19 novembro 2015

Vidas tão tristes...

O que será que se passa na cabeça de uma pessoa para vir para um blog que aparentemente detesta, destilar comentários da treta? Acho que isto dava até uma tese de mestrado, confesso que fico curiosa para entender o que está por detrás destes comentários. Fico sempre a imaginar uma pessoa triste, frustrada com a vidinha que leva, sem grandes emoções, sem grandes aventuras... "ah, não tenho mesmo nada de bom para fazer, tenho muito tempinho livre, deixa-me cá ver se consigo irritar esta fulana que acha que é feliz..

Ooops, lamento informar que: só me consegue deixar com um sorriso nos lábios. Aquele sorriso de superioridade, sabe? Aquela certeza de que somos tão melhores, tão acima destas coisas pequenas... só me dá para rir. Divirto-me a carregar no botão DELETE e, como que por magia, toda a estupidez desaparece para sempre no lixo cibernético. É triste, profundamente triste, que certas pessoas precisem de criticar e encontrar defeito nos outros para sentirem-se um bocadinho melhor. Que vidinha de merda, a desta gente. 

(é muito amor, não acham? A pessoa dar-se ao trabalho de comentar de minuto a minuto, sempre em modo anónimo - como se eu não soubesse quem é a ave rara - e seeempre para criticar e ofender.)


Desta vez a querida anónima recebeu 'tempo de antena' mas informo já que foi a última vez. Os próximos comentários amorosos terão unicamente o destino que merecem: o lixo.

Beijinho (no ombro) para si, xuxu!

SHARE:
© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig