31 janeiro 2015

O maior amor do mundo:

 [fotos da sessão fotográfica em família que fizemos na semana passada]

Não são raras as vezes em que ouço alguém perguntar à minha avó: "Nossa, você vai fazer 82 anos e tem essa pele tão boa, tão esticadinha para a idade... qual é o segredo?".

E a minha avó responde sempre que não há segredo nenhum, que o grande 'mistério' (que vai-se a ver e não é mistério nenhum) é ser feliz, estar rodeada de pessoas que a amam, que a tratam com todo o respeito e dignidade que ela merece, é dar muita risada (até mesmo dos problemas), é nunca faltar a uma consulta de rotina, é ter cuidado com aquilo que come. Nada de especial, portanto.

A minha avó não descuida da alimentação, não bebe nada com gás e não come fritos. Anda sempre perfumada, de unhas pintadas, cabelo escovado (e sem um único fiapo branco à vista), está sempre com as suas pulseiras, anéis e brincos mesmo que vá só ali ao talho da esquina. É uma vaidosona e a a grande matriarca desta família. Sempre que há chatices entre algum de nós, ela é sempre a pacificadora, é ela quem fala e nós, filhos e netos, baixamos a cabeça e ouvimos.

A minha avó tem três filhos, sete netos e duas bisnetas (o terceiro vem à caminho e nasce em Setembro) e nesta família não há ninguém que fale mais alto que ela. O que ela diz é lei, ninguém discute, ninguém argumenta. "Se a avó disse, está dito". E é assim que deve ser. Por detrás das decisões dela, há toda uma vivência, uma história de vida, um conhecimento que nós não temos e há que saber ouvir quem sabe mais que nós.

Já estou em negação desde ontem, quando imprimi os bilhetes da TAP  para o regresso dela ao Rio, daqui há duas semanas. A verdade é que ela veio em Agosto para ficar três meses e assistir ao meu casamento. Convenci-a a prolongar a estadia e ficar mais três meses. Agora é deixá-la ir, com a certeza de que em Julho (se Deus quiser) estarei a desembarcar no Rio para estarmos novamente juntinhas por mais uns dias. E depois em Dezembro ela volta para cá. E depois vou eu novamente. E haja dinheirinho para viagens intercontinentais mas assim é o nosso amor, cheio de encontros e desencontros mas sempre forte, inabalável e para sempre...

SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig