04 fevereiro 2014

o dia da princesa.

Parabéns, meu amor! 
Já se passaram alguns anos desde que te vi pela primeira vez através daquele vidro no berçário e imaginei: "mas ela é tão pequenina, só 2.100kg, não tem sobrancelhas nem pestanas, será que está tudo bem?" e a enfermeira, a Cíntia (aquela que depois ficou lá em casa a tratar de ti nos primeiros meses) a acenar com a mão e a fazer um sinal de OK. E eu suspirei. De alívio. De felicidade. Do sentimento mais puro e intenso que alguma vez já senti.

Sim, estava tudo bem com a minha princesa. E depois ter-te ao colo, toda pequenina e mole, com aquela carinha cor de rosa e um laçarote enorme na cabeça e eu pude, do alto da minha sabedoria infantil, pensar: "Esse é o dia mais feliz da minha vida!"

Tu quase não choravas, eras tão quietinha. Às vezes eu tinha vontade de te beliscar só para ouvir-te a chorar e ter a certeza de que estavas bem. Hoje só tens sorrisos e o som da tua gargalhada preenche o meu dia. Fazes-me ver o mundo de outra forma, todos os dias contigo são diferentes, não há repetições, não há monotonia. E eu fico a pensar como a minha vida seria triste e enfadonha sem te ter aqui comigo. Sem a tua gargalhada gostosa. Sem as caretas que fazes quando a mãe te coloca de castigo. Sem a mãozinha mais quente desse mundo. Sem a clássica frase: "Mana, tenho trabalho de casa. Ajuuuuudas-me? va láá..." e quem disse que consigo dizer não? :P

Foste uma criança muito desejada, muito mesmo. Só mamãe sabe o quanto. Só ela passou por tantos tratamentos, tantas inseminações artificiais, tanta ansiedade...até que o Dr. Eugenio dissesse: Sim, estás grávida! Depois de 4 tentativas, de tantas injecções, tanta progesterona, tanta coisa.. aí estás tu! Linda, inteligente, malandrinha como não poderia deixar de ser... Vieste quando tinha que ser. Quando Deus permitiu. Ter você perto de nós é uma alegria constante, é uma sensação maravilhosa.

Eu costumo dizer que és minha "filha-mana" porque somos tão unidas, tão companheiras... Mesmo com uma enorme diferença de idade, estamos sempre juntinhas. És a melhor irmã que eu poderia ter. Que eu poderia desejar. Ou merecer.

És uma estrela que ilumina a nossa vida, com esse teu jeito encantador e especial.
Continua forte, segue teu instinto e os teus sonhos.
Muitas vezes não serás compreendida e terás dificuldades, é normal, precisamos desse aprendizado para sermos grandes pessoas e não apenas pessoas grandes. Seja sempre decidida no caminho que queres seguir. E luta pelos teus sonhos. Sempre.

Parabéns, minha pequena.
Com amor,
Anne.
SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig