19 março 2014

decor // flores pela casa (e que duram imenso)

Lembro-me como se fosse hoje: estávamos na primeira semana de Janeiro, fui jantar em casa de uma amiga e fiquei in love com um arranjo de flores que ela tinha na cozinha. Era inverno, estava frio, chuva e a flor continuava ali, linda e colorida. Perguntei-lhe qual era o segredo, que eu sou pessoa que já matou uma infinidade de flores (ora por que pus água a menos, ora era água a mais, enfim). E ela contou-me que a flor era uma espécie de jardim, que durava imenso e mesmo quando morria, a única diferença que se notava era na cor do caule, que passava de verde a castanho. Mas as florinhas mantinham-se intactas e coloridas.

A flor pertence à família das Pumblaginaceae e é da espécie Limonium sinuatum, popularmente conhecida como 'lavanda do mar' ou simplesmente Estátice (que significa "estática", já que mesmo quando as flores secam, a planta ainda aparenta estar viva, como se fosse mesmo estática). As cores variam entre o branco, amarelo, roxo e rosa. E são tããão lindas num vaso, como centro de mesa... dá mesmo aquele arzinho do campo que eu tanto adoro! As flores desta espécie são muito suaves, parecem flores de papel de seda, tão delicadas...

São vendidas em ramos em qualquer florista e custam entre 5/8€. É a espécie perfeita para utilizarmos em decorações dentro de casa porque está florida em qualquer altura do ano e depois que a flor seca, pode ser utilizada como pout-pourri se borrifarmos alguma essência sobre ela. Cheirosas e coloridas, como se quer.
É sabido que eu tenho uma paixão assolapada por flores e adoro tê-las sempre frescas por casa (detesto flores de plástico, só mesmo em último caso) mas esse é um hobby um pouco caro e para além disso, dá-me pena comprar flores novas todas as semanas, porque coitadas, morrem num instante. Por isso adorei descobrir esta espécie de flor: são verdadeiras mas duram tanto como umas artificiais. Tão bom... Não sei se é da chegada da Primavera e dos dias solarengos mas apetece-me espalhar flores por toda a casa, em jarrinhos, em garrafas, no parapeito das janelas, na varanda...

P.S: Acabei de decidir que quero estas flores aos montes no meu casamento. Dão um toque romântico e delicado na decoração e acho que combinam muito bem com casamentos. É isso e peônias, que amo de paixão. Quero ver se misturo estas duas espécies nos centros das mesas, não sei, preciso testar. Estou pra aqui a fervilhar de idéias, segurem-me (ou, melhor: segurem o meu cartão).

SHARE:

22 comentários

  1. Anne, estava há MUITO tempo a procura desta flor, mas ninguem sabia dizer-me o nome. São lindas! Obrigada pelo teu post, vou passar na florista ao fim do dia para ver se as encontro.

    Apaixonei-me por estas flores quando as vi neste blog: http://www.glimmerleblonde.com/2013/08/antes-das-ferias-os-ultimos-saldos.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Não tens que agradecer, eu adoro partilhar boas descobertas com vocês (assim como também adoro quando descubro novidades através de outros blogs. Temos que ser uns para os outros ehehe).

      Sim, parecem-me ser as mesmas que a Andreia do Glimmer Le Blonde têm em sua casa. Ficam muito charmosas depois de secas, não é? Estou doidinha para ir buscar das roxas amanhã (hoje só trouxe as branquinhas).

      Eliminar
  2. Morri quando vi os 5/8 euros xD eu na minha cabeça associei a "518€" ahahah
    São lindas mesmo :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahaha bem, só se fossem flores com pétalas de ouro :P
      Já as vi por 5€ mas hoje, por exemplo, paguei 7,50€ pelo ramo das branquinhas, na Uniflor. Achei carote mas como não conheço boas floristas, lá teve que ser. São fofíssimas ;)

      Eliminar
  3. já tive destas flores a crescer no meu jardim. Por aqui são chamadas flores-secas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. espiguinha, sorte a tua! Eu acho-as lindas, lindas..

      Eliminar
  4. Estas flores são muito usadas nos cemitérios aqui no norte, exatamente porque duram muito. Sinceramente não aprecio. Parecem muito artificiais e, lá está, associo-as aos cemitérios. Para casamentos??? Bom, são gostos e cada qual tem o seu, Respeita-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É impressionante... em todos os posts há sempre uma alma que vem deitar areia aos olhos da Anne, que gentinha. E daí que as flores são usadas em cemitério?! Também usam-se rosas nos velórios e nem por isso deixam de ser usadas noutras ocasiões.

      Eu cá achei a flor muito gira, com um ar vintage e classy que ficará fantástico num jarro da casa.

      Eliminar
    2. Anónimo das 18:11: Que giro, não fazia idéia. Felizmente só fui a um cemitério (para enterrar alguém, obviamente) uma única vez mas não reparei nestas flores. De qualquer forma, não sou nada supersticiosa (Deus é mais, sempre) e não tenho 'medo' que as flores tragam azar ou algo assim. É engraçado que esta espécie é muito utilizada para decorar casamentos e baptizados, vi imagens super inspiradoras no Pinterest. =)

      Marisa: Ohh, obrigada pelo comentário mas não é algo que fique incomodada. As pessoas gostam de tentar 'tapar' um bocado o sol às outras mas eu costumo dizer que já nasci bronzeada por natureza, logo... não me faz diferença certos comentários. A noiva sou eu, e eu adoro a flor, logo... assunto encerrado =X

      Eliminar
  5. Adorei a ideia, muito boa!
    Vou procurar por aqui!
    Beijocas
    Ana Gomes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. =) Fico feliz que goste, a mim também me encantou a possibilidade de ter flores naturais coloridas durante tooodo o ano ;) Um beijinho

      Eliminar
  6. Olá Anne,

    para além destas, existe uma outra espécie, que mesmo depois de secas, também mantêm a cor. São conhecidas vulgarmente por "Sempre-vivas" ou "Flores-de-palha", cujo nome científico é Helichrysum bracteatum, da Família das Compositae ( Asteraceae ).

    Tanto as "Estátice" como as "Sempre-Vivas", encontro-as facilmente nos mercados na Primavera e Verão, MUITO mais baratas que nas floristas, e depois seco os ramos em casa, voltados para baixo para secarem direitinhas, num local arejado, onde não incida a luz do Sol directamente.

    Também são fáceis de cultivar, não são plantas muito exigentes, e as sementes compram-se em qualquer lugar que venda plantas.

    Espero ter ajudado.

    Fia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, obrigada pelo comentário! Realmente, noutro dia estava a pesquisar sobre flores que se 'aguentassem' um bocadinho mais que as outras, ou seja, que por algum tempo ainda conseguissem manter a cor mas não encontrei informação de jeito. Vou pesquisar sobre essas "sempre-vivas", pesquisei no google e também são muito giras para usarmos num vaso, como centro de mesa.

      Quanto ao cultivo, eu bem que gostava mas juro que mato as coitadas num piscar de olhos, é incrível. Nem tento mais porque acabo frustrada =/ Adorava fazer um mini canteiro de especiarias mas nem coragem tenho porque já sei que o resultado seria catastrófico.

      Obrigadíssima ;)

      Eliminar
  7. Ah, eu adoooooro essas flores! Adoro as brancas de paixão, mesmo! Já viste dentro de lanternas, daquelas em inox? Ficam lindas!! Usei no batizado da minha filhota, ficaram tão bonitas... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miriam, essas flores são mesmo um máximo! Dão um toque muito suave à decoração, fiquei fã. As brancas e roxas são as minhas preferidas, e quero usá-las até a exaustão no 'meu' dia. Sei quais são as lanternas de que falas mas nunca vi a decor com flores dentro, a ver se pesquiso no pinterest (esse antro de boas idéias). Obrigada :**

      Eliminar
  8. As minhas avós vivem numa aldeia do interior do país e têm sempre dessas flores em casa :) As brancas e as roxas. Apanham no campo, secam-nas e, depois, colocam nos vasos a decorar a casa. As minhas tias costumam levar para as casas delas quando lá vão. Tendo crescido e convivido com esta realidade toda a minha vida, é-me impensável dar esse dinheiro quando as posso colher no campo quando lá vou :\
    E aconteceu-me o mesmo que à Coisas da Nadya....também li 518 euros, assim de repente ;)

    ResponderEliminar
  9. Olá Anne,

    ontem esqueci-me de referir uma outra espécie, uma das minhas preferidas, que tenho sempre em casa, mas esta bem mais difícil de encontrar.

    São conhecidas vulgarmente por "Moedas do Papa" ou "Cetim Branco", cujo nome científico é Lunaria annua L., da família das Brassicaceae. Parecem ramos de medalhões de seda, cor branco marfim, com um ligeiro brilho, muito delicadas, e aguentam assim um ano inteiro.

    Tudo a correr pelo melhor :)

    Fia.

    ResponderEliminar
  10. tenho muito orgulho que tenhas ligado ao teu pai! e nao escapas, nao da p comentar no de cima, vai no de baixo!
    beijo
    ana gomes

    ResponderEliminar
  11. Nas minhas mãos, nem os cactos duram! Enquanto uns morrem à sede, os cactos devem morrer afogados! LOL. Sou uma desgraça mas adoro flores e essas são bem giras.

    Bjokas*

    ResponderEliminar
  12. Olá Anne! Sou leitora assidua do seu blogue e adoro... obrigado pelas partilhas tão interessantes! Gosto bastante deste tipo de flores e sou apaixonada por peónias (há uns meses quando casei, o meu ramo principal era de peónias rosa apenas com uma verdurinha à volta e ficou magnífico) e quero apenas alertar-te para um facto (nem todas os profissioniais o fazem) de se quiseres guardar um dos ramos/arrnjos do teu casamento, existem flores preservadas (que são flores verdadeiras às quais é dado um tratamento que as faz preservar para sempre iguais, sem envelhecerem ou perderem a cor) e que são exactamente iguais a verdadeiras... um dos ramos pedi para utilizarem estas flores e então tenho-a a decorar a casa! ;)
    Bjinho e felicidades*

    ResponderEliminar
  13. Gostei muito das flores, não fazia ideia que duravam tanto tempo. Anne, já tens decoradora para o casamento? Por teres falado destas flores para a decoração, lembrei-me do trabalho da Pinga Amor, tem um toque romântico e vintage, acho que é a tua cara ;)

    http://www.pingaamor.com/

    ResponderEliminar
  14. Alô Anne!

    Já leio o teu blog há tanto tempo mas nunca me deu para comentar, até hoje!
    Pode parecer um bocado estúpido, mas fiquei mesmo feliz quando soube que ias casar. Estranho quando ficamos mesmo felizes por alguém que nem conhecemos de lado nenhum (mas atenção, um estranho bom) não concordas?!
    Enfim decidi comentar, pois casei-me há 6 meses (yupiiiiii!!!) e não pude deixar de ficar com um, sorriso nos lábios quando li que gostarias de ter estas flores no teu casamento, pois foi com estas flores que fiz o meu bouquet de noiva! E também já percebo, que como eu, estás completamente horrorizada com os preços das coisas para casamento, e posso dizer-te que são baratissímas, o meu bouquet, com fita incluída não chegou a 6€...
    Agora nada a ver, adoro ler os teus posts das compras que fazes!

    Muitas felicidades para ti e para o M. Usem e abusem do estatuto de noivos, pois passa num instante e logo logo vão ficar cheios de saudades!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig