12 agosto 2014

Os últimos preparativos:

Sempre que me perguntavam: "estás nervosa?" à propósito do casamento, a minha resposta era: "claro que não, estou é doida para chegar logo o dia..." mas agora, meus amigos, estou uma pilha de nervos e se pudesse, adiava mais uns dois meses porque estou com aquela terrível sensação de que não vai dar tempo para tratar de tudo até a data (faltam três semanas, socorro!). Acho que é natural em todas as noivas, certo? 

Na sexta passada foi a prova de degustação [era suposto só provar mas enfardei até mais não, a comida de lá é qualquer coisa, fantástica mesmo] e já temos os pratos todos decididos. Muito bacalhau, como se quer [não quis decepcionar a familia que vem do Rio de propósito para comer 'o tradicional bacalhau português' - brincadeira, a verdade é que adoramos bacalhau, seja de que forma for], muito marisco, que casamento sem marisco não é casamento [eu sou alérgica e não conto mas seria egoísmo da minha parte suspender o buffet de marisco só por isso] e uma sobremesa que fez as delícias de toda a gente.

Como a minha quinta tem uma adega privada [pequenina e típica, linda de morte], pedi para fazerem uma espécie de 'prova de vinhos' durante a ceia, já depois do jantar, com um buffet de queijos e enchidos a acompanhar, para o pessoal mais velho, que a malta nova vai é enfiar-se na pista de dança até não sentir mais os pés. A decoração ficou em tons de rosa velho, prata e branco, os centros de mesa serão com as minhas flores preferidas: hortenses e gipsofilas.

Pedi para fazerem bolas de gipsofilas a acompanhar a passadeira durante a cerimónia religiosa [somos evangélicos e decidimos celebrar os dois casamentos em conjunto: o civil e o religioso, ambos na quinta], depois derem-me a idéia de enfeitar também com gaiolinhas vintage [o tema da festa] com gerberas cor-de-rosa e achei o máximo, ficou logo aprovado.

Ontem ligou o fotógrafo, para acertar a hora de saída e onde vai começar a fotografar [ainda não decidi se saio de casa ou de um hotel em Mafra, na zona da quinta], depois ligou o DJ para decidirmos o repertório e as músicas da cerimónia [aiiii que dúvida, pessoas]. Pelo meio tive direito à primeira prova do vestido [confesso que, com tantos meses, morri de medo de chegar na hora e não gostar mais do vestido ahaha] mas felizmente, continuo tão apaixonada pelo modelo como antes. É liiiindo e tão vintage, tão a minha cara, amo! A meio da prova, quando a senhora lá me pôs o véu rendado, comecei a ouvir mamãe a fungar: estava aos prantos! A Vi a rir-se: "mamã, não chores, ela parece uma princesa!" opá, tão queridas!

A minha avó chega na 5ª feira e eu estou tão ansiosa para abraçá-la que até sonhei com o nosso reencontro no aeroporto! A nossa casa está a ficar linda, linda, hoje fomos lá para o M. pôr os candeeiros de tecto. Adoro esses pormenores! A prova de maquilhagem ficou para a próxima semana, entretanto ontem fomos à joalharia provar as alianças e decidir o que vamos gravar. Escolhemos uma palavra em latim que nos diz muito, depois conto-vos. O nervoso miudinho chegou para ficar, prevejo.

Pela minha cabeça passam mil coisas, do tipo: "oh meu deus, a minha vida acabou. Agora vou ter que aturar este gajo por muitos e muitos anos, e ter os três filhos de que ele tanto fala, que horror, vou ter bebés barulhentos que me vão arruinar a decoração da casa e nunca mais me vão deixar dormir uma noite sossegada. Depois vou ter que fazer o jantar toooodos os dias, não há cá aquela cena do 'hoje apetece-me cozinhar', não senhora, vai ter que ser todos os dias, e vamos cair na rotina, ai caraças, a puta da rotina que estraga tantos relacionamentos..." ahahaha exageros à parte, dá um certo medo, sim. Medo do desconhecido, é normal. Depois leio notícias destas, em que dizem que 70% dos casamentos em Portugal terminam em divórcio e é impossível não pensar: E se...? Ai caraças, que isto de ser noiva acaba com os nervos de uma pessoa. Estou cansada, preocupada, nervosinha... mas feliz, tão feliz! 

SHARE:

11 comentários

  1. és tão amorosa :D vai correr tudo bem miuda, relaaaxa!

    ResponderEliminar
  2. Anne, o casamento em Portugal mas é de uma moça meio brasileira com um moço meio espanhol. Tem tudo para ser eterno :)

    ResponderEliminar
  3. Não escolheram um prato de carne?
    Vai tudo correr bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escolhemos, claro. Optámos pela vitela estufada, que estava divinal =)

      Eliminar
    2. Não perguntei por mal, como sou alérgica ao bacalhau e como já fui a um casamento que só serviram bacalhau para além da sopa lembrei-me .. lol
      Parece-me muito bem a vitela estufada, tão bem que comia agora um pedaço :)
      Beijocas.

      Eliminar
  4. Anne eu casei a 5 de Julho deste ano, e é um dia sem igual! Passa mesmo muito rápido, mas eu já digo a todas as solteiras para se casarem, porque ser noiva é muito bom..stressante...mas muito bom! A Andreia F. foi a minha maquilhadora e gostei muito do trabalho dela, estás em boas mãos :)

    ResponderEliminar
  5. Pode correr bem, pode correr mal - podiam ter casado um dia depois de se terem conhecido e continuarem casados a vida toda, podem namorar décadas, casar e divorciarem-se passado um par de meses - nunca sabes, só podes arriscar e fazer aquilo que te faz sentido na altura! Aproveita esta fase com tudo o que tem de bom e não penses no futuro, é o melhor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Namorei dois meses e estou casada há 26! Tive amigas que namoraram 10 anos (à maneira tradicional mesmo) e se separaram 6 meses depois do casamento. É tudo o que tem de ser, não vale a pena sofrer por antecedência, por algo que nem sabemos se acontecerá. Carpe diem.Felicidades

      Eliminar
  6. De certeza que irá correr tudo bem mas infelizmente esse dia vai passar tão depressa que parece que fica sempre algo por dizer fazer ou provar, muitas felicidades!
    Anne, onde é que arranjas-te a gaiola vintage ando a procura de uma para fazer um candeeiro para o quarto da minha princesa.
    Bjs Su

    ResponderEliminar
  7. até nós ficamos stressados! é engraçado como ao seguir um blog acabamos por nos sentir um bocadinho parte de tudo :)
    boa sorte e diverte-te
    Rita
    PS: por favor mostra umas (muitas) fotos aqui à familia virtual...

    ResponderEliminar
  8. Esse stress é normal. afinal está quase :)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig