele era o único mb num raio de vários quilómetros. Era apenas uma questão de bom-senso, de cidadania, civismo... E depois a calma com que ela revirava a mala à procura da carteira, depois lia os talões e arrumava-os um a um... enquanto deixava toda a gente à espera. Acho mal e não era capaz de fazê-lo. Mas cada um é como é ;)

      Obrigada pelo comentário :**

      Eliminar
    2. Sim, isso de arrumar os talões com toda a calma é parvoíce dela. Era dizer-lhe para ir arrumar a carteira para casa. Eu quando uso o multibanco faço no máximo 2 ou 3 operações, pq como já disse, começo a ficar nervosa com a fila atrás de mim, mas é sempre o mais rápido possível, enfio tudo para dentro da carteira ao molho e depois com calma confiro tudo em casa ou assim, não estou ali a "engonhar". Já vi muitas pessoas por aí assim como essa senhora, mas eu sou sempre muito calma, já o meu namorado começa logo a disparatar.
      Beijinho*

      Eliminar
  4. E se estivesse na fila do banco?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se estivesse na fila do banco, esperava a minha vez, ora! Como toda a gente... A minha questão é que um multibanco é uma máquina para tratarmos coisinhas rápidas, levantarmos dinheiro, pagarmos uma conta urgente, carregarmos o telemóvel... daí, parece-me estranho querer fazer tudo isto de uma vez só e ocupar a máquina durante 20 minutos quando está visto que há outras pessoas necessitadas de usar. Mas enfim, essa é a minha maneira de pensar, posso estar errada e afinal o certo é estarmos agarradas ao multibanco durante 2 horas, a fazer transferências, pagamentos, alterar o pin, verificar novamente o nosso NIB e já agora o IBAN...

      Eliminar
  5. No nosso País já tentaram várias vezes, sem sucesso,fazer o que é usual em vários países,cada operação de multibanco ser paga!! É óbvio que dá para perceber porque nunca foi para a frente! Pois eu acho bem! Quem fizesse mais de 2 operações seguidas Pagava! E estes comentários a dizer que a senhora tem direito,blá,blá,o que ela mostrou foi falta de CIVISMO e RESPEITO PELOS OUTROS!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Teresa, no Brasil as operações também têm um custo associado mas olha que não sei se isso resolveu a questão. A verdade é que as pessoas andam cada vez mais umbiguistas e pensam só no seu próprio bem-estar. Os outros? Ah, eles que esperem. Eles que entrem na fila. Eles que se lixem, resumidamente.

      Talvez eu seja, como o meu namorado bem o disse, sonhadora demais, utópica demais. Mas fui ensinada a colocar-me no lugar dos outros e só depois tomar uma atitude. Por isso, atitudes como a dessa senhora deixam-me enervada.

      Eliminar
  6. Também penso assim, quando vejo que tem fila atrás tento sempre não demorar e não era capaz de estar 20 min no MB como essa senhora...mesmo que tivesse milhentas coisas a tratar, tratava do urgente e voltava mais tarde, como já fiz. Mas a grande maioria das pessoas não pensa assim...às vezes penso porque não facilitamos a vida uns aos outros em vez de estarmos com picuinhices e complicações?

    ResponderEliminar
  7. Na minha opinião, a unica coisa que essa senhorafez de errado errado foi, tratar das suas coisinhas e ficar ali especada em frente á máquina, depois de fazer o que tinha de fazer, não deixando avançar a fila enquanto a máquina se encontrava desocupada. Só isso.

    Compreendo que seja chato esperar, mas é assim a vida...
    Não acho correcto dizer-se que os MB servem apenas para 'isto' ou 'aquilo', afinal, se não servissem para muitas coisas, não existiriam tantas opções. O facto de ser ou não hora de almoço não interessa, é hora de almoço para toda gente, incluindo ela, e talvez não pudesse deixar aquilo para depois (como provavelmente outras pessoas). E secalhar a senhora não tinha noção de que aquele era o unico MB. Acho que se está a "sobrereagir"...

    Eu também sou daquelas pessoas que fica meio nervosa com a impaciência das outras pessoas, e com isso, há tendência para demorar ainda mais tempo xD
    Nestas situações, a minha opinião resume-se a: esperar na fila pela sua vez, fazer aquilo que se tem a fazer (1 movimento ou meia duzia deles, não interessa) de maneira a que se possa despaxar o + rápido possivel mas sem confundir tudo para não acontecer porcaria, deixar a "organização" de talões para depois de acabar de usar o MB, e dar a vez ao próximo.
    De resto, se a pessoa da frente seguir esta "instrução" e mesmo assim eu me aborrecer, a culpa é minha porque deveria ter vindo + cedo.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig