06 junho 2014

Não, não fui eu a noiva apanhada na RFM:

Recebi mails e comentários a perguntar se tinha sido eu a noiva apanhada semana passada na brincadeira da rádio RFM [aqui] mas, lamento desiludir-vos, não fui eu. "Ah mas também vais de férias para o México, tens convidados do Brasil, tal e qual a rapariga apanhada". Pois, mas há mais marias no mundo e definitivamente, não sou a rapariga do vídeo.

E dou-vos apenas dois motivos: 1) Nenhum amigo meu [que queria continuar a ser meu amigo, claro] se lembraria de me pregar uma peça dessas, sabendo o stress e o quão nervosinha eu estou nos últimos tempos por causa do casamento [parece-me que todas as noivas passam pelo mesmo]. 2) Nunca teria a calma que a rapariga teve ao telefone, caso fosse comigo. Acho que a primeira coisa que faria era... chorar. Ultimamente, dá-me para chorar por tudo e por nada, estou uma manteiga derretida. A segunda coisa seria ligar para o M. que, ao ver-me a chorar, entra em modo desespero e quer consertar tudo o que está errado, quer subornar pessoas para que façam o que é suposto fazerem no prazo contratado, quer correr toda a gente incompetente à chapada, enfim, era uma coisa bonita de ser, era era.

E agora uma pergunta que me está a moer o juízo e nada tem a ver com o assunto em questão: alguém conhece um sítio fixe em Lisboa para assistir aos jogos do Mundial? Epá, digam o que quiserem mas não é a mesma coisa assistir aos jogos em casa, a gritar sozinha sempre que Portugal ou Brasil marcam golo... ou assistir numa mega esplanada, cheia de gente e animação. No último mundial fomos para  Expo, num café brasileiro. Este ano não sei... vão mesmo pôr o tal ecrã gigante no Parque Eduardo VII? Conhecem algum sítio assim mesmo fixe? Venham daí essas dicas e eu prometo que vos pago um café quando nos cruzarmos a ver a bola.

SHARE:

5 comentários

  1. Assim que ouvi a chamada do Nilton não pensei em mais ninguém a não ser em ti e no que aquilo batia certo com o que se passa ao teu redor. No entanto, nada disse e esqueci... Agora que vim aqui e leio este post não pode deixar de me rir com a situação e pensar que não fui a única a pensar no mesmo...lol Quanto ao jogo não posso ajudar, sou do Porto, contudo, não posso deixar de concordar que ver o jogo com mais umas dezenas ou centenas de pessoas e torcer pelo mesmo é qualquer coisa de extraordinário. Um beijinho....

    ResponderEliminar
  2. Assim que ouvi a chamada do Nilton não pensei em mais ninguém a não ser em ti e no que aquilo batia certo com o que se passa ao teu redor. No entanto, nada disse e esqueci... Agora que vim aqui e leio este post não pode deixar de me rir com a situação e pensar que não fui a única a pensar no mesmo...lol Quanto ao jogo não posso ajudar, sou do Porto, contudo, não posso deixar de concordar que ver o jogo com mais umas dezenas ou centenas de pessoas e torcer pelo mesmo é qualquer coisa de extraordinário. Um beijinho....

    ResponderEliminar
  3. Eu caso a 5 de Julho e se me fizessem isto não teria a calma dela...e sei como te sentes porque eu também ando hiper sensível, choro por tudo e por nada, não durmo...ser noiva é tão bom, mas tão stressante....

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que a moça foi muito educada dada a situação. Especialmente quando diz "eu estou muito nervosa e não quero ser mal educada com a senhora por isso ligue ao meu noivo mas aviso-a que não vai ser bonito" ahahah.

    ResponderEliminar
  5. Sim vão mesmo meter o ecran no Parque

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig