05 outubro 2013

Actual estado da blogosfera:

"Já conhecem a nova linha de produtos da O Boticário?"

"Com a chuva dos últimos dias, apetece mesmo comprar uns botins novos. O que vale é que a Spartoo está com mega descontos, então, toca a aproveitar..."

"Fui passar um fim-de-semana a um hotel lindo, com piscina, jantar feito por um chef impecável, a sério, vocês precisam conhecer o hotel das Caldas da Rainha! Uma maravilha!"

"Com o Outono à porta, está na hora de começarmos a comprar camisolas quentinhas... sabiam que esta semana a Romwe está com 20% de desconto em todas as camisolas de malha?"

"E estas calças da OASAP, senhores? Um escândalo! Mal as vi, soube logo que tinha que comprá-las. Para quem gostou, podem encomendar através deste link..."

Socorro! Não acho normal tanta publicidade assim, à cara podre. E depois ainda há aquelas que, muito subtilmente, metem no final do post um asteriscozinho a dizer "publicidade" ou "post patrocinado" praí numa fonte tamanho 4, que é mesmo para ninguém ver. Não acho normal e é o tipo de atitude que critico há anos.

Eu não sei se com vocês é assim mas comigo acontece exactamente o oposto: ganho um pavor e um nojinho enorme da marca e evito tudo o que seja relacionado. Basta dizerem qualquer opinião positiva acerca dessas marcas para eu não pôr lá os pés ou comprar seja o que for. Portanto, se há alguém do departamento de marketing dessas empresas a ler este post, ficam já a saber que se dá o efeito contrário. [e não é isso que vocês querem, pois não?]

A verdade é que nem toda a publicidade é boa, principalmente no caso dos blogs. Estas marcas que citei acima estão a apostar em demasiados blogs ao mesmo tempo e às tantas leio vários posts sobre o mesmíssimo produto, em blogs diferentes, às vezes no mesmo dia. E dá-me uma raivinha que não imaginam. Perdi tempo da minha vida a ler um post, julgando que ele refletia mesmo a opinião da blogger, que o produto/serviço era bom e afinal era tudo publicidade. E, pior, encapotada [que é o pão nosso de cada dia].

Eu não sou contra uma pessoa querer viver do seu blog, da sua criatividade e daquilo que produz.O que me enerva é a falta de honestidade das pessoas. É a falta de transparência [porque não deixar logo claro que é um post patrocinado?], são as histórias mirabolantes que criam para justificar a compra daquele produto [quando na verdade foi a marca que ofereceu]. Enfim, sou contra a falta de caráter. Coisinha que, infelizmente, infesta esta blogosfera.

P.S: Nem de propósito, há duas semanas fui contactada por uma agência de viagens que queria fazer uma parceria com o blog. Metia aviões, hotéis e viagens pelo meio e vocês sabem o quanto eu amo viajar. Confesso-vos que houve ali um pequeno momento de hesitação mas a consciência falou mais alto. Então eu viajo à pala de uma empresa, com tudo pago... depois vou ser obrigada a fazer posts atrás de posts, a rasgar elogios sobre tudo, ai como fui bem tratada, acreditam que o vôo nem teve turbulência?, que espectáculo de hotel, e blá blá blá.... sem poder falar uma verdadezinha sequer? Sem poder criticar o lado ruim da coisa [que existe sempre], sem poder exprimir a minha verdadeira opinão... Ai, pessoas, não dá. Para mim, não dá.

SHARE:

45 comentários

  1. Tu és das pessoas + sérias do mundo. Íntegra como poucas. parabéns!
    Até seria vantajoso para essas empresas q as pessoas pudessem dizer as verdades pq , realmente, é muito escândalo ser tudo tãaaaaaaaaaao perfeitinho! A mim dá-me exatamente o mesmo efeito: penso que um bom produto se vende por si mesmo!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras mas não escrevi esse post com o intuito de parecer "honesta, íntegra" e para levar tapinhas nas costas, escrevi-o porque senti necessidade de fazê-lo depois de ver diariamente tanto post-patrocinado por essa blogosfera.

      Concordo que os bons produtos vendem-se por si só, sem necessidade dessas (más) publicidades mas pelos vistos o pessoal de marketing dessas empresas anda tudo a dormir.

      Obrigada :*

      Eliminar
  2. Eu sou uma blogger do " depois ainda há aquelas que, muito subtilmente, metem no final do post um asteriscozinho a dizer "publicidade" ou "post patrocinado" praí numa fonte tamanho 4, que é mesmo para ninguém ver. "

    No entanto não coloco no tamanho 4 para ninguém ver, mas sim, porque para mim, não deve ter destaque no contexto do post, pois mesmo sendo patrocinado, aquilo que escrevo é realmente o que sinto/acho.

    Sim, oferecem-me imensos produtos, mas há algo que primo no meu blogue, a sinceridade apesar de tudo e sempre que me é oferecido algo, também coloco "produto oferecido pela marca" em tamanho 4.

    Fico triste que englobes tudo no mesmo "saco" e por muito que nos ofereçam isto e aquilo, há que manter a lealdade com os nossos leitores.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Please, metes em letras 4 que é para não se ver e marca não ter esse género de publicidade.
      Metam na vossa cabeça que nem todas os vossos leitores são burros e têm interesse nessas publicidades 'escondidas'. Queremos opiniões honestas, com prós e contras dos produtos. Não é ofertas descaradas, mal assinaladas e publicidade post sim post não.

      Eliminar
    2. @Joana Cooper: Não concordo quando dizes que o facto do post ser publicitário não deve ter destaque no contexto. Acho, mesmo, que deveria estar bem explícito, assim como está explícito o link para o site da marca, os preços e tudo o mais. É uma informação como outra qualquer... às vezes parece-me que os bloggers têm vergonha de assumir que recebem patrocínio e optam por outros caminhos que, a meu ver, são pouco sinceros. Não estou a falar directamente do teu blog, porque só lá estive poucas vezes. Mas de tudo o que tenho visto ao longo destes anos, a tendência é piorar. Infelizmente ainda não há em Portugal uma lei/regulamentação a respeito desse tema mas espero que, como em outros países, a publicidade online passe a ser de identificação obrigatória de forma a não induzir ninguém ao erro.

      Não englobo toda a gente no mesmo saco, aliás, no post fiz questão de dizer que vejo este tipo de atitude em "muitos blogs" mas não disse "em todos os blogs". Há blogs com publicidade que adoro, que confio na opinião da pessoa que escreve e sei que é sincera (por exemplo, o blog A Guida é que Sabe, o Blog da Bel...). O resto não conheço e não posso opinar.

      @Anónimo: Concordo quando dizes que os leitores não são parvos e mais cedo ou mais tarde, perceberão quem está a ser sincero e quem só pensa em €€.

      Eliminar
    3. Querido anónimo,
      O facto de colocar o tamanho da letra 4 não significa que não seja honesta ou sincera com os meus leitores.
      Caso conhecesse o meu blogue não diria isso, porque há algo que prezo, a lealdade e sinceridade perante os meus leitores.

      Querida Anne,
      Apesar de não seguires o meu blogue, sigo o teu como se duma vogue se tratasse, mas fiquei um pouco triste quando julgas que um blogue por possuir publicidade, não será sincero naquilo que escreve, apenas isso, mas entendo o teu pensamento.

      Eliminar
  3. Pois é Anne, mas nem toda a gente tem o dinheiro que tu tens, e nem pode andar a esbanjar em botas, lenços e casacos como tu fazes. Há pessoas que lutam todos os dias para comer e por vezes vêem-se obrigadas a fazerem posts destes, com patrocínio, para receberem uma ou outra coisinha. Um creme, umas calças, um verniz... coisas que elas não poderiam pagar de outra forma, percebes? Nem toda a gente tem a tua sorte, lembra-te disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma questão de sorte que se debate aqui, mas de integridade.
      Tiras rendimento do teu blog? Fantástico, agora assume e sê verdadeiro nisso - que o post explicite bem esse facto, não é cá publicidade encapotada.

      Eliminar
    2. @Anónimo das 02:35: Vocês devem achar que eu sou milionária, só pode... É com cada comentário que até fico parva! Pessoas que lutam para comer e são obrigadas a terem publicidade no blog? Oi?! Desde quando receber cremes, vernizes e roupa passou a ser um bem essencial? Pleaaaase! A minha sorte também pode ser chamada de outro nome: força de vontade. Eu não atribuo nada à sorte, atribuo ao meu esforço e mérito próprio.

      @Anónimo das 13:15: Não poderia concordar mais contigo! Clap, clap, clap!

      Eliminar
    3. São pessoas que lutam todos os dias para comer mas têm dinheiro para a mensalidade da internet? E fazem o quê depois, comem os cremes? Ai tanta inveja da vida alheia... Realmente, as pessoas não podem ver ninguém feliz. Em vez de desejarem o que os outros têm de bom, e fazerem por isso, não, querem é que os outros estejam igualmente mal.

      Eliminar
  4. Respeito a tua opinião e há vários pontos com os quais não concordo absolutamente no teu texto mas entendo perfeitamente que há uma aposta massiva das marcas citadas actualmente e que isso pode e consegue saturar mais do que suscitar interesse.
    Em relação aos asteriscos tamanho mini, faço disso lá no blog, sem problema algum, foi atitude que veio do eu querer fazer algo que, não sendo um blog profissional, tivesse uma apresentação nesse sentido. Estéticamente acho que o tamanho está de acordo e não acho que por a referência antes do corpo do post faça alguma diferença, quem quer ver, vê sempre, quem não quer ou não precisa, o mesmo se lhe aplica. Há quem escreva "publi" no título dos posts mas por ora não o equaciono, não consigo gostar.
    Não sei o teu conceito de post patrocinado, para mim tem mais a ver com a libertação de informação sem relação com o autor e pago. E pago para mim é dinheiro mesmo, não é produtos, sejam directos ou em vouchers. Publicitários faço, transmito publicidade através de texto criado de raíz por mim e aproveitando que posso dar largas ao entusiasmo escrito e aliar ambos os lados, saciado assim a minha vontade de escrever. Talvez sejam os meus posts do género das histórias mirabolantes de que falas mas criar uma relação real para com o objectivo da publicidade feita, não apenas acrescenta valor como é preferível, isto tudo a meu ver, que copiar press releases sem sequer ter em atenção erros ortográficos ou que frase x era uma anotação do remetente e não algo para englobar no blog. Porque essa era a queixa anterior, que se copiavam muitas presses e isso não é nada de jeito, não tem conteúdo e o diabo a sete. Então e criar um texto que engloba uma experiência ou desejo, um desabafo, isso também é um mau texto publicitário? Porque toda a publicidade que vês em redor tem uma trama, a questão é que muitas vezes pela limitação de espaço ou tempo, isso não é entendível, talvez se veja mais em relação à publicidade a perfumes de grandes marcas.
    Obviamente que muita gente mente, sadly isso faz parte do ser humano, cabe a cada um como leitor avaliar o trabalho de uma blogger pelo todo e decidir se acredita na veracidade do mesmo. E fazer um post desses dá mesmo trabalho, por mim falo que passo horas a redigi-los e editá-los, a conceber um fio de ligação entre a informação toda de que disponho e que muitas vezes se subrepôe. Mas confesso que gosto mesmo de o fazer, cada um com a sua ideia, 'né?
    Em relação à agência de viagens, acho que partiste do pressuposto de que não podes falar mal. Isso é o que muita gente pensa em relação às parcerias mas mau feedback bem fundamentado, nenhuma empresa pode levar a mal. Aliás, não conheço empresa nenhuma que tenha uma política de mordaça na boca das bloggers com que trabalha. Mas percebo que por todos falarem bem, a suspeita de que todos o fazem para não lhe secarem a fonte se levante, o problema é o TODOS e que quem realmente gosta dos produtos quase se sente melindrada por gostar, porque "mas eu gosto e se vou dizer que gosto vão dizer que é por ter parceria". Mais uma vez, por mim falo, que já o senti mas deu-se-me juízo na cabeça que quem não deve não teme e não vou inventar coisas para parecer menos afectada por um produto cedido só para dar um ar de menina íntegra. A integridade de cada um, e acho que o teu post tem muito a ver com isso, a cada um deve ser medida, não somos todos farinha do mesmo saco.
    Acho que cada vez menos vejo publicidade encapotada como apontas, os posts aparecem marcados de uma maneira ou outra, as bloggers dizem que receberam e a inclinação dos textos apontam para isso mesmo.
    Acredito que o efeito que esta postagem em grande escala tem em ti, acontece com mais gente. Mas também suscita interesse. E enquanto assim for, seja no meu blog ou no da vizinha do lado, algumas dessas empresas continuarão a ter tempo de antena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LC, a minha questão com os asteriscos mini mini é que, obviamente, passa despercebido a muita gente e acho que o que se pretende é ser o mais honesto possível e gerar credibilidade junto de quem nos lê. Obviamente, uma fonte tamanho 14 e outra tamanho 5 atingem visualizações completamente diferentes. Acho um exagero colocar “publi” logo no título, qualquer pessoa perde logo a vontade de ler, todavia, acho que deveria ser colocada então uma tag “publicidade” ou algo que diferencie este post dos demais – digo eu.
      A minha idéia de post pago é: recebes material (vales, descontos, produtos) de uma marca, fazes posts sobre esses produtos e, quase sempre, são posts pejados de elogios e pontos de exclamação. Sei bem disto porque há anos fiz parte de um grande blog brasileiro (na área da beleza – que existe até hoje) e recebíamos imensos materiais para testar (a dona recebia, é mais isso – eu era assim uma correspondente internacional) e por pior que fosse o produto, tínhamos instruções claras: so podíamos falar bem. Desde então, criei um certo preconceito com este tipo de coisas , apesar de saber que boas bloggers fazem uso da publicidade da maneira certa: com muita sinceridade.
      Obviamente que nenhuma empresa tem “uma política de mordaça na boca das bloggers com que trabalha” mas acha, sinceramente, que uma marca volta a enviar produtos/vales/dinheiro a alguém que tenha enxovalhado o seu produto, que tenha falado mal? Posso estar enganada mas duvido.
      E tens toda a razão, o post fala muito mais sobre integridade do que propriamente de parcerias e é claro que nem todos são farinha do mesmo saco, aliás, eu sigo montes de blogs com publicidade e tenho os meus favoritos mas procuro sempre uma coisa em todos: sinceridade.

      Eliminar
  5. Mais uma vez acertas na mouche. As marcas agradecem esse mini desespero que permite "pagar" publicidade por tão pouco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, acho que só mesmo o desespero para justificar estas atitudes...

      Eliminar
  6. Concordo plenamente, ja tinha feito um comentario como no blog da pepa, cujos essenciais de beleza eram todos oferecidos e por sinal "essenciais". Canso-me de ver sempre os mesmo posts, duas e tres vezes ao dia, exatamente os mesmos produtos, quando eu sei q aquele produto nem é assim nada de especial e falam maravilhas dele... Sinceramente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu também reparei nesse post. E como esses há muitos! Há marcas que definitivamente, ficaram marcadas pela péssima publicidade. Ainda que fizessem como a Caudalie, que selecciona blogs cujo tema tenham a ver com a marca como A Pipoca mais Doce, Glimmer Le blonde e afins... tudo bem. Agora andar feito "franco atirador" a fazer parceria com tudo o que é blog, pelo amor da santa! Depois são 3 ou 4 posts diários sobre o mesmo produto... não se aguenta!

      Eliminar
  7. Olá Anne!
    Apesar de a seguir há já algum tempo nunca escrevi nenhum comentário, mas com este post sobre publicidade não pude deixar de escrever, porque concordo plenamente com a sua opinião! Os blog's estão todos a correr riscos de se tornarem iguais (contra mim falo que ponho imagens já muito batidas) gosto muito de ver a minha lista de blog, mas cada vez mais passo a frente de um post (sem o ler) se dou conta de recomendações boas demais ou imagens de produtos muito "batidas" que já sei perfeitamente que são publicidade. Há muito que sou fã assumida do formato blog, conheci alguns que começaram com opiniões imparciais e que agora agoniam só de ver que post sim, post sim são publicidade. O meu blog nunca teve publicidade, para ser franca não estou muito interessada nessa troca por troca sem qualquer transparência para o consumidor, é um blog pequeno e simples e que assim continue, também já foi mais pessoal, mas uma "perseguição" deixou-me de pé atrás e agora deixei de por fotos minhas (já não punha muitas), ponho imagens de tendências e se falo de alguma coisa pessoal ou local que frequentei é porque tenho a certeza que tão cedo não vou lá estar. Já tinha reparado que não faz publicidade e fico grata de ver um blog que consegue ser pessoal e intransmissível sem pecar pelo excesso. Continue.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Tens toda a razão, tanta publicidade já está a dar cabo da paciência dos leitores! Eu costumo passar a frente quando vejo que é post publicitário (ou quando, mesmo que encapotada, percebo o "cheiro" a publicidade de longe).

      Eu também nunca aceitei publicidade no meu blog (e assim permanecerá) e já fui contactada vezes demais para um blog tão pequeno como o meu. Ele é workshops, ele é lançamentos, ele é novas aberturas, ele é parcerias para isto e para aquilo, produtos de beleza, viagens... Não faz mesmo o meu estilo e por isso, não aceito-as.

      Obrigada pelas palavras, vou conhecer o teu espaço ;)

      Eliminar
  8. Sou seguidora deste blog, gosto de maioria posts, mas depois também há alguns com os quais não concordo e, sobretudo, não me identifico com o conteúdo, mas sobretudo com a forma de abordar um determinado assunto.
    Como blogger há mais de 6 de anos, e mesmo tendo apenas 17, sou apologista de que a publicidade nos blogs deve ser identificada. Eu faço-o no fim dos posts com uma letra de fonte menor simplesmente porque não acho que o conteúdo dos posts e a etiqueta de post publicitário tenha o mesmo valor.
    Sou honesta relativamente aos produtos que me são oferecidos, como sou quanto àqueles que compro.
    No que diz respeito a posts em que somos remuneradas com vales de desconto, somos livres de escrever aquilo que bem entendermos... tal como poderíamos fazer com outra marca que não nos estivesse a dar nada! ;)
    Cada um é livre de fazer aquilo que bem entende com o seu blog, mas há opiniões que considero ainda bastante vanguardistas... E tu, Anne, como brasileira, deves ter a noção do business que há à volta dos blogs brasileiros... nós estamos é ainda (muitos) passos atrás!
    Por fim, acho desrespeituoso colocar tudo "no mesmo saco"... Não é por haver dezenas de blogs que só falam em produtos oferecidos ou por alguns não ter conteúdo e limitarem-se a copiar aquilo que recebem no e-mail que todos os blogs são iguais.
    Enfim, são opiniões! :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo que talvez por ser demasiado frontal, por vezes abordo os temas de maneira mais "crua" que o habitual, que foi o caso deste post. Também concordo que os posts publicitários deviam ser identificados como tal mas, ao contrário de ti, concordo que a identificação não deve ser feita numa fonte para "pessoas-com-lupas" porque, sinceramente, isso é o mesmo que não pôr lá nada.

      Falando sobre os posts com remuneração, não sei como funciona porque não trabalho com isso mas se é verdade que podem escrever o que bem entendem... porquê será que só lemos boas opiniões? Porque nunca vi ninguém a criticar qualquer produto que tenha sido oferecido? Produtos que, aliás, alguns eu já havia experimentado e não são nada de especial? É estranho, não acha?

      Não digo que esta seja a tua forma de trabalhar, porque não te conheço, mas na maior parte dos casos é só elogios e "experiementem!" e por aí afora... Não consigo deixar de achar estranho, desculpe.

      Como brasileira, acho vergonhoso o que se passa com os bloggers no Brasil, as mentiras e historinhas que inventam por causa de semanas de moda, viagens e hotéis pagos. Tirando dois blogs cujas autoras conheço pessoalmente (Garotas Estúpidas e Chata de Galocha - e nessas confio plenamente na opinião), o resto desconfio... Aliás, há até um site que mostra os "furos" que estas blogueiras cometem e como se descaiem nas mentiras. Enfim... mundo podre!

      Nunca disse que os blogs são todos iguais (ainda bem que não!) mas digo-o: a maioria que se mete em publicidade é pouco sincera com os leitores.
      Beijinhos e obrigada pelo comentário

      Eliminar
    2. Anne,

      Quantas vezes não critiquei uma embalagem de um produto que recebi, um bb cream que achei que não funcionava para um determinado tipo de peles, um creme hidratante que não hidratava o suficiente... Normalmente, prefiro falar naquilo que gosto mesmo muito porque acho que é uma forma de empregar melhor o tempo, mas acho que devemos (e que temos mesmo) de alertar as marcas para os defeitos dos seus produtos... Quantas vezes, elas não melhoram graças aos reviews que são feitos. :)

      Boa noite!

      Eliminar
  9. * e, mas sobretudo com a forma de abordar um determinado assunto.

    ResponderEliminar
  10. Parabéns pela integridade e por haver algum com bom senso na blogosfera.
    Já não se aguenta os posts diários repetidos, os mesmos produtos "fantásticos e maravilhosos", os blogs que post sim post sim lá vem publi-sorteio "em que basta apenas seguires o blog e o sorteio estará aberto por 3 meses" - enfim, a desonestidade.
    Também é bom para, como se diz em bom português, separar o trigo do joio - blogs que valem a pena (o teu sempre me cativou pela simplicidade como te expressas, pela humildade com a vida, pela honestidade, e pelos produtos/ viagens e afins - que alguns se queixam de ser falta de consideração pelos mais pobres; sinceramente, para ver desgraças fico-me pela minha vida, eu venho aqui é para ver coisas boas) dos outros! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos vistos não sou a única a pensar mal destas coisas da blogosfera... é bom saber que não estamos sozinhas a remar contra a maré ;)

      Obrigada!

      Eliminar
  11. Pelos comentários acima já se vê como todos se defendem como podem... A verdade é que nunca vi ninguém falar mal de um produto que ganhou (ou sabe-se lá se a empresa vai continuar me presenteando com outras coisas de graça, mesmo que eu não goste...).
    Não existe produto perfeito nem marca perfeita. Quando vou procurar reviews sobre algum produto, o que quero saber é o que desagradou pois para falar bem dele já existe a propaganda da marca.
    Oh Anne, és sempre tão certinha!!! obrigada pelas opiniões sinceras, já segui muitas delas sem me arrepender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E será que interessa dar tempo de antena a produtos dos quais não gostámos?

      Eliminar
    2. Anónimo das 15.29h:
      Acho que interessa alertar para a falta de qualidade de alguns produtos, dizer porque não são recomendáveis, de modo a evitar que as leitoras não gastem o dinheiro à toa (ou o façam, mas com conhecimentos das desvantagens dos ditos produtos).
      Enquanto leitora gosto bastante de saber os lados negativos tb, não só "produtos essenciais".

      Eliminar
    3. @Mila Matos: É verdade, tal como falei acima, também nunca vi ninguém a criticar um creme que ganhou da Boticário ou a qualidade de uma camisola de poliéster da ROMWE. Nãããã... é tudo lindo e maravilhoso, aliás, devemos já correr para comprar porque senão esgotam de tão bom que são. Não há pachorra!

      Achas que sou sempre certinha? Uiii conversas com os meus amigos 10 minutos e já te revelam o meu lado negro hahaha. Beijoca pra ti e para os bebés caninos ;)

      @Anónimo das 18:57: A questão passa mesmo por aí! Fazem com que as pessoas gastem dinheiro (que não abunda nesta altura) em produtos da treta e induzem pessoas a erro. Não acho certo, pronto. Todo produto tem o seu lado negativo: seja o preço, a fórmula, a embalagem... não há nada perfeito nessa vida. Mas insistem em fazer as leitoras de totós...

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Não queria voltar a comentar este artigo, pois é muito subjetivo, no entanto, quando li o teu comentário (Anne) sobre o Boticário, tinha mesmo que partilhar contigo um artigo do boticário ao qual critico o produto.

      http://www.love-other-drugs.com/2013/08/testado-blush-4-em-1-bay-view-sunrise.html

      Eliminar
  12. Tiro-lhe o chapeu ,pela sua postura!!!!! Parabéns!!

    ResponderEliminar
  13. Por isso Anne é que a sigo como nunca segui um blog. Eu sinceramente acho que podia aproveitar (estamos em crise e a Anne gosta de viajar e também merece) mas mais que isso trata-se de ser leal aos seus principios! Parabéns ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rita, obrigada pelas palavras. Estive a ver o teu blog e adorei-o, vai já para a minha lista ;) Realmente fiquei tentada pela proposta da viagem com tudo pago mas depois perdia a naturalidade de postar o que quisesse (o patrocinador queria que eu fizesse uma espécie de roteiro da viagem, com fotos, dicas do hotel, da companhia aérea...) e isso não dá para mim. Seria óptimo, principalmente porque era para um país que ainda não conheço mas deixa lá... tenho tempo para conhecer ainda! E com os meus próprios recursos. Beijinhos :*

      Eliminar
  14. Concordo A-B-S-O-L-U-T-A-M-E-N-T-E com a tua opinião! E quando às blogers que vieram aqui se defender, que estão no seu direito, que põe em letra pequena porque não é tão importante e bla bla bla, tudo bem, tem TODO o direito de encher o vosso blog de publicidade e nós temos o direito de dia após dia, publicidade após publicidade deixar de ir lá. Já deixei de visitar muitos blogs precisamente por tanta publicidade que via por lá...á segunda era do clubfashion, á terça da romwe, á quarta do boticário e por aí vai, Sinceramente um post publicitário interessa a quem?! Só á dona do blog!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nem mais!

      Também já deixei de visitar muitos blogs por causa disso, porque me fartei, porque fiquei chateada por tentarem fazer-me de totó e nunca mais lá pus os pés. É degradante o ponto em que isto chegou.

      Eliminar
  15. Anne cheguei ao teu blog há cerca de 1 ano, quando procurei review de vernizes da OPI. Gostei da forma desapegada com que falavas da marca, o quanto amavas e como encomendavas e tudo e tudo e tudo! Ficou claro para mim que aquele não era um post "publicitário" pela espontaneidade com que escrevias. Quando eu vejo um post publicitário, por vezes só reparo no fim... quando começa a acontecer mais frequentemente, simplesmente deixo de visitar o blog....
    Quero, antes de mais, deixar claro que não tenho nenhum blog. Relativamente a este post acho que tens razão e não tens ao mesmo tempo. Tens razão quando dizes que tás fartinha disso, mas perdes a razão quando dizes que essa blogger tem falta de integridade. Cada um escreve no seu blog o que quer e bem lhe apetece, e se a fórmula para eles resulta, óptimo. Por que tu escolhes não publicitar, não significa que quem o faz seja mais ou menos íntegro por isso... Basicamente é um "part-time" que dá para as bloggers ganharem uns trocos ou produtos a borlix, e claro está, não convém dizer mal do patrão! Quando trabalhavas para algum patrão, dizias mal dele de forma que te cortasse o "rendimento"? Punhas-te a jeito? Pois....
    Agora acerca de outro assunto que me tem deixado um bocadinho triste com este blog, e que faz com que eu tenha deixado de vir aqui com tanta frequencia, é deviao aos posts consecutivos sobre o cabelo. Lá está, a bela temática do dono do blog ser livre para escrever o que bem lhe apetece, e que cabe ao leitor seleccionar o que visita. Mas sei lá... parece que virou obcessão! E digo isto não de forma depreciativa! No entanto, espero que reflitas uma vez que o teu comentário no blog da "cócó na fralda" acerca do sonho dela sobre o cancro, tu teres respondido algo do género "eu também sonhei, e que me caía o cabelo todo! O meu cabelo não". De facto incomodou-me no entanto, lá está, cabe-me a mim seleccionar os blogs que visito, e bem sei que nem sempre estamos ao melhor nível.
    Dito isto, desejo-te tudo de bom, e espero que não leves a mal a crítica.
    Beijinho, Navegante da Lua

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá meninas,
      Pois, Navegante da Lua, eu tbm vi essa resposta e tipo na altura fiquei mesmo chocada tipo ainda estou agora pq acho que foi demais a cena do "o meu cabelo naooooo"...
      Beijox,
      LL

      Eliminar
    2. Já sigo o blog há algum tempo (quando a Anne ainda respondia por Condessa) e também tenho que concordar que, pessoalmente, os posts sobre cabelo já me saturaram. Achava um ou outro interessante, designadamente sobre produtos de qualidade, o cronograma capilar, mas quando começaram a ser posts uns atrás dos outros sobre cabelo, antes e depois, a avisar que produtos que chegaram (basicamente coisas que, pessoalmente, não tenho qualquer interesse em saber) o meu pensamento era "oh meu deus, o cabelo outra vez não!". Atenção, gosto muito do blog e por isso mesmo, ignoro estes posts que gosto menos mas uma vez que o assunto foi comentado, aproveitei para deixar também a minha opinião

      Eliminar
    3. Navegante da lua, obrigada pelo comentário! Quanto à crítica, não levo a mal de maneira nenhuma, até gosto de saber o que passa pela cabeça de quem costuma ler este blog ;)
      Quando dizes que “perco a razão quando digo que essa blogger tem falta de integridade”, bom, eu não acusei nenhuma blogger no meu post, nem sequer citei nomes. Apenas falei no geral, de um fenómeno que tenho assistido calada há muito tempo. Continuo a afirmar que é sim, falta de integridade da parte dos autores que publicam posts publicitários sem deixar claro que foram beneficiados para escrever elogios. Com isso, induzem consumidores ao erro e fazem pessoas gastarem dinheiro em produtos que não valem o valor. Para mim isso é falta de honestidade, não consigo dar outro nome.
      Se é um part-time para os bloggers, então que assumam-no às claras: Sim, faço publicidade no meu blog. Sim, este post foi-me pedido pela marca. Sim, escrevo sobre produtos que ganho (e não como dizem nos posts: comprei este produto….).
      Acerca de estares triste com o blog, compreendo que nos últimos tempos o assunto descambou mais para o lado da beleza/cabelos porque nunca antes tinha conseguido ter o cabelo tão bonito e vistoso e achei que poderia compartilhar essas informações com mais pessoas. Talvez muitas pessoas não percebam mas para mim, que sempre tive montes de caracóis e o cabelo mega seco, de repente poder ostentar um cabelo brilhante, lisinho e do jeito que eu sempre quis foi assim uma libertação! Daí ter ficado tão “contente” que tenha feito posts atrás de posts sobre o tema (que, se reparares, já me passou a empolgação ehehe).
      Em relação ao sonho que tive, do cancro, e que comentei no Cocó na Fralda, é como digo… um sonho e achei piada à minha reacção no sonho porque a primeira coisa em que “pensei” foi no cabelo, o que não quer dizer que corresponda a realidade (caso um dia venha a ter cancro, a minha primeira preocupação vai ser: ok, e como faço para eliminá-lo do meu corpo?). Ainda não conseguimos controlar os sonhos… por isso, não posso responder por algo que foi criado pelo meu subconsciente, não é? ;) Beijinhos :**

      @Anónimo das 01:03: Mas já não se pode sonhar neste país? Bem tinha ouvido falar disso mas sinceramente... Eu comentei o blog Cocó na Fralda a comentar um sonho que havia tido e a minha atitude no sonho... como é possível que estejas a julgar algo que, dã, eu sonhei e que nunca aconteceu? Meu Deus... Nunca sonhaste que estavas a voar, ou a cair num buraco sem fim e acordas assustada? Isso corresponde à realidade? Não, pois não? Então... está respondido!

      Eliminar
  16. Bem...não acho mal esta forma de fazer publicidade, hoje em dia os jovens estão sempre na net e para atingir as camadas jovens acho até que é uma forma inteligente de marketing e com resultados. Talvez as marcas tenham exagerado e por tuta e meia todos "se vendem", saem a ganhar eles e as marcas, mas concordo contigo quando dizes que poderiam ser sinceros, dizer que o post é patrocinado, se fosse cmg diria a verdade. Essa da agência de viagens, na minha opinião, pressupõe um compromisso bem maior do que estar a receber uma camisola ou umas calças, era preciso ter "lata", digamos assim ;) beijinhos*

    ResponderEliminar
  17. Anne, eu faço publicidade! Não é novidade para ninguém e a mais assídua é aos sapatos. Claro que receber sapatos é aliciante (e proveitoso) para mim mas os posts que faço são escritos sobre uma pesquisa que faço no site e escolho produtos que realmente gosto! As publicidades na coluna da direita não deixam dúvidas. Recebo bastantes produtos mas raramente faço reviews, não faz sentido não sou nenhuma "expert" nesse assunto (e aviso agências disso). Nunca disse "Ámen" só porque me ofereceram algo. Quando é publicidade tenho uma tag para as identificar, ou menciono que foi oferecido este ou aquele produto no texto.
    Respeito bastante a tua opinião e até já tinhas mencionado isso no blog, volto cá sempre pois adoro a maneira como escreves. Há blogs e blogs e posts e posts, vou lendo consoante o que me vai apetecendo pois mesmo que me digam que aquele produto é a ultima "Coca Cola do deserto" primeiro tenho de experimentar. Não somos todos iguais e mesmo que resulte numa pessoa pode não resultar em mim.
    Tudo na paz :)
    Anne, um Bom e excelente Domingo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sav, no seu blogue que eu leio com certa continuidade (sim, eu também sou louca por sapatos) nota-se que faz publicidade à Spartoo e, não é preciso dizê-lo expressamente, pois qualquer pessoa minimamente inteligente o percebe (envia sempre para o link) .Mas a "publicidade" é merecida, pois esse site de venda online de sapatos é fabulástico. Já lá comprei muitos sapatos e nunca, nunca tive nadinha a apontar. E, nâo! Não tenho nenhum blogue, não me pediram para fazer publicidade (só se fosse aos berros pela rua fora) e nunca me ofereceram sapatos (seria tão, mas tão bom se tal acontecesse).Tudo isto só para dizer que, realmente, nem toda a publicidade diz bem, por dizer e, nem todos enganam. Pelo menos a SAV tem razão em falar bem da Spartoo (se a Spartoo ler este comentário e me quiser oferecer uns sapatitos, não se coibam, eu aceito, ahahaha)

      Eliminar
  18. Eu vou ser sincera estou farta de tanta publicidade nos blogs!! Entao os blogs da pipoca ate já enjoa! Oh meu deus! É a bolacha milka, as coisinhas da chico, é o raio que os partam!

    Eu gosto de ler blogs mas confesso que qd fossem publicidade que o anunciassem!!!
    Mesmo que seja opinião da bloger eu ja só penso que é publicidade!!!Já não acredito em nada!


    ResponderEliminar
  19. Olha aqui esta alguem que compartilha os mm pensamentos que eu!!! N ha paciencia p tanta publicidade descarada.
    Ha por ai blogs k so fazem mm isso... publicidade. Chega a ser cansativo...

    Ja la vai o tempo em que pessoas "normais" partilhavam as suas opinioes/gostos sobre determinados produtos sem esperar nada em troca...

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig