03 setembro 2014

Nem fazes idéia do que te espera, gajo...


Ando a preparar uma 'surpresinha' ao meu amor, por altura da nossa lua-de-mel... Já troquei montes de mails com empresas mexicanas à procura do melhor orçamento para pôr a minha loucurinha em prática. Escusado será dizer que já me fartei de rir com os gajos, são tão cómicos, um deles pôs na assinatura do mail "quedo a tus ordenes para cualquier consulta y deseándote un excelente fin de semana me despido desde éste paraíso caribeño." O que eu me ri, senhores! Eles estão tão habituados aos turistas que as respostas já saem assim, pré-fabricadas para vender aquela idéia de paraíso na terra. Só me deu para rir, a sério.

Entretanto, parece-me que já encontrei a empresa que me vai ajudar a surpreender o M. e agora ando pra aqui a converter pesos em euros, a dividir tudo por 15 (é +- a taxa de conversão actual) e a assustar-me um tudo nada com os valores que me dão. Ando em dúvida entre a Isla Cozumel ou um cenote em Cancún, não sei, acho que qualquer um seria perfeito para o que tenho em mente mas Cozumel é capaz de ser mais exótica. Ando tão empolgada com a idéia que mal consigo disfarçar (e é tão difícil esconder o que quer que seja do meu rapaz, fico louca para contar logo! ahaha).

E ele, como que a adivinhar que tenho 'água no bico', também anda todo misterioso a falar com não sei quem pelo telefone, sempre em espanhol. Cheira-me que também anda a fazer das suas. E eu já o avisei: qualquer coisa, menos a idéia maluca que uma das madrinhas lhe deu, de contratar mariachis para uma serenata. Não, por favor não. É demasiado mau. Qualquer coisinha menos isso, vale?


SHARE:

8 comentários

  1. Vai casar lá outra vez?Vi muitos, sobretudo de americanos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cheguei a pensar nisto mas depois vi um vídeo de uma cerimónia de 'casamento' em Cancún e aquilo era uma fantochada sem tamanho, com pessoal vestido como deuses aztecas e o camandro. Não, não. Um bocadinho menos =/

      Eliminar
  2. Não sei se o que planeias fazer é semelhante às fotos que puseste aqui e que implica andares com o vestido dentro de água, mas, se for, tem cuidado. Li há dias um artigo sobre uma noiva que fez uma sessão fotográfica dessas num rio e morreu porque o vestido ficou imensamente pesado com a água e ela foi arrastada e não conseguiu fugir com o peso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai que história macabra! Eu penso em molhar o vestido, obviamente, mas não em nadar com ele, além disso o modelo que escolhi não é muito pesado (a saia é quase toda em organza, muito fininha e leve) pelo que acho que não corro o risco de ser uma noiva-cadáver ehehe mas obrigada pelo aviso ;)

      Eliminar
    2. Olha, está aqui a notícia:
      http://www.nydailynews.com/news/world/canadian-bride-words-dragged-death-water-logged-wedding-gown-trash-dress-photo-shoot-heavy-article-1.1145343

      A ideia dela também não era nadar com ele, era tirar umas fotos na beira do rio... o vestido é que começou a ensopar e como é muito tecido e água, ficou pesado e arrastou-a! Tem cuidado, estas modernices às vezes não são nada boa ideia...

      Eliminar
  3. Trash the dress! Acertei? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yap! Essa é uma parte da história... falta a outra :P

      Eliminar
    2. Trash the dress? Como é que é isso? O.o
      Depois contas?!?!!?! Fiquei curiosa.

      Eliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig