23 março 2016

Sharing love ❤

Criei este blog em Fevereiro de 2011, ou seja, há mais de cinco anos. Antes dele já tinha sido 'colunista' de um famoso blog brasileiro (que existe até hoje) sobre beleza e comportamento feminino. Estive três anos neste primeiro blog e antes dele já andava por estas bandas cibernéticas (quem é que se lembra do extinto 'fotolog'? eu era viciada!). Tudo isto para dizer que desde cedo percebi que quem se mete nisto da internet e da partilha de experiências virtual sabe que vai receber críticas, vai ouvir/ler muita coisinha desagradável, enfim, faz parte da brincadeira e nunca foi coisa que me tirasse o sono.

Nisto das críticas e dos anónimos de plantão, até me considero uma sortuda por que não recebo esse feedback com frequência (aliás, até acho que o meu anónimo(a) de estimação descobriu qualquer coisa mais gira para fazer da sua vidinha - não, não estou a reclamar, mantém-te assim) e quando recebo e percebo que o intuito daquele comentário é só mesmo me chatear ou perguntar coisas irrelevantes (por exemplo: quanto é que recebo de ordenado ou quantas vezes faço sexo com o meu marido para mantê-lo 'interessado' em mim ahahaha - juro!) simplesmente elimino e sigo o meu caminho.

Prefiro recordar das pessoas maravilhosas com quem tenho tido o prazer de me cruzar nessa blogosfera, dos amigos que entretanto fiz, das coisas que aprendi e claro, dos emails queridos que todos os dias me chegam através do blog. Pessoas que não conheço de lado algum mas que sentiram uma qualquer empatia comigo e muitas vezes escrevem-me apenas para dizer que descobriram o blog há pouco tempo, que adoram a forma como eu escrevo, que identificam-se imenso comigo e coisas assim do género. Respondo sempre a todos os emails (ontem estive até 1h e picos da manhã a responder emails tão distintos como: dúvidas sobre seguros de saúde e qual escolher, conselhos sobre o cronograma capilar e até dicas de uma viagem ao México - e ainda há quem chame este blog de fútil, não há justiça, tsc tsc tsc)

Ontem recebi um mail destes, todo especial, de uma leitora que nunca vi mas que soube ser tão querida, tão sensível e amorosa que fez o meu dia (um beijinho, Maria!). Pensar que alguém que só me conhece de um écrã de computador possa ter pedido minutos do seu dia a escrever-me um mail tão carinhosor, sem esperar nada em troca... é muito amor, minha gentxi! Gosto cada vez mais disto, apesar dos anónimos maluquinhos, o lado bom vencerá sempre. O amor vence sempre, não é isso que nos ensinam desde pequeninas? Eu cá acho que vence mesmo!





(aproveito para avisar que respondi a toooodos os emails que tinha pendentes e caso alguém não tenha recebido resposta, provavelmente o email terá ido parar noutro lado pelo que se quiserem reenviar (contacto@agarotadeipanema.com), prometo responder tão breve quanto possível)
SHARE:

3 comentários

  1. Olha eu sou uma daquelas leitoras que acha que te conhece há anos! E nunca te vi!LOL
    Espero que continues por aqui! Um beijinho enorme! :)

    ResponderEliminar
  2. Este é o meu blog preferido e só tenho pena que não escrevas mais vezes. ;) *

    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns :) e que continues por cá (blog) por muitas mais anos!

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig