14 abril 2015

Parece que ainda há esperança...

Fui novamente às Finanças hoje de manhã (quase de madrugada, que eu não tinha uma reunião às 10h e não podia atrasar-me, cheguei às Finanças uma hora antes de abrirem - fui a senha nº2) e a senhora que me atendeu, depois de ter ficado 'surpresa' pelo colega ter me fechado a actividade com data de ontem, sendo o meu último recibo em Maio/2012, disse que sim, teríamos que abrir um BAO (Boletim de Alteração Oficiosa) para solicitar a cessação com data retroactiva e pagar os tais 75€ de multa por fechar a actividade fora da data correcta. Dos males, o menor.

Só que... para fazermos isto, precisamos dos três recibos que eu passei, para provar às Finanças que não passei mais nenhum recibo depois daquela data. E na altura, os recibos eram em papel (já havia os recibos online mas eu tinha-os em papel ainda) e não faço ideia de onde eles estão, visto que entretanto casei, mudei de casa e nisto vários documentos ficaram para trás. Já revirei a casa toda, o escritório está de pernas para o ar, montes de papeis ao molho e encontro tudo que possam imaginar: pagamentos de propinas da faculdade (de 2010), apólices de seguros, faturas de farmácia, até a porcaria de um pagamento da Semana dos Caloiros (na altura em que ainda eu era caloira) eu encontrei.... os recibos é que está quieto.

E sem isso, meus amigos, nada a fazer e temos mesmo que pagar a divida integralmente. Consegui com a minha gestora de conta os extractos desses meses (Março, Abril e Maio de 2012) e tenho lá a transferência dos pagamentos (ou seja, sei exactamente os valores de cada recibo) mas isto não serve de nada. Em última instância, contactei a empresa para a qual prestei serviços para saber se me podiam dar a cópia do recibo que de certeza serão mais organizados que eu e terão esta informação guardada.

Que sim, têm lá todos os recibos mas como são em papel, estão arquivados em vários dossiers numa arrecadação e a colega, obviamente, não pode estar a parar o trabalho dela para ir revistar a arrecadação atrás de recibos de 3 anos atrás. Não sei o que hei de fazer. Se for à Segurança Social e pedir a Declaração de Dívida, estou a assumir que tenho este valor em falta e sou obrigada a pagar a quantia integralmente (ou faseada em prestações). A minha última esperança é a senhora da empresa conseguir os meus recibos mas ela diz que vai tentar e só lá para o final da semana é que consegue dizer-me se teve tempo de ir à arrecadação procurá-los. Só me meto em asneiras, a sério, nem acredito que estou a passar por essa situação à pala de ser desinformada e despistada. Foda-se, pá!

SHARE:

6 comentários

  1. Tens que ter esperança Anne, a senhora vai encontrá-los, vais ver!

    ResponderEliminar
  2. E porque não pedires a essa senhora da empresa para te dar acesso à tal arrecadação e teres tu o trabalho de procurares? Vais perder imenso tempo , mas talvez consigas encontrar. Assim, essa senhora nao teria trabalho e tu,como interessada, procuras com cuidado. Não custa tentar pedir o acesso (explicando bem o que se passa e garantindo que entras na tal arrecadação sem carteira nenhuma para nao haver desconfianças ). Boa sorte!

    ResponderEliminar
  3. Que situação chata. :( tem calma, tudo se resolve e a senhora vai encontrar os recibos! Nada de entrar em pânico. Bj*

    ResponderEliminar
  4. Ainda que não fosse por esta situação, tinhas de guardar esses recibos durante 5 anos (prazo que a administração tributária tem para questionar e investigar as tuas declarações de irs)...

    ResponderEliminar
  5. Anne não tens a caderneta dos recibos?? Isso é que faz prova que esses são os teus últimos recibos!

    Gi

    ResponderEliminar
  6. Ana, não adianta ter cópia dos recibos.
    O que tem que ter é mesmo o livro, para comprovar que só passou os 3...
    Boa sorte :)
    C.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig