04 fevereiro 2015

hoje o meu amor pequenino faz anos...


... e eu estou pra aqui toda inchada, a ver as fotos que recebemos ontem do fotógrafo, tão crescida que ela está! Parabéns, meu biscoito! Há quase 15 anos que te conheço e parece que estamos juntinhas desde sempre. Acho que os irmãos mais novos são assim uma espécie de primeira experiência da maternidade... e talvez por isso a nossa relação seja tão especial! Assistir aos primeiros pontapés na barriga da mãe, esperar com ansiedade aquela 'coisinha minúscula' nascer, crescer, dar os primeiros passos e nós sempre ali à beira, a dar a mão para que não tropecem, a levar a mochila no primeiro dia de aulas, a ajudá-los a ganhar asas.

És a minha irmã mais nova e hoje já és uma moça crescida e parece que ainda foi ontem que te peguei ao colo pela primeira vez... Por favor, adolescência, não te metas entre nós! Vi-te nascer, visitei-te duas horas depois de teres vindo a este mundo, ainda enrrugada e vermelha, mas linda de morte para mim. A irmãzinha que eu por tantos anos pedi! Eras careca, gordinha e tinhas a pele marmoreada, toda vermelhinha. Uma boneca perfeita!

Hoje não vives sem mim. E eu, também não vivo sem ti! E espero, de todo o meu coração, que seja sempre assim entre nós: irmãs, cúmplices, parceiras de vida. Te amo, minha Vitória! Minha boneca pintalgada de sardas, meu amor pequenino.

SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig