22 julho 2015

Em que é que ficamos, senhores?

Pois que aqui a menina está a preparar um mega post com tooodas as compras que fez nestes saldos na esperança de que possa ajudar muita gente a fazer bons negócios como os que eu fiz com (quase) tudo a 50% de desconto ou mais (que isto sim, pessoas, são saldos como devem ser). E se é verdade que nos últimos saldos fui uma santa e não comprei (quase) nada - sim, que isto de preparar um casamento não nos deixa com muito tempo (e dinheiro) disponível para esbanjar - nestes saldos a coisa correu muitíssimo bem e não fui nada contida. 

Mas como já sei o que a casa gasta e sei que mal espete com uma qualquer compra aqui e diga quanto custou surgirão leitores indignados e de dedo em riste a dizer que este blog só fala de euros, de quanto custou isto ou aquilo, que é uma vergonha e rebeubeu pardais ao ninho... Decidi que vocês escolhem. Quando eu publico alguma compra e não partilho o preço, invariavelmente o primeiro comentário que recebo é: "quanto é que custou?" e lá voltamos ao mesmo. É ou não é para uma pessoa ficar confusa? Eu cá acho que sim.

Quanto a mim não tenho qualquer pudor em publicar o preço das coisas que compro, a bem dizer, não as roubei, não cometi nenhum ato ilícito e trabalho honestamente para usufruir do que tenho. Posto isto, não compreendo o circo que se arma de cada vez que menciono quanto custou algo. Enfim, vocês lá saberão. Para mim é indiferente falar no preço das coisas mas enquanto leitora de outros blogs, adoro saber o preço de tudo (principalmente quando gosto de algo que publicam e pretendo comprar - assim já sei ao que vou) e acho que essa partilha é interessante, principalmente em altura de saldos... Por vezes fazemos um ou outro achado mesmo fantástico (tipo, com 70% ou mais de desconto) e queremos mesmo partilhar com alguém (eu já fiz óptimas compras inspirada em posts destes) mas fica ao vosso critério. 

Partilho os preços ou nem por isso? Vá, aproveitem que eu hoje estou numa de instaurar a democracia por estas bandas...

SHARE:

47 comentários

  1. É claro que queremos a partilha de preços, ora! Se publicas algo que eu gosto, é óbvio que vou querer saber o preço para decidir se tenho ou não condições de adquirir aquilo. Quem não gosta de saber preços por não ter condições de comprar é simplesmente parvo. Ou então quer fazer como a avestruz e enterrar a cabeça na areia, do género "eu não posso comprar então ninguém mais compra nada". É estúpido! Continua a partilhar as tuas comprinhas!

    ResponderEliminar
  2. É óbvio que sim, já fiz excelentes compras baseada nas tuas dicas :)

    ResponderEliminar
  3. olá... sim partilha, por favor, preço e loja onde compraste.... quem não quer saber tem bom remédio, não venha ao blogue.... não há paciencia!!!

    ResponderEliminar
  4. PARTILHA Anne! Please.
    Só nos está a facilitar o trabalho. Já viu o que é, eu gostar de uma peça que coloca aqui e ir toda contente à loja comprar, mas quando chego lá o preço espanta me logo para fora do loja?! Foi tempo perdido e uma grande desilusão.
    Por isso, partilha tudo, preço, lojas, descontos...

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Oh Anne, publique os preços, se quiser :) Aqueles que discordem, que fiquem na deles, que já não posso com moralismos relativamente ao que é empregue o dinheiro dos outros. Cada um faz as compras que quer: quer seja para se aculturar, por mais bonita ou personalizar um espaço :) Eu cá não me inibo de fazer compras, ainda que vá contra o apregoar da necessidade de ser humilde que anda pra aí.beijinho

    ResponderEliminar
  6. Já escrevi sobre este assunto. Se não publico perguntam quanto custa. Se publico sou insultada por gastar o MEU dinheiro em algo que EU quero ou preciso... Continua a publicar se achas que isso faz sentido (como eu e muitas outras pessoas também fazem) :) Vai sempre haver alguém indignado com o dinheiro dos outros mas isso não implica que seja errado dar essas dicas :)

    ResponderEliminar
  7. Com preços, por favor. Concordo na íntegra com o raciocínio.

    Obrigada! :)

    ResponderEliminar
  8. Who cares? Se ainda fossem coisas que interessassem a alguém, agora, para ver tralha de 5a categoria, é-me indiferente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ó amiga, eu bem queria a tralha que a Anne compra: Pandora, Michael Kors, Longchamp... podem vir cá parar a casa, que eu não sou esquisita.

      Eliminar
    2. Eu, por acaso, sou "esquisita" (chamo-lhe bom gosto, vá). Detesto essas marcas e a correspondente tralha que vendem :) overpriced, a "armar à fina", sem o correspondente gosto e qualidade que seriam exigíveis. Posso-lhe mencionar umas quantas marcas que, pelo contrário, valem bem o preço que custam, mas não as deve conhecer.

      Eliminar
  9. Aqui a grande questão, cara Anne, é o seu ar de superioridade quando cita quanto gastou nisto ou naquilo. É o ar de gozo com quem infelizmente não pode dispor deste montante para andar a esbanjar, como bem o dizes no teu post. Infelizmente, muita gente anda no desemprego e não tem dinheiro sequer para o básico como comer ou ter luz em casa... e tu sentes-te feliz por poderes pagar 400€ numa mala da MK. São prioridades, é verdade, mas as tuas andam um bocadinho trocadas.

    Achas que és merecedora da vida que levas? Tiveste foi a sorte de casares com um gajo cheio do papel, caso contrário estavas mas era caladinha. Empregada em casa, carro novo, viagens para aqui e para acolá, compras de luxo, seguro de saúde, viagens de avião para todo o lado, casa decorada com móveis de design... em que mundo é que vives? A sério, tens noção da realidade circundante? Duvido...

    Pá, queres espetar aqui com preços, espeta. Mas fica ciente de que vais incomodar muita gente que faz muitos sacrifícios e esforços na vida e não consegue sair da cepa torta. Ao contrário de ti, que tiveste a sorte de nascer em berço de ouro e basta fazer "olhinhos" ao marido para conseguir tudo o que queres. Ironias desta vida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fale assim, que ela lutou, ela veio da favela, a família vivia toda num t1... lol. A mãe pode ter passado por dificuldade e ter singrado na via, agora, a filhinha, estuda um curso que só dá para o desemprego ou estágios mal pagos no IEFP, mas arranja tacho na empresa da mamã e marido informático rico a ganhar pastel valente, tem dó. Mas é super batalhadora, super merecedora, super apreciadora de tudo o que tem! E depois menciona as 4 MKs que tem (mesmo à novo rico, que toda a gente que é "bem" e não apenas aparenta ser foge dessa marca, que só se tornou famosa com o Project Runway... mas isto deve ser a minha extrema inveja a falar).

      Eliminar
    2. Quando mal têm dinheiro para o básico como comida ou luz, mas depois há dinheiro para ter internet em casa, e por conseguinte, andar de blog em blog a criticar sobre aquilo que os outros gastam, não deixa de ser irónico. Já agora, é frequente neste blog virem acusar a Anne de ter arranjado um marido rico (ainda que já tenha dado para perceber que ela e a mãe são empresárias e que têm vindo a crescer, mas não, acham que é tudo graças ao marido enfim), assim sendo, porque não fazem o mesmo? Arranjem alguém com dinheiro, pode ser que assim vos passe o azedume.

      Eliminar
    3. Comentário invejoso e completamente ressabiado. Isso é coisa de gente infeliz. E gente má.

      Isa.

      Eliminar
    4. Incrível como se esconde por detrás da internet para vir aqui destilar tão más vibrações de quem não tem uma vida feliz e não é capaz de apreciar a felicidade alheia;
      Incrível como considera a Anne uma pessoa tão vil e continua a acompanhar o seu blog (sabendo que a qualquer momento poderá ficar exposta a mais uma das suas "futilidades";
      Incrível como tudo aquilo que tem em falta na sua vida a torna uma pessoa azeda;
      Incrível como um pessoa mal amada se torna naquilo que você demonstra ser com o seu comentário.
      Faça mais por si e pela sua vida. Boas vibrações, bons pensamentos atraem coisas boas. Pense nisso e procure ajuda.

      Eliminar
    5. A sério Lucia e Anonimo das 14:30? Que eu saiba desde que o mundo é mundo sempre houve e vai continuar a haver ricos. pobres e remediados....com isso cada um gasta o que pode e o que tem no que precisa e quer. Não é porque uma pessoa não tem dinheiro para comer ou pagar a luz que quem tem dinheiro tem que deixar de comprar o que quer. Eu se tivesse dinheiro também gostava de fazer e comprar muitas coisas que não faço nem compro, mas nem por isso acho que quem tem não o deve gastar. Equanto à proveniencia do dinheiro desde que não seja roubado ou de negócios ilicitos cada um que se meta na sua vida e governe a sua casa.

      Eliminar
    6. Só não percebo uma coisa, mas essa gente "incomodada", e a viver tão m,al, têm dinheiro para pagar a Net???????????????????????????????????????????? Mas se passam tãaaaaaaaaaaaaaaao mal, não é suposto ter prioridades??????????????????????????? MENOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Eliminar
    7. Concordo Anne, devias era começar a partilhar fotos do cabaz que vais buscar ao banco alimentar, de ti na fila da segurança social a pedir rendimento minimo, e a descrever o canto onde pedes esmolas, se calhar assim as senhoras ficavam menos incomodadas...
      Sra. D. Lucia e Exmo anónimo, quando a Anne andar a pagar as compras com o vosso dinheiro, reclamem à vontade, até lá, como se diz na minha terra, vão-se f@d&r

      PS.: Anne peço desculpa pela vulgaridade, mas não me contive
      Beijos

      Eliminar
    8. Credo! O anónimo das 18:44 está mesmo chateado... Não peça desculpa só pela vulgaridade. Todo o comentário merece um pedido de desculpas! A começar pelo desdém que tem pelas pessoas que são forçadas a ir buscar comida ao banco alimentar ou obrigadas a pedir ajuda na segurança social. Que ridículo. Há coisas com muito mais valor do que encher a casa de tralha. Mas tem razão, as pessoas ficavam menos incomodadas se vissem posts da Anne a fazer algo útil. Há uma blogger que mesmo desempregada apadrinhou um animal no canil. Há outras tantas que fazem voluntariado. Depois há as outras, que fazem escândalo por ter de pagar nas finanças pela própria falta de responsabilidade ou que pedincham borlas no OLX e depois vêm para aqui mostrar as malas de 400€ e os saldos que mesmo a metade do preço devem ter custado os olhos da cara...

      O que incomoda nem é o que a Anne faz com o dinheiro, mas sim o que não faz e podia fazer.

      Este post também era desnecessário, há imensas bloggers a mostrar diariamente o que compram, mas fazem-no sem tanta "mania de grandeza".

      Eliminar
    9. O que cada um faz com o dinheiro que tem, e obteve de forma HONESTA, só a ele lhe diz respeito. Ora eu só conheço a Anne através do que ela publica na net por isso não vou fazer juízos de valor á la bloco de esquerda simplesmente porque, isso é desrespeitar a Anne que, enquanto cidadã de portugal tem direito a sua privacidade e de optar sobre a forma que escolhe para conduzir a sua vida desde que não prejudique terceiros, direitos estes que estão bem expressos na constituição da republica portuguesa. Quanto a si que faz despudoradamente considerações sobre vidas alheias tenho um conselho, vá ali á drogaria da esquina, sim aquela onde só vendem produtos nacionais como no tempo da outra senhora e compre sabão macaco, lave a língua sempre que tiver o impulso de falar da vida de terceiros, seja a vizinha da esquina, eu a Anne ou outra pessoa qualquer. Alegre-se se a ditadura alguma vez voltar, tem emprego garantido, de certeza que a policia politica não a deixa escapar.Percebe o ridículo a mesquinhes do seu comentário e outros que se seguiram, espero que sim!

      Maria do Rosário

      Eliminar
    10. E sim ponha os preços que queremos ir ás compras, foi graças a si que passei a usar meias da Primark e a ir à feira do relógio comer pastel de vento se isto não é proletário não sei o que será?

      Eliminar
    11. Venho por este meio dizer que a d.Lúcia que escreveu este comentário não é a mesma Lúcia que a autora do blog detesta por não concordar com 90% do que escreve.Para que não haja confusões,d.Anne,há mais Marias na terra e só venho esclarecer que aqui,jamais darei a minha opinião.Aprendi a lição com o post da publicidade nos blogs.

      Eliminar
  10. Sinceramente acho que no teu blogue tens o direito de fazer o que bem entendes. Não estás a insultar ninguém directamente ao colocares os preços e quem se sentir insultado ou melindrado pelo simples facto de haver pessoas com um poder de compra superior, pura e simplesmente pode deixar de visitar o teu blogue e o de tantas outras pessoas. Ao contrário do que muitas vezes se vê/lê por aí, o que nos mostras é comprado com o teu dinheiro e não oferecido pelas marcas, pelo que acho que tens toda a legitimidade para falar das tuas compras. Eu não tenho o teu poder de compra (embora gostasse), mas adoro uma bela pechincha (tal como tu ;-) e não fico minimamente incomodada por poderes comprar malas de 400€. Cada um tem a vida que tem, se alguém quer ficar furioso, que o fique com os governantes. Para além disso, que eu saiba, já tinhas poder de compra antes de te casares. Por isso, abre lá os teus saquinhos e mostra essas etiquetas ;-) P.S. - Deixaste de actualizar a página de Facebook? Para quem te quer ler (eu incluída) seria bom que através de lá conseguíssemos saber quando tens uns post novo. Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Partilha para podermos ter uma noção do que realmente baixam os preços nos saldos. Quanto ao resto, a vida é tua, o dinheiro é teu, por isso tú gastas-o como bem entenderes e no que quiseres. No dia que fores pedir dinheiro emprestado a algum desses comentadores para ires às compras é que te deves importar com o que dizem...

    ResponderEliminar
  12. Partilha o valor! Já fiz boas compras graças aos teus posts!

    =)

    Susana

    ResponderEliminar
  13. Concordo em absoluto que diga o preço!!!! E o Carnaval que fazem, só tem um nome "INVEJA""!!!!!

    ResponderEliminar
  14. Qual inveja qual quê.
    A mulher é uma mundana que prefere despedir a empregada e chorar as dívidas de irs e vai gastar centenas de euros em viagens carteiras etc
    Nunca vi pessoa tão superficial egoista

    ResponderEliminar
  15. Sinceramente Anne, se te incomoda tanto que algumas leitoras do blog pensem que vieste para Portugal para arranjar um gajo rico e viveres à custa dele porque fazes estes tipo de posts tão, como alguém acima já mencionou, arrogantes?

    Se calhar incomodavas muito menos se tentasses com o blog ajudar essas mesmas pessoas a perceber o que fizeste para teres assim tanto sucesso e ganhares tão bem num país em que a renda de uma casa é quase tão cara como o ordenado mínimo, que é o ordenado da maioria dos portugueses. Eu gostava mesmo de perceber como é que um estrangeiro que no seu próprio país vivia nas favelas chega aqui e arrasa.

    Também não percebo porque viviam tão mal no Brasil se (supostamente) o teu pai é riquíssimo e está a construir impérios para ti e para o teu irmão.

    Talvez seja por tão depressa mostrares as centenas de euros que gastas semanalmente e à mesma velocidade dizeres que sempre passaste por muitas dificuldades blá blá blá, que tanta gente se sente incomodada. És muito inconstante. Se achas que não deves justificação a ninguém então qual o motivo para colocar preços? Será para mostrares que tens dinheiro? Mesmo quando sabes que a maioria acha que esse dinheiro vem do teu marido...

    ResponderEliminar
  16. Acho que deve partilhar os valores das compras.Quem se sentir assim tão incomodado, é muito fácil, não lê!

    ResponderEliminar
  17. Olá. Acho que deves de fazer o que entenderes,o blog é teu ,por isso quem não gosta não lê.... Eu pessoalmente gosto de saber os preços e onde se compram as coisas,mas já sabes,vai sempre haver alguém aziado com as tuas compras loooool

    ResponderEliminar
  18. Ana, o marido oferece-lhe uma bolsa de 400E e na mesma semana compra outra em saldos da mesma marca. Ou seja numa semana, gastou 650€ em 2 bolsas. Too much!
    eu não faria isso ao meu marido, mas isso sou eu, que sou consciente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas depois é porque a prioridade é viajar e poupar, agora estava muito empenhada no depósito a prazo... nada faz sentido. Eu juro que gostava de perceber qual o gosto de estar a encher a casa de tralha, é sempre mais um jogo de cama, um móvel, uma carteira, roupa, acessórios... e não, não é inveja :) sou a favor do minimalismo com uma exceção ou outra para uma vaidade.

      Eliminar
    2. Segundo a Ana sobre a Speedy:

      "o marido ia tendo uma apoplexia quando lhe falei da mala e fiz olhinhos de Bambi. perguntou-me se a mala era feita com couro de búfalo que cresce nos pastos verdejantes da Noruega (ahaha) e costurada com linhas de algodão egípcio. Não é bem isso, mas anda lá perto. Agora está mais habituado à ideia e já encara a compra da mala com resignação, embora não deixe de resmungar que é um desperdício de dinheiro...]"

      Não sei o que lhe diga...O seu marido é mesmo um bambi! Realmente, há mulheres que só estão bem as estourar o dinheiro do marido. Mas se sair do seu bolso, já lhe custa, não é? Típico de certas mulheres!

      Eliminar
    3. Não esquecer que, na mesma semana, enfeirou mais uns 150e em quinquilharia da Pandora ahah.

      Eliminar
    4. Fico incrédula juro. Tanta inveja que esta gente tem. Quem dera a muitas arranjar marido, quanto mais arranjar um marido "rico", como muitas de vocês (aposto) solteironas dizem ser o companheiro da Anne.
      Acho triste acusarem a Anne de gastar 650eur em duas bolsas, quando se calhar quem a acusa tem o nome no livro de calotes na mercearia do bairro, pois o dinheiro estoura-o em cigarros.
      Atinem-se pa. É que vocês são pobres duas vezes, de carteira, e de espirito. Querem uma vida de "nova rica", trabalhem para isso, saiam da zona de conforto e deixem a mama que é a S.S.
      "Aii que tenho de receber da S.S , tenho tantas dificuldades" , mas depois, todos em casa tem um smartphone, internet, tv. cabo, unhas de gel e o cigarro não pode faltar.
      Tristes!!

      Eliminar
    5. Wtf? Vanessa, a sério que é esse o perfil que achas que quem comenta aqui tem? Olha, eu trabalho desde que acabei o curso (há 5 anos), ganho o triplo do salário mínimo, o meu namorado, com quem vivo, a mesma coisa e não me considero rica, nem esbanjo o que ganho em gastos fúteis como a Anne (que parece não saber falar outra coisa que de dinheiro). O que chateia aqui é ela dar uma de "pobre que sabe o que é a vida", quando essa não é a realidade dela, dar um ar de quem anda sempre atrás de pechinchas e de poupar, quando depois esturra quase 1000€ numa semana em mais tralha do que já tem e ainda vem aqui questionar se deve falar de preços e do que comprou. Parece aquelas típicas novas ricas que esbanjam o dela e o do marido e que têm de receber prendinhas por cada coisa gira que avistam numa montra, com necessidade de gabar o que tem. E não é inveja, acredite, se eu quisesse comprar MKs e Pandoras comprava (com o meu dinheiro, que pouparia para o efeito, não com o do meu marido), simplesmente acho gastos fúteis e nem são marcas nada de jeito!

      Eliminar
    6. Vanessa, não sei com que pessoas se relaciona mas eu trabalho, compro as minhas coisas, não devo dinheiro e não fumo. Sou uma privilegiada, venho de uma família que sempre me mimou e tenho um marido que me estraga com mimos, é verdade! Não tenho motivos para ter inveja da Ana, nadinha! Mas não faço olhinhos de bambi para ter o que quer que seja!

      Eliminar
    7. Ó gente, mas o dinheiro é vosso? Mas que raio de mentalidadezinha! Se as pessoas não comprarem (quem pode, é claro!) as fábricas não precisam de produzir mais e fecham; os estabelecimentos comerciais não vendem e fecham e lá vão mais uns milhares engrossar as fileiras do desemprego que depois todos pagamos. Ganhem juízo e bons princípios. "Não cobiçarás as posses dos outros"! Apre!

      Eliminar
  19. E quando são as revistas a publicarem "Preço sob consulta"?... que raiva! Enfim, no outro dia num post do Blog da Carlota sobre o Estee Lauder Advanced Night Repair foi cá um secretismo sobre preço do produto. A autora não divulgou o preço, uma leitora perguntou e as respostas de outros leitoras foram só "é muito caro", "é dispendioso para a carteira das portuguesas", "há mais baratos". LOL a mulher queria saber o preço caramba e estas tipas pelas respostas que davam sabiam quanto custava e não diziam!

    ResponderEliminar
  20. Minha querida faça o que entender! Porque é que ainda te dás ao trabalho com o que os outros dizem? Se não gostam vão visitar o blog da vizinha ahah.
    Coloca com preço! Se compraste é porque trabalhaste para isso, e verdade seja dita, adoramos umas boas promoções :p
    Beijinhos! Continua em força com este blog que acompanho religiosamente!

    ResponderEliminar
  21. É claro que deve fazer o que achar melhor. É a primeira vez que comento e devo-te dizer que gosto muito das compras que faz e dos alertas que vai publicando. Por mim, publicar o preço era um extra (e por vezes só mesmo por curiosidade). As pessoas são ressabiadas e não conseguem interiorizar que a vida é assim, uns vivem melhores, outros piores. Se é porque o pai é rico, ou o marido, ou a avó, who cares?! Se o dinheiro vier de forma honesta, sou completamente a favor que façam com ele o que quiserem, independentemente se eu o fazia ou não. Acho que deve continuar a colocar aqui tudo o que faz mais extravagante e ignorar quem não aceita essas extravagâncias e a acusa de tal. Já há uns bons anos que a sigo anonimamente e, acredite, em algum momento achei que a Anne estava a ser arrogante, convencida ou manienta! E sim, muitas vezes achei certas coisas excessivas, mas é a sua vida e a Anne é que decide :) e que continue assim!

    ResponderEliminar
  22. Anne, realmente eu acho que a lógica de partilharmos as compras e os achados que fazemos é a mesma que você diz: outras pessoas saberem para, se lhes interessar, poderem aproveitar também. Para mim um aspeto determinante do interessar-me ou não pelo artigo ou pela oportunidade é o preço por isso para mim faz sentido partilhá-lo (pessoalmente e quando leio outra pessoa). Mas isto é para mim, cada um decide quanto a si. Mas segundo entendi vc também acha isso. Não deixe de fazer o que lhe apraz porque há quem critique. É chato, é verdade mas haverá SEMPRE quem critique, façamos o que fizermos.
    Bjos

    ResponderEliminar
  23. partilha o preço sim ! quem estiver mal que se mude e compre Nivea para a dor de cotovelo ;)

    ResponderEliminar
  24. Partilha sim, ora essa! Quem não gostar, que feche os olhos e vá ler blogs de outras freguesias.

    Eu não sou rica, tenho os meus problemas como toda gente, ficaria muito melhor se ganhasse mais $$$ do que o que ganho, e obviamente q não posso comprar muita coisa que vejo nos blogs, mas não é por isso que fico toda invejosa e a ofender as pessoas que têm posses e podem comprar aquilo que eu não posso!

    Se as pessoas ganham o seu dinheiro honestamente, quem sou eu para dizer onde elas devem gastar o dinheiro delas? Nós viemos a este mundo para sermos felizes (o q quer q isso signifique para cada um de nós), e eu penso que se tivermos as nossas necessidades básicas garantidas, qual o mal em gastarmos do NOSSO dinheiro para um luxo ou outro?

    Eu ganho pouco, e gosto de ajudar outras pessoas, mas independentemente do que ganho, não tenho a obrigação de trabalhar e sustentar outras pessoas só porque "há gente + pobre do que eu q pode ficar triste por não poder comprar". Há montes de blogs, para diferentes carteiras,se as pessoas não se identificam com o estilo de vida ou simplesmente não gostam de ler certas coisas, ou deixam de ler o blog (para o bem da sanidade mental delas) ou aprendem a lidar que nem todos somos iguais e que a Anna não deve mudar a vida dela ou o estilo do blog para os agradar.

    As pessoas ganham mais se estiverem focadas na sua vida e nos seus problemas, do que se estiverem focados na vida dos outros e a critica-los.

    Força anne, e não pares de postar! =) beijinho

    ResponderEliminar
  25. Ficamos no: faz como quiseres, já que o blog é teu. Vai sempre haver quem fique contente e quem encontre algo a apontar, qualquer blogger sabe isso.

    ResponderEliminar
  26. Não entendo tanta gente que te odeia porque mostras aquilo ou aquilo outro, mas depois sabem tudo que já compras-te e tens...Se não gostam não leiam. Pelos vistos gostam de ler para se revoltarem xD

    Mad world

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig