12 maio 2016

Sob o sol da Toscana...

Eu sei, eu seeeei. Este blog está quase a tornar-se um blog de viagens mas compreendam: este é o meu último ano na casa dos «20» e o próximo ano provavelmente meterá fraldas, chuchas e biberões ao barulho (salvem-me!) pelo que quero gastar os cartuchos das viagens enquanto posso. Por isso, daqui a exactamente um mês, lá vamos nós curtir uns dias de férias em Itália para matar saudades desse país que nunca me cansa. Acho que é dos poucos sítios que merecem uma visita "de norte a sul". Já tenho saudades :)


Nesta viagem vamos explorar: Vaticano (só assim porque ainda não vi nenhuma missa com o Papa Francisco e mesmo sendo evangélica, acho um é dos papas mais queridos e sensatos de sempre), Siena, Florença, Pisa, Veneza e as Cinqueterre (que me ficaram atravessadas desde a viagem ao Mónaco, no ano passado - não deu mesmo para ir e fiquei mortinha de vontade). Vamos tentar fazer tudo isso em 9 dias (mas aposto que pelo meio ainda vou querer enfiar uma ou outra cidadezinha). Só posso ter sido italiana noutra vida, adoooro tudo o que seja relacionado com o país!

E depois dessa viagem declaro oficialmente encerrada a época das "férias aqui pertinho" (Marrocos e Itália estão mesmo aqui ao lado) e começo a preparar-me para os (temíveis) vôos intercontinentais que me esperam depois do verão. Me-do!

(se tiverem dicas para fornecer, serão todas muito bem-vindas. Especialmente no que toca às Cinqueterre e a Veneza - as cidades que ainda não conheço!)

SHARE:

4 comentários

  1. Já fiz este tour! Menos Cinqueterre por que já não dava mesmo tempo.
    Quando estive em Veneza aproveitei para dar uma paradinha em Padova (Pádua, a do Santo António de Lisboa), coisa de 2 horitas, e Verona, onde estive no balcão da casa da Julieta, que apesar de ser fake é daquelas coisas que temos mesmo que ver de perto, a parede de declarações de amor coladas com chiclete (nojo!) também vale uma olhada.
    Cuidado com os gondoleiros, os caras são marrentos. Alguns topam negociar, dependendo do dia e do humor, mas fique a saber que as rotas feitas por eles são pré estabelecidas e não adianta ele jurar que vai passar sob a ponte dos suspiros porque se não fizer parte do roteiro dele, ele não pode passar lá. O melhor é ir lá perto e verificar quais os que passam ou não. O preço também pode variar se o passeio for de dia ou de noite, e vc ainda pode dar a sorte de pegar um gondoleiro cantor! Mesmo que seja um mau cantor, ainda assim é belíssimo!!!
    Quando fores ao Vaticano, se fores aos Musei Vaticani o melhor a fazer é comprar um ingresso antecipado, senão são horas na fila. Vê aqui: http://www.rome-museum.com/it/musei-vaticani.php
    Eu também fui italiana em outra vida...

    Boa viagem!

    ResponderEliminar
  2. "... e mesmo sendo evangélica, acho um é dos papas mais queridos e sensatos de sempre" Oi? A sério que és evangélica? É que a jurar pelo teu penúltimo post, que mete caralhadas e filhas da puta e mais não sei quê, ninguém diria que és devota do Bispo Macedo e da IURD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos pecam de vez em quando.
      E não me venha dizer que a maioria dos que se dizem católicos não fazem igual.

      Eliminar
  3. Oh Santa Ignorância! Desde quando os evangélicos se reduzem à IURD? Aliás, nem sei se a IURD faz parte da corrente evangélica. Quanto ao "filho da puta", não comento, mas quanto às asneiras... Os evangélicos não podem dizer asneiras? Não é bonito em qualquer boca,mas não percebo esse disparate.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig