05 fevereiro 2015

Random Post #2

1) Esses dias fui comprar uma pecinha da Pandora para oferecer e reparei o quanto as minhas estavam oxidadas ao pé das outras novinhas em folha. Costumo limpá-las com um limpa-pratas do Jumbo mas não ficam grande coisa. A vendedora (que estudou comigo e é minha amiga) confidenciou-me o segredo do brilho espelhado das Pandoras novinhas em folha: sonasol verde amoníacal. Devo ter feito um ar muito escandalizado porque ela disse: "a sério, todas as joalharias usam este produto. É tiro e queda, experimenta e depois dizes". Experimentei e aquilo é mágica pura. As pulseiras ficaram como novas!(eis a prova)

2) Estava a ver um vídeo no Youtube (já não me lembro de quê) quando vi esta personagem, da Looney Tunes e exclamei: "olha o Ligeirinho, gostava tanto dele!".
Marido diz, surpreso: "Ligei... quê?! Este é o Speed González!"
Eu: O quê? Deves estar a confundir os desenhos todos. O Ligeirinho é da turma do Pernalonga, do Frajola, Piu Piu...
Marido: Ahahahaha não posso! Ai estes brasucas trocam os nomes a tudo, é impressionante!
Eu, já a ficar irritadaa: Qual trocam nomes, qual quê! Vamos já ao Wikipédia ver se estamos a falar da mesma coisa.

Pois, parece que sim, que os brasileiros trocaram os nomes aos bichos todos. O meu Frajola de toooda uma infância afinal chama-se... Silvestre. O Piu Piu vai-se a ver é o Tweety. O Papa-Léguas aqui é o Bip Bip. O Pernalonga chama-se Bugs Bunny. Ao menos a Vovó é a Avózinha, não há assim grande diferença e uma pessoa já não fica à toa. E desta maneira se desfaz toooda a infância de uma pessoa. Anos da minha vida a chamar os bonecos pelos nomes errados, não se faz. Estou ligeiramente decepcionada e como vingança, prometo ensinar os nossos filhos a chamar os bois pelos nomes. Nesse caso: Frajola, PiuPiu e Ligeirinho. E tenho dito!

3) Fui à loja Area do Colombo, faltavam praí 20 minutos para a loja encerrar. Havia duas vendedoras à porta, disse um 'boa noite' e fui solenemente ignorada. Não liguei e continuei a passear pelos corredores, comprei umas coisa, fui pagar e quando saí da loja e fui conferir o talão, pimbas, um dos artigos que em saldos estava a 9€ tinha sido registado como 16€. Ok, nem era assim uma diferença de jeito mas não tinha gostado nada da forma como (não) fui atendida, tornei a entrar na loja para reaver a diferença do valor. Nisto já só faltavam 5 minutos para a loja fechar e a vendedora até me lançou chispas pelos olhos, bufava por todos os lados e perguntou: "não se importa que eu lhe devolva a diferença em vale? É que já estamos a fechar a caixa e estar agora a fazer uma devolução...". Nem preciso vos dizer qual foi a minha resposta, pois não? Juro-vos que se tivesse sido atendida com educação tinha cagado para o assunto e venha daí vale mas se há coisa que me deixa pior que estragada é ser mal atendida num sítio onde estou a gastar dinheiro (é que se fosse de graça até se percebia mas assim, não, lamento).

4) A minha avó vai-se embora este fim-de-semana e eu já estou naquela fase em que choro por tudo e por nada. "Olha, a avó vai fazer-te um bolo" e eu já penso: "aii, esse é o último bolo que ela vai fazer antes de ir embora" e toca a chorar. A minha avó até já se enervou: "Mas queres parar com isso? Eu não tenciono morrer já, ainda quero voltar cá mais vezes, deixa-te de mariquices" mas é inevitável. Quando olho para ela e lembro de tudo o que esses seis meses com ela aqui, representaram para mim... é difícil, muito difícil conter as lágrimas. Queria tanto a minha velhinha aqui comigo para sempre! (e pronto, já estou eu a chorar outra vez - arre!)

SHARE:

7 comentários

  1. Anne, tenho a certeza que também lhe custa muito sair do pé de ti e penso que seja mais dificil ainda se te vir chorar... Vá lá, faz um esforço :) beijinho

    ResponderEliminar
  2. Hum... esse choro solto assim, normalmente acaba 9 meses depois ;) just saying!

    ResponderEliminar
  3. Como te compreendo. A minha avó não vai a lugar nenhum, mora na mesma cidade que eu e por vezes, só de olhar para ela e pensar que um dia (cada vez mais próximo, que já são 84 anos) ela não estará mais cá, as lágrimas caem sem controlo, mesmo estando ela à minha frente.
    Beijinhos e força :)

    ResponderEliminar
  4. para limpar a prata, mergulha-se no sonasol ou esfrega-se? obrigada

    ResponderEliminar
  5. Para peças em prata, quem não tiver à mão sonasol, experimente esfregar pasta dentifrica. Também resulta, as peças ficam a brilhar :)

    ResponderEliminar
  6. Anne, como funciona isso do sonasol? Dilui-se em água ou é puro? Deixa-se de molho ou é só esfregar?

    ResponderEliminar
  7. Olá!
    Encontrei este teu post ao pesquisar como limpar as pratas. Fiquei interessada em saber como fizeste para limpar a tua pulseira. Diluíste o sonasol em água e colocaste lá as peças? Ou colocaste um pouco de de detergente num paninho e limpaste assim?

    Obrigada, beijinho :)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig