29 dezembro 2014

Então e essas férias, Anne? #3

Vão bem, sim senhor. Para mim não são bem férias, que estou farta de fazer coisas em casa e descanso que é bom, nicles, mas pronto, precisava destes dias para terminar de decorar a nossa casa, aproveitar os saldos, curtir a família e coisas assim. O M. está a trabalhar em casa esta semana e já jurou que é a última vez que o faz, que eu o distraio o tempo inteiro, sempre a inventar coisas, sempre a chamá-lo ("amooor, ajudas-me aqui na cozinha?", "olha, podes ir à arrecadação buscar mais lenha?", "olha, vou dar banho ao Rio, ajudas-me?") enfim, o pobre homem lá resmunga um "eu sei que não parece mas eu estou a trabalhar, caraças!" ahahah coitado, mas lá ajuda-me sempre, um querido.

Para completar, no sábado recebi um mail com as promoções da IKEA (a minha meca, adoro!) e por acaso tinha lá um móvel que, não sendo propriamente para o efeito, faria um aparador bem giro por um precinho supimpa. O aparador foi dos móveis que mais demoramos a comprar porque são caros como o raio! Todos os que vi (e gostei) andavam ali nos 350-500€  e eu não estava com vontade de gastar tanto num móvel. Depois tínhamos o segundo problema: é que a nossa sala tem um tamanho mediano (35 metros) e uma lareira que rouba algum espaço, mais um sofá gigante com chaiselong que também ocupa um lugar considerável e uma mesa de jantar grandota, enfim... espaço é coisa escassa para aquelas bandas e o nosso aparador não poderia ter mais que 1,20m contadinhos.

Como tenho muita loiça (e faqueiros e cálices e outras mariquices), pensei em comprar dois módulos da IKEA de 1,20 e dispor um por cima do outro (por exemplo, um da gama BESTA). Mas quando vi o STOLMEN em promoção (de 79€ por 45€) não pensei duas vezes e decidi comprar duas unidades e adaptar para aquilo que pretendemos (colocar uns pés giros que vi no Leroy, por exemplo) e já está: aparador giro, com portas deslizantes de vidro e prateleiras internas também de vidro, com 1,10m de comprimento e 90cm de altura... por míseros 90€. Uma pechincha considerando-se o valor que estávamos dispostos a pagar por um móvel praticamente igual.

Escusado será dizer que no dia anterior aos saldos fui ver a disponibilidade deste artigo na loja de Alfragide e já só tinham 4 em stock. Resultado? Obriguei o homem a acordar as 8h30 de domingo (o 1º dia dos saldos) para sermos os primeiros a chegar e alancarmos logo com o móvel. Chegámos ao IKEA as 9h50 e já havia uma fila do caraças, parecia que estavam a dar doces ou lá o que é. Muita gente, tudo ali à espera que a loja abrisse, o segurança à porta a controlar que as pessoas só entrassem mesmo as 10h, foi a loucura. Lá conseguimos trazer os dois móveis, ainda tomamos um delicioso pequeno-almoço sueco e de seguida... rumamos à Feira do Relógio, em Marvila, que eu estava mortinha para comer um pastel de vento feito na hora.

Chegando na feira, mooontes de coisas giras para a casa, a preços da uva mijona. Não me fiz de rogada: voltei ao carro, abri a mala do carro e saquei de lá uma bolsa daquelas grandes que o Pingo Doce vende a 0,50€ e fui enfeirar à grande. Adoro feiras, adoro regatear preços (e por acaso, acho que sou bastante boa no assunto), adoro fazer compras à antiga, é que adoro mesmo.

O saldo: 
  • 12 pares de meias coloridas por 5€; 
  • 2 lençóis de elástico 100% algodão, num tecido maravilhoso, por 6€ cada (na medida 1,60x2m); 
  •  Um conjunto de lençol de baixo, lençol de cima e duas fronhas de almofada, tudo em flanela (sou friorenta e adoro lençóis térmicos no inverno) por 5€.
  • 2 dúzias de ovos XXL (com gema dupla, garantiu-me o vendedor) por 2€
  • 12 taças em cristal de uma colecção desenhada pela Fátima Lopes (estas) por 15€ (o vendedor queria a todo custo vender-me a 25€ 'ai menina, mas olhe que isto é cristal, vale dinheiro' mas bati o pé e fui firme. E ele lá cedeu)
  • Pão alentejano cortado em fatias grossas para torrada (fresquinho que só) por 1€
  • 1 jarra com um design lindo por 3€ e mais duas simples, brancas, para pôr flores, por 5€ as duas.
  • Um chapéu de inverno bordeaux, em 100% lã, quentinho e de qualidade irreprensível, por 5€ (custava o dobro mas...)
  • 5 pastéis de vento com frango e catupiry (o M. sozinho comeu 3, acham isto normal? Eu comi um e meio, a outra metade guardei para depois ahaha)
Ou seja: descobri que vale muito a pena comprar em feiras, apesar dos olhares chocados do marido (principalmente ao ver as taças em cristal, só dizia: isto é tudo roubado, só pode...) e eu a ralhar com ele e a dizer-lhe para não ser tão preconceituoso, enfim... Acho que vale a pena porque fazem-se grandes achados e os vendedores estão quase sempre acessíveis para negociar o preço.

Quanto à segurança, não me senti minimamente assustada ou insegura (mas lembrem-se: eu venho do Rio de Janeiro, por isso, para ficar realmente assustada com algo, é preciso ser mesmo hardcore). De resto, a feira esteve sempre policiada, não vi nenhum assalto nem levei uma facada, por isso, voltarei lá mais vezes, com certeza.

[sim, confirma-se que há lá um pessoal mais 'estranho', como o rapaz que nos abordou com um iphone 6 novinho em folha, a perguntar se queríamos comprar. Isto sim, acredito que seja mesmo roubado. E a polícia a fingir que não via nada, a assobiar para o lado. Lindo.]

E vocês, também costumam ir em feiras? Disseram-me que a melhor feira para comprar artigos para a casa é a Feira da Ladra mas só lá fui uma vez, há muitos anos e nem me lembro direito. É assim tão boa? Que feiras costumam visitar?

SHARE:

30 comentários

  1. Se és friorenta devias experimentar os lençóis polares. São bem mais quentinhos que os de flanela. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lençóis polares? Oh meu Deus, nunca ouvi falar de tal coisa! (como é possível?!).

      Onde se vende? Preços? Cores? Contem-me tudo!

      Vou já fazer uma pesquisa no tio Google a ver se desencanto alguma coisa destas porque está um frio que não se pode aqui em Oeiras, tenho as mãos geladas só de escrever no computador. Que horror!

      Eliminar
    2. Onde se vende não sei, mas não aprecio parece-me que estou a dormir em cima de mantas que uso para me cobrir quando estou no sofá e dão uma sensação de desmazelo e falta de higiene.
      Maria do Rosário

      Eliminar
    3. Lençois polares é do melhor que há! Super fofinhos, quentinhos e confortáveis... Não sei onde se compra, mas não há-de ser dificil encontrar.

      Eliminar
    4. Subscrevo o que disse a Maria do Rosário!

      Eliminar
    5. vendem-se em muitos sítios:hipermercados,lojas de comércio tradicional,lojas chinesas,mercados como aquele onde foi,a vários preços.São do melhor que há para quem é friorento e o disparate dito acima sobre falta de higiene resolve-se como com os outros:põe-se a lavar cvom a mesma frequência com que se lavam os de flanela.

      Eliminar
    6. Ai os polares são mais quentes! Não são tão bonitos mas quentes são! Imagina as mantas que usamos para o sofá em lençois!! Ah maravilha No continente há, mas até nas lojas do metro que vendem coisas para a casa têm!

      Eliminar
    7. São tão bons que só se vendem em locais rascas e não nas lojas habituais de decoração e produtos para a casa ahah.

      Eliminar
  2. Eu adoro a Feira da Ladra. Encontras coisas óptimas e bem baratas. Podes tentar ir também à feira no LX Factory, que acontece todos os domingos se não me engano.

    Blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho mesmo que voltar à Feira da Ladra, está visto ;)
      Esta da Lx Factory nunca tinha ouvido falar, vou pesquisar sobre o assunto.

      Obrigada pela dica :*

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Essa não conheço, fica um bocadinho distante para mim =/

      Eliminar
  4. Ainda a duas semanas fui à feira do relógio, também pelos pastéis de vento e caldo de cana! Comi um pastel de carne e juro, dá 100 mil a 0 aos pastéis do feel rio, adorei mesmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aqui está uma verdade. Os pastéis que comi na Feira eram um espetáculo, enormes, bem recheados, uma delícia. E sim, superam em muito os do Feel Rio (que assim com assim, estão caros como o raio! Quase 3€ por um pastel?!)

      Eliminar
    2. eh pá não sei o que é isso de pasteis de vento... Eu como sempre na banca o Cortador uma bela entremada com um sumol. Há que ter forças para o resto da feira. Eu adoro a feira do relógio já comprei tanta coisa boa até plantas!

      Eliminar
  5. LOL, pão alentejano na Feira do Relógio? POUPEM-ME!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que tem graça este comentário porque eu já comi alheira sem ser em Mirandela. Já comi francesinhas, imagine-se, em Lisboa. Já provei pão de Mafra, que heresia, em Oeiras! Realmente, num mundo tão moderno como o que vivemos, é mesmo de se estranhar que uma receita ande a saltar distâncias desta forma.

      É engraçado que no outro dia comi pão de queijo mineiro... mas foi em Sintra. Acho que os pãezinhos vieram todos de TAP ter comigo, é capaz.

      Eliminar
    2. Anne já experimentou a mercearia dos Açores na R. da Madalena em Lisboa,vá lá e depois conte é que pasme-se também se pode provar os extraordinários sabores açorianos bem na baixa de Lisboa bem mas isto sou eu que sou 25% açoriana.
      Maria do Rosário

      Eliminar
    3. Sabe, Anne, também no Continente (sim, esse! O do tio Belmiro.) se vende pão alentejano. Quem diria, hein? No Continente no Porto (e, penso que em todos eles... lol).

      Eliminar
    4. Muito boa a sua resposta! A-m-e-i! :)
      Mas por que é que as pessoas não contam até 10 (de trás para a frente) e não vão pôr os pulsos debaixo de água antes de escreverem comentários tontos?!?! Porquê? Porquê?

      Felicidades,
      Sónia :)

      Eliminar
  6. Espera, foste dar banho ao Rio? Como que o Rio sendo um novo habitante dessa casa, ou foste ao Tejo?? Será que li mal?? Bem, espero que seja um gatinho, e o nome Rio é A-D-OR-Á-V-É-L.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOL pois é, visto assim a frase parece não ter sentido nenhum, realmente... o Rio é o meu cão, um labrador preto que veio para mim com 2 meses e meio, agora já está enorme e pesa mais de 25kg mas acha que pesa 200g e manda-se para cima de nós feito um maluquinho.

      Infelizmente quando casei tive de deixar o Rio em casa da minha mãe porque o meu T2 não tem varanda e eu acho uma maldade confinar um animal do porte dele a um apartamento. Ainda pra mais a minha mãe tem uma vivenda com muito espaço exterior e o Rio adora andar solto e correr por lá. Como moro a apenas 4km da casa da minha mãe, todos os dias estou com ele e aos fins-de-semana sequestro-o lá para casa ;)

      Eliminar
  7. Oh Anne, só tu para dares uma resposta dessas ao comentário acima! Adorei! Se calhar quem fez o comentário nunca ouviu falar na palavra "GLOBALIZAÇÃO"!! Bom Ano Novo, Anne.

    ResponderEliminar
  8. Bom, de Agosto a Setembro cá na minha cidade há uma feira, das mais antigas de Portugal e tem sempre coisas boas. Depois há a feira semanal que aí já são coisas mais "aciganadas" :p

    ResponderEliminar
  9. Olá é 1ª vez que comento, é só para dizer que existem uns lençóis melhores que os polares não sei dizer como se chama o material mas aquilo parece veludo são muito quentinhos e aveludados. Se conhece a zona do Areeiro vendem-se numa loja enorme com o nome de Hipzone se não me engano. São espectaculares levezinhos e quentinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lençóis de flanela.
      Os polares vendem-se até no Continente.

      Eliminar
  10. No tempo em que era realizada junto à Praça de Touros e antes de ser deslocada para a Adroana, a Feira de Cascais era das melhores da zona de Lisboa. Agora anda um pouco fraquinha...mas, de vez em quando, ainda aparecem feirantes com restos de colecções de lojas a verdadeiras pechinchas.
    Na última feira comprei umas galochas lindíssimas da Billabong (genuínas) a 10 Euros. Um achado!
    Dia 4 lá estarei outra vez!

    Sónia :)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig