15 maio 2015

mudasti.

Quando criei este blog, num tedioso dia de férias (eu + nada para fazer = asneira) jamais imaginei que passado quase quatro anos, ainda estaria aqui a escrever, a responder comentários, a interagir com pessoas que nunca vi na vida (a maioria, pelo menos).

Na altura tinha 24 anos, estava no último ano do mestrado, vivia em casa da minha mãe, tinha um trabalho em part-time num shopping e escrevia sobre coisas que, na época, faziam sentido para mim. Nunca foquei este blog num único tema, escrevo sobre o que me apetece, sobre o que vai acontecendo na minha vida, partilho opiniões, dou dicas de viagens, falo sobre as saudades de quem está londe 'de casa', eu sei lá! Este blog é uma grande salada mas para mim é assim que sempre fez sentido.

De uns tempos para cá tenho recebido comentários a dizer que o blog mudou imenso, que já não me reconhecem, que só falo em compras, decoração e coisas relacionadas ao casamento e que já não me podem 'ouvir' (ou neste caso, ler). Eu respeito a opinião, cada um lê aquilo que quer, nesta vida ninguém é obrigado a nada e juro-vos que não fico zangada. A verdade é que sim, eu mudei (não mudamos todos?), casei, fui viver para a minha casa, abrimos a nossa empresa... é óbvio que os meus interesses agora são outros, que o meu ritmo de vida é diferente e claro, a minha escrita também se alterou. Só sei escrever sobre aquilo que vivo, daí que tenham lido posts sobre casamento, lua-de-mel, casa nova, decoração... é assim que eu sou, não posso inventar uma realidade diferente daquela da qual faço parte.

Compreendo perfeitamente que para muitos este blog tenha deixado de ser o que era e que já não se identifiquem com aquilo que eu escrevo (a mim também já aconteceu várias vezes e deixei de seguir blogs exactamente por isso), então, não vou levar a mal se decidirem nunca mais virem cá. Há um mundo de blogs que podem ler consoante aquilo que mais vos agradem, eu não vivo de publicidade nem preciso do blog para rigorosamente nada, logo, ter cinco ou quinhentos leitores por dia dá-me igual. Tanto é assim que o blog já esteve seis meses em modo 'privado', onde escrevia apenas para mim e por mim. Porque gosto, porque me dá gozo, porque é assim uma espécie de catarse e adoro esse registro de diário de bordo.


Acho que a blogosfera é um sítio fantástico para trocarmos impressões, para passarmos o tempo, nos pormos a par de novidades (seja em que área for), para até (como já me aconteceu) fazer novas amizades e conhecer pessoas que gostam das mesmas coisas que nós. Mas infelizmente também há o lado podre disto de blogar, que passa por pessoas anónimas que insistem em teorias da conspiração, que andam à caça de erros da nossa parte para apontarem o dedinho, que nos ofendem simplesmente por sermos quem somos, que nos acusam de coisas ridículas sem nunca nos terem visto a cara, que torcem fervorosamente para que tudo nos corra mal (as famosas aves agoirentas). E é chato, é extremamente chato ter que estar sempre a justificar-me, a 'provar' que estou a falar a verdade (mas provar o quê para gente que não conheço de lado nenhum?), a escrever loongas respostas para gente que se acha no direito de ofender a nossa família, à nós, a tudo. (e desculpem mas aquela história de que 'quem tem um blog põe-se a jeito e tem obrigação de levar com tudo o que é críticas mal educadas' não faz sentido nenhum para mim que acho que a boa educação vem de berço e cabe em qualquer lado)

Nas primeiras vezes uma pessoa revira os olhos e releva. Nas vezes seguintes, já começa a ser menos tolerante mas ainda assim, respira fundo e dá uma resposta politicamente educada. Mas depois, minha gente, depois de um tempo já ficamos tão saturadas das mesmas coisas, sempre as mesmas pessoas, que já nos começam a sair respostas tortas e mal educadas. Já começamos a ficar com um 'e se fosses à merda?' entaladinho na garganta. Já começa a deixar de fazer sentido, ao menos para mim. Quando esse tipo de vocabulários entra em cena, sei que já chegou o limite.

Este sempre foi um lugar de descontração para mim, de vir 'ver as montras' como se diz. Não preciso disto para nada, não pretendo fazer disto profissão, não dependo do blog para viver, exceto por puro prazer pessoal. Mas quando deixa de ser um prazer e começa a ser uma chatice... então lamento, meus amigos, mas acho que o melhor é ficarmos por aqui.


[já estava com este post 'no rascunho' há uma data de dias mas sim, a gota d´água foi terem me acusado de andar a plagiar posts de outros blogs. Tirou-me do sério, não consigo ficar indiferente a merdas destas, lamento mas não tenho sangue de barata. Quem acompanha este blog há mais tempo sabe que eu sempre levantei a bandeira contra o plágio, que abomino pessoas que fazem isso e nunca compreendi o real motivo. Portanto, acusarem-me de uma das coisas que mais repudio causou em mim uma sensação de injustiça e um sentimento de mas eu preciso mesmo de levar com isto? e não, meus amigos, não preciso.]

SHARE:

34 comentários

  1. Oh Anne... :( Entendo bem, tudo o que escreveste... mas peço-te que ponderes e que continues por cá. Tal como há e vai haver sempre '' gente '' idiota, há sempre também quem goste do teu cantinho e se identifique contigo. E eu sou uma dessas pessoas, que já te acompanha hà muito.

    Um Beijinho grande,

    Cláudia Mascote

    ResponderEliminar
  2. Olá Anne,

    Eu só conheço o teu blog há pouco tempo mas gosto do que leio. Gosto de acompanhar as tuas aventuras e desventuras, as tuas viagens (ou não fosse eu grande aficionada das mesmas), as tuas saudades do Brasil....apesar de raramente comentar! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Anne e se desativasses os comentários anónimos? Eu gosto imenso de ti, estou cá há 3 anos e o teu blog é sem dúvida o meu preferido! Gostava muito que ficasses por cá mas claro, só se te sentires bem :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. És o meu blog favorito, tiro dicas incríveis daqui, fico a conhecer coisas que de outro modo nunca me chegariam; mais do que os bens materiais, dicas ou viagens, os teus valores, a tua boa disposição, o amor à família - revejo-me neles e em dias menos bons fico sempre mais bem disposta, mais para cima quando venho cá. E fico muito, muito triste com este post.
    Restringe os comentários aos anónimos! Quem falar mal que dê a cara, mas não vás!!!! :(

    ResponderEliminar
  5. Não acho bem pagar justo por pecador.Escreves para ti e para nós que gostamos de te ler.Não podes estar a dar atenção a quem não merece.Não nos podes tirar o gosto de te ler.Não costumo comentar ,mas hoje não posso deixar de o fazer.Pondera bem o que vais fazer e lembra- te de nós,os que realmente te admiramos.

    ResponderEliminar
  6. Oh não! Não! Fique! Mande à real merdinha quem a chateia e continue a escrever para quem gosta de a ler. Quem não gostar vá "bugiar" para outras paragens!
    Fernanda

    ResponderEliminar
  7. Há e vai sempre haver gentinha estúpida e maldosa por isso é ignorar, por MT que custe, desprezo é a melhor arma. E eu que adoro este blog peço-te que continues por aqui. São mais aqueles que gostam de te ler do que os anormais q só falam mal.

    ResponderEliminar
  8. É o reverso da medalha quando resolvemos expor pedaços da nossa vida para ser esmiuçada por pessoas que não conhecemos.Eu venho ao blog todos os dias,e por 2 vezes dei a minha opinião sobre o quanto o blog tinha mudado,que estava a ser mais do mesmo,compras,gastos e outras coisas mas também entendo que as pessoas mudam.Um dos grandes méritos deste blog é não viver de publicidade e não sermos bombardeadas por cremes,iogurtes,e outras tretas pagas a peso de ouro mas não se renda à moda,por favor.Tenho,acho eu,o direito de discordar de si,assim como a Anne tem o direito de nem publicar o que escrevem,e eu nunca fui anónima.Admito que,por vezes,se contradiz muito,parecem duas pessoas diferentes a escrever.Mas a palavra Mentirosa tem um peso muito grande e se fez bandira contra o plágio,mantenha-se firme.Não acredito muito que tanto lhe faz ter 5 como 500 seguidores porque sem eles,o blog deve perder grande parte do interesse para si.Se é feliz a escrever,mesmo que só para si,continue!!este é o resultado de abrir a nossa porta,de casa e da vida e não vale a desilusão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "É o reverso da medalha quando resolvemos expor pedaços da nossa vida para ser esmiuçada por pessoas que não conhecemos"

      Pronto está tudo dito. É por existirem pessoas como a Lúcia que a Anne vai privar o blog. Lamento muito a decisão, adoro ler o que ela escreve mas realmente há pessoas que não merecem cá vir.

      Pelos vistos a Lúcia, apesar de não concordar que a Anne esmiuçe a vida na blogosfera, gosta muito de vir cá ler as cusquices todas... que tristeza de gente.

      Anne, volta por favor!!!

      Eliminar
    2. Aquilo a que chama de "gente" limitou-se a dar a sua opinião.Não fui mal educada,não ofendi ninguém,como disse,gosto de acompanhar o blog,e se já critiquei,nunca foi como ANÓNIMA.A Anne sabia que isto acontece quando se tem um blog em que se expõe a vida privada e se abre a porta da nossa casa.Há sempre quem goste e quem não goste.Eu já comentei,variadíssimas vezes,que ela tem bom gosto,um cabelo espectacular,um marido borracho,etc...e se eu não mereço cá vir,não é da sua conta,você não é a Anne,nem é vista nem achada na minha opinião,nem tão pouco é advogada de defesa dela.Espero que ela continue a fazer do blog o que quiser,quando quiser e desejo-lhe tudo de bom.Com o tempo,ela terá mais poder de encaixe,coisa que a gente anónima,defensora das causas alheias não tem.

      Eliminar
  9. Não vás embora pf Anne :((

    ResponderEliminar
  10. Embora nunca tenha feito comentários, sigo atentamente o seu blogue há uns três anos. Tenho muita pena se deixar de escrever por aqui! Os seus textos são uma lufada de ar fresco! São naturais, espontâneos e não nos tentam impingir produtos com publicidade encapotada! Tem o direito de se ter cansado de tanto cometário idiota, mas reflita um bocadinho e pense que se a escrita é algo que lhe dá tanto prazer, porquê parar?? Mande os anónimos à fava, restringindo os seus comentários e assim livra-se dessas pessoas ressaibiadas e desocupadas.

    Elisabete C.

    ResponderEliminar
  11. Então esses são melhores do que nós que te seguimos fielmente, que lemos cada palavra, que nos revemos nas tuas frases :(
    Tens muita mais gente que gosta de ti.
    Não nos deixes.

    Beijinhos

    Sofia :)

    ResponderEliminar
  12. Anne o que te fizer sentir melhor e te der paz de espirito é a melhor decisão.
    Tenho pena se ela for encerrares definitivamente o blog, porque gosto muito de o ler, mas entendo perfeitamente. À vezes temos que simplesmente encerrar um capítulo para dar inicio a outro.
    Não percebo essa gentinha que só sabe falar mal ou mandar bocas.. Reclamam que mudaste? Ora essa, se já não gostam podem muito bem parar de cá vir e procurarem um outro blog que os satisfaça. E tambem não percebo isso de reclamarem que mudaste. Ora as mudanças não fazem parte da vida?Não são um exemplo de que crescemos? E sinceramente é bom quando ocorrem mudanças, porque seria extremamente aborrecido estar a ler sempre o mesmo ano após ano.
    E para terminar: não consigo perceber o prazer que dá estar constantemente a criticar ( criticas em tudo não construtivas) E mostrar uma dor de cotovelo do outro mundo em relação a pessoas que não conhecem de lado nenhum, ou melhor pessoas que apenas conhecem através de uma escrita ocasional..
    Força Anne. Um grande beijinho!

    ResponderEliminar
  13. Por favor, Anne, não abandones o blogue! Isso é dar importância a quem não merece! E nós que gostamos de te ler, somos muito mais importantes que esses, não é? Pensa com muito carinho em nós, please!

    ResponderEliminar
  14. Anne venho aqui todos os dias porque adoro como tu "rodas a baiana" e continuas na tua.
    Tens seguidores que gostam de acompanhar o teu dia a dia, que ficam preocupados quando não atualizas o blog...
    Seja aqui ou noutro lado qualquer, invejosos, intriguistas, existem sempre.
    Tu já provaste que és bem melhor que eles e és imune a essas m###.

    Não tornes o blog privado :)

    ResponderEliminar
  15. Não há como ler caso o blog fique privado?
    É q eu comento em anónimo por praticidade e quero continuar a ler, nem q isso implique registar-me em algum site ou assim =/

    ResponderEliminar
  16. Não podia deixar de comentar.
    Lamento imenso a tua decisão. Que pena.
    Adoro o teu blog, a forma leve e ao mesmo tempo detalhada e apaixonante como escreves. Podias escrever um livro que prendias o leitor do inicio ao fim.

    Pensa melhor na tua decisão. A minoria não devia vencer.
    Modere os comentários e só aceita os que quiser. Ou então, não aceite comentários de ninguém.

    ResponderEliminar
  17. Anne, sei a que post se refere porque li o dito comentário e caiu-me também a mim mal: até parece que a experiência humana não pode ser semelhante. enfim. continue a escrever para nós, se lhe apetecer. seria um prazer. venho diariamente e gosto de todos os temas: de ver as dicas, as compras, as viagens, os desabafos e os posts sobre casamentos. Incomoda-me que haja pessoas que percam tempo a depreciar e já tinha notado a sua paciência em responder. Oh Anne, afeiçoei-me si, não somos iguais, mas é na alteridade que o ser humano evolui. um beijinho muito grande! Muri

    ResponderEliminar
  18. O seu blog é dos meus favoritos!! Já estou enjoada dos outros cheios de "iogurtes óptimos e diabo a quatro"!!!! A sua escrita e ideias são uma lufada de ar fresco!! As suas ideias, compras etc! As idas ao Freeport,Ikea,Zara e outros!! A decoração,viagens,bem pode não acreditar ,mas fiquei com um nó de tristeza!! A Anne é que sabe, mas a INVEJA e FRUSTRAÇÂO anda por ai! Pode moderar os comentários nºao pode?? Desejo a continuação da Felicidade, Saúde para toda a sua Família!!! E para a Vóvó um bj especial!!Eu também adorava a minha!!

    ResponderEliminar
  19. Tenho mesmo pena... Beijinho, Anne.

    ResponderEliminar
  20. Deixa lá rapariga... não penses no assunto e segue em frente.
    Muitas pessoas adoram ler o que escreves. seja do que for (eu, por exemplo).
    Eu por acaso também li o comentário do plágio e.. enfim.. deixa.. sigaaaaaaa
    Vê lá se ficas, sim????? :-)

    ResponderEliminar
  21. Eu só conheço o blog há 2 meses. Não sei se já não é aquilo que era, pois nunca conheci a versão anterior, mas posso dizer que gosto muito daquilo que encontrei quando descobri o blog.

    ResponderEliminar
  22. Anne, um conselho de quem já anda aqui há uns tantos anos. Críticas vamos sempre receber, sempre! Ou por que é verde ou é amarelo ou cor de rosa às pintas! Chegaram a dizer que tinha "roubado" a minha filha na maternidade LOL acreditas? mas posso dar valor a isto? LOL Lamento pela falta de massa cinzenta em algumas pessoas mas é só!
    É chato? Claro que sim mas não conheço as pessoas, elas não me conhecem, simplesmente costumam ler o que escrevo, o que eu quero que saibam de mim e dos meus... e é so! Deus que é Deus não agrada a todos (dizem lol)
    E agora onde vou ler as tuas compras fantásticas no Ebay que tanto me inspiram?
    Não vás, a sério que não!

    ResponderEliminar
  23. Eu só descobri o teu blog depois dessa tua fase de mudança, mas acredito que essa mudança para mim não iria fazer muita diferença porque eu dou mesmo valor é a bloggers em quem possamos confiar, que dão a sua opinião sincera e que não estão compradas. E tu és uma delas, fazes tu as tuas compras e depois dás-nos a opinião baseada na transparência a que já nos habituaste. Admito que não concordo com tudo o que escreves, mas a vida é mesmo assim e não é por isso que vou estar a ofender.
    Em duas semanas já é o segundo blog na minha lista de favoritos que vai à vida, não é justo! :'(

    ResponderEliminar
  24. Porra "Brazuca" não me deixes pendura... gosto tanto de ti pa... fazes-me rir, ate deitar uma lagriminha de vez em quando.. esquece essas merdices sabes que neste pais quando somos do outro lado do mar em nos tudo enjoa.. tudo e incorrecto etc,,etc.. minha querida força ai na maionese e continua pá frente, queriam eles (elas) ter metade da força e "salero" que nos temos não e em vão que os portugueses ficam loucos com nos.. mais nada. :-D

    ResponderEliminar
  25. =/ Tenho pena porque comento pouco mas gosto de te ler.

    força**

    ResponderEliminar
  26. Sigo o teu blog há algum tempo e aprecio bastante a tua sinceridade (na blogosfera é muito difícil encontrar pareceres honestos, sem o incentivo do patrocinio) e embora tal como outras leitoras nao concorde com tudo o que escreves também nao venho para cá ofender. Somos pessoas adultas, nao temos de concordar em tudo. Mas confesso que me faz alguma confusao o facto de ficares tao melindrada com esses poucos comentários (de anónimos, ainda por cima) que nao sao nada no mar de seguidores do teu blog. Desculpa se estou enganada mas parece-me de certa forma criancice e birra agora dares nesta atitude de ameacar acabar com o blog quando sabes que há tanta gente que te le e que fica triste com a ideia do blog acabar. E tudo só por causa de uns comentários anónimos, que aliás acredito que todos os blogs recebem uma vez por outra. A decisao de continuar ou nao é tua, mas a decidir nao continuar, pelo menos dá uma razao do tipo "nao tenho vontade de continuar a escrever" ou "nao tenho tempo" ou "sinto que manter um blog já nao faz sentido para mim". Agora isto (a birra, o melindre, a frescura....." ai que eu gosto tanto de escrever no blog, mas os anónimos sao tao maus e por isso parece-me que vai deixar de haver blog") nao condiz muito com a tua idade e faz-me (a mim e quiçá a muitos mais) indagar da tua maturidade.

    ResponderEliminar
  27. Anne, se gostas de escrever aqui só deves continuar. Deixa os anónimos, eles vão sempre existir. Comentários negativos, nem os aceites pois não merecem tempo de antena e assim não se gera discussão. são ignorados e perdem-se no buraco negro da blogosfera para todo o sempre. Depois, hão-de cansar-se e deixam-se disso. Continua a escrever sobre o que te apetece! :)

    ResponderEliminar
  28. Olá Anne,

    não tenho o hábito de comentar e não me vou alongar muito porque já devem ter dito muita coisa nos comentários já publicados. Mas se te dá tanto gosto de escrever, e se a única chatice são mesmo os comentários de anónimos, porque não retiras os comentários do blog e continuas a escrever publicamente o que te apetece :)?

    Sou da opinião de que quando as coisas ou as pessoas despertam em nós sentimentos menos positivos devemos cortar o mal pela raíz e pronto. Não tem mal nenhum, não temos mesmo de gostar nem de lidar com toda a gente :) Mas deixar de fazer o que gostamos por causa disso acho que não é solução.

    Beijinhos
    Lulu

    ResponderEliminar
  29. Olá Anne,
    não costumo comentar mas acompanho o blog há muito tempo. Hoje tenho que comentar, repense na ideia, que não gosta não lê e nós que gostamos ficamos privados da sua escrita. Obrigada Ana

    ResponderEliminar
  30. Olá Anne
    confesso que já estava a ficar preocupada que alguma coisa de grave tivesse acontecido, fiquei muito contente que tenha sido apenas apenas por um comentário maldoso.Acompanho vários blogues e isso acaba sempre por acontecer (pessoas amarguradas mal resolvidas que vem para a net destilar veneno) não ligues Anne, continua com a tua escrita, já ri já chorei, e faz-me bem vir aqui. um beijinho

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig