21 março 2014

Pequenos dilemas da vida doméstica #2

Somos o oposto em muitas coisas, é uma verdade. E se na maior parte das vezes eu adoro que assim seja  - na verdade, acho a nossa combinação bastante 'explosiva' e adoro saber que há características dele que me complementam e vice-versa - há dias em que é chato ter que argumentar para fazer prevalecer a nossa idéia (diz que faz parte disto dos 'relacionamentos').

No que toca à decoração da casa, não compramos nada sem antes falar com o outro - é o nosso lar e faz todo o sentido que seja construído assim, a quatro mãos. Tenho feito loucuras nas lojas onlines mas seeeempre envio-lhe antes o link para o mail/facebook a dizer: "gostas, amor? Já encomendei" (eu sei, não dou assim muito hipótese ao homem) e ele também faz das suas, como as cadeiras transparentes que comprou sem me avisar (com a ajuda da minha amiga Sílvia) e que foram lá a casa entregar esta semana (estas).

Aqui o grande problema é que, basicamente, gostamos de estilos diferentes. Ele quer tudo o que sejam móveis modernos, com design invulgar, com materiais pouco usuais (acrílicos, policarbonato ou madeiras sem tratamento), posso dizer-vos que ele é super fã do estilo nórdico de decoração.

Já eu... babo-me por tudo o que sejam móveis do estilo 'shabby chic', aquele arzinho vintage, os tons claros, os detalhes românticos, enfim, esta sou eu. E conciliar os dois estilos não tem sido fácil. Eu adoro objectos com história, adoro peças únicas, detalhes como os pés em palito (amo, quero muito uma secretária com pés assim) e gosto ainda mais quando posso pintar/restaurar esses móveis ao meu gosto.

Tudo isto para dizer que estou apaixonada por uma cristaleira antiga, liiiinda de morte (parecida com esta), coisa mais fofinha de sua (quase) mãe. Mas o M. já embirrou, que vai ficar horrível na sala, que vamos ficar fartos de pintar móveis, que dá um trabalhão do caraças, lembrou-me que já tenho um móvel para restaurar (que está na arrecadação há não sei quantas vidas) e eu estou pra aqui a pensar se ele tem razão e eu sou mesmo maluquinha ou se levo a minha avante e compro a porcaria do móvel.

E desta vez até tenho uma, vá, desculpa a meu favor: tenho moooontes de loiças (algumas muito fininhas e delicadas da Vista Alegre) e quero que fiquem bem armazenadas. Uma cristaleira tem imensas potencialidades (cof): é um móvel de arrumação que me vai permitir encavalitar as loiças todas lá dentro, é gira que se farta (o factor beleza é imperativo), a minha avó teve uma muito parecida (o factor saudade também dá as cartas por estes lados) e... quero-a. Este sim, é capaz de ser o factor decisivo. 

[vá, deixem-me sugestões para convencer o homem a achar que a cristaleira é a última coca-cola do deserto e que tem todo um conceito de design por detrás do móvel. Conto com as vossas sugestões, sim?]

SHARE:

6 comentários

  1. Misturar o contemporâneo, vintage e até antiguidades deixa uma casa cheia de personalidade e linda.
    Penso que o segredo é escolher um estilo base (como por exemplo o contemporâneo) e depois aplicar detalhes de outros estilos (como essa cristaleira de sonho). Eu gosto muito do estilo nórdico como o teu namorado e perco-me por peças vintage e românticas como tu, na minha casa há uma mistura. Para teres uma pequena ideia: a minha cozinha é bem contemporânea com móveis de linhas direitas e tudo branco, inculsivé a bancada e numa das paredes tenho uma cristaleira, feita de um roupeiro com 50 anos, lacado em verde água, as cadeiras são as Paton. Sempre que alguém entra na cozinha adora e acha a mistura inusitada. Cristiana

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Pessoalmente prefiro coisas mais do género que o teu namorado gosta, apesar de também achar piada a alguns apontamentos romanticos e vintage, dependendo de como ficam na decoração, agora toda a decoração essencialmente assim... não gosto!

    Eu cá acho que não é a ultima coca-cola do deserto, e que para guardar pratos qualquer coisa serve... Para além de que para limpar o pó deve ser uma porcaria, sem falar na restauração, etc!

    Porque não ceder? A casa também será dele, e acredito que ele já tenha cedido em algumas coisas =) afinal, pelo que pareceu, ele não acha que seja "mais ou menos" mas sim "horrivel" xD

    Deb.

    ResponderEliminar
  3. Agarrem-me, que eu quero essa cristaleiraaaaaaaa! É linda, Anne. E deixa-me que te diga que o estilo nórdico combina muito bem, na minha humilde opinião, com o provençal que tu gostas. Eu tento, cá em casa, um compromisso entre os dois e acho que resulta bem! Independentemente disso, essa cristaleira é só maravilhosa e se não pode ser minha, pelo menos que seja tua! Ahahahah
    (Esse móvel faz logo uma sala... A sério, gosto mesmo!)

    ResponderEliminar
  4. Oi Anne, já tenho 23 anos de casamento (com o mesmo homem!) e passei por muito disso. Desde muito cedo fiz valer a minha vontade sempre que achava ter razão, e eu era muito jovenzinha...Sei que no final a opinião que prevalecerá será a sua, mas enquanto isso não acontece, rola muita birra. Leve-o ao IKEA e observem juntos como os casais brigam enquanto escolhem as coisas. Chega a ser hilariante! Cabeça de homens e mulheres pensam diferente em muitas coisas, essa é uma delas. Experimenta fazer um desenho em escala da sala com a cristaleira no lugar que vc pensa. É um bom método para fazê-lo perceber melhor. Ou então deixe para comprar depois, mas reserve sempre o espaço para ela.

    ResponderEliminar
  5. Aiiiii como te compreendo. Acontece a mesma coisa comigo. Também andamos a decorar a casa, e muitas das vezes "chateamo-nos" por causa de termos gostos opostos.. As vezes ele da cada idéia, que nem sei se hei-de chorar ou rir.. ;) Mas vá, tenho o melhor namorado/marido do mundo (não desfazendo o teu, claro).

    A nossa solução é sentarmo-nos falarmos daquilo que realmente precisamos, e depois ele acaba por ceder. Quase sempre, se não for sempre. Aliás, não sei como é o teu namorado, mas o meu empurra tudo para mim. Diz sempre que me desenrasco melhor que ele. Aiiii senhor homens. LOL
    Beijo*

    ResponderEliminar
  6. Só para acrescentar que a Area Infinito está com coleção de Verão, é tudo lindo e maravilhoso e têm uma cristaleira/louceiro que tu vais AMAR. É um pouco menos trabalhada que a "tua", mas é linda. Custa 990 euros! Se pudesse, já era minha :p
    Bjs!

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig