19 agosto 2015

Inspira, expira, inspira, expira...

Isto está a ser pior do que eu pensava... Estou a terminar de arrumar as malas e até já me sentei em cima da dita cuja, mas não consegui fazer com que se fechasse. Nada que eu já não soubesse, Ibiza desgraçou-me completamente no que toca à acessórios e roupa. É tudo tão diferente do que se vê em em Lisboa, tudo tão naquele estilo boho que eu amo, marcas que nunca vi em Portugal, coisas tão inovadoras (como a O Bag - marca italiana da designer Magenta Emanuele com uma série de mix-and-match de opções para criarmos malas à nossa escolha - tudo personalizado: alças, fundo, cores, materiais... fiquei maluca!).


E como por cá está tudo em rebajas, torna-se ainda mais difícil resistir ao quer que seja. Por exemplo, um chapéu Oriental Panamá (que eu namorava há tempos) com 50% de desconto... já o tinha visto em Lisboa no El Corte Inglés mas a vendedora disse-me que a marca nunca fazia saldos. Pelos vistos faz (e dos bons!). 

Em relação à roupa, foi a única coisa que achei realmente cara por cá. Como não há shopping em Ibiza (o que acho óptimo, porque as pessoas super valorizam o comércio tradicional de rua), as roupas mais giras estão nas lojas típicas, onde tudo é feito à mão, o algodão é realmente macio (100% bio), são produzidas cá na nas Baleares e vendo por esse ponto, não é nenhuma exorbitância (túnicas entre 60€ e 120€). Nota-se a qualidade, o design único e sempre é uma recordação de Ibiza :)  É claro que também existe Zara, Mango, Stradivarius e afins mas penso que ninguém sai de Portugal para comprar o mesmo que há ao pé de casa, digo eu. Bom e agora vou ali tentar fazer rolinhos com a roupa e apertar o máximo que consigo a ver se é desta que a mala fecha.

(tive que me controloar para não desatar a comprar apenas peças em branco - afinal, o verão está mesmo a acabar - e optei pelos beges e cores mais neutras já a pensar no Outono)

SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig