09 agosto 2016

Pelas ruas de Águeda

No regresso das mini-férias no Gerê decidimos parar em Águeda para almoçar (a ideia inicial era almoçar no Porto mas não tínhamos fome na altura, pelo que ficou para depois) e assim que a minha mãe disse-me: "podemos almoçar em Aveiro ou em Águeda, o que vocês preferem?", eu e a Vi respondemos em uníssono: Águeda! hahaha Estávamos mortinhas por conhecer a cidade dos guarda-chuvas coloridos (é claro que Águeda não é só isso, mas ficou mais conhecida ultimamente pelas ruas multicoloridas e enfeitadas).

Foi a minha primeira vez em Águeda e quando colocamos no GPS 'centro de Águeda', ele andava às voltas e mandava-nos para sítios estranhos, então decidi parar num café e perguntei à senhora que estava na porta pelo centro da cidade. A resposta matou-me: "O centro? Então, isto já é o centro. Está a ver os chapéus coloridos ali ao fundo, então, ali acabou o centro" e eu escangalhei-me toda a rir. A cidade é um ovo de pequena, mas um ovo tããão fofinho!



Por todo o lado vemos guarda-chuvas coloridos e o mais engraçado é que tiveram o cuidado de não repetirem cores iguais lado-a-lado (a Vi divertiu-se a ver se encontrava duas cores iguais em repetido ahahaha) e eles estão por toda a cidade: nas montras das lojas, nas janelas, nas varandas, uma festa! A cidade é super fotogénica, acho que tirámos perto de 50 fotos (só na hora do almoço!). Adorei!


A cidade merece mesmo uma visita no verão, enquanto está assim toda colorida e animada! Ah e por falar em visitas, assustei-me com a quantidade de estrangeiros que andavam por lá a fotografar as ruas e os chapéus: alemães, espanhóis e ingleses aos montes. Giríssimo de se ver! :)
SHARE:

9 comentários

  1. Adoro Águeda! Já lá vivi 2 anos, com o meu ex namorado e a cidade apesar de pequenina sabe receber um turista como ninguém! Foste comer em que restaurante?

    (ps: adoro o teu brinco, é recente? Gosto muito de joias com design simples e clássico como o teu). Um beijinho e não ligues aos mal dizentes... vozes de burro não chegam ao céu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Petra! Eu também achei a cidade um mimo, mas morar lá definitivamente não era para mim. Sou menina de cidades grandes, nada a fazer :)

      Não me recordo o nome do restaurante mas comi um cabrito no forno com umas batatinhas que estava de comer e chorar por mais!

      Os brincos são antigos, comprei na Parfois no ano passado mas estou seriamente tentada a mandar fazê-los em prata, adoro o formato e tenho a sorte de ter uma ourivesaria ao pé de mim que consegue 'reproduzir' os meus brincos de bijutaria em versões iguais mais em prata :) Um beijinho

      Eliminar
  2. E a mai nova vai pelo mesmo caminho, a passear-se com uma mala em pele da Bimba y Lola. Qual a necessidade que uma criança de 12 ou 13 anos tem de andar com uma mala que custa pra cima de 100€ ao lombo? Mais uma mini-consumista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que gente parva! O que é que tem a ver com isso? Pagou-a?É verdade que a Anne, por vezes, reage duma forma , vá lá, pouco simpática quando pensa que os comentários são críticas (já aconteceu comigo e limitei-me a fazer uma pergunta inocente,mesmo, até porque não tenho nada a ver com a vida dos outros) mas, peloamordasanta, tanta estupidez também é demais. Apre!

      Eliminar
    2. e, já agora, quem lhe disse que a carteira custou mais de 100 euros? Eu tenho uma B&L e custou metade disso. É, aqui na minha cidade existe um outlet da própria da marca, onde as carteiras são mais baratas que no Outlet e também da PG.(esta dica é para a Anne (óbvio que não seria para si). Apesar da resposta torta que me deu, até lhe acho graça.Talvez por ter idade para ser minha filha). Tenho algumas (vá lá 3 ou 4) que nem chegaram a 80 euros e bem giras e ainda bastante atuais (não é que isso me importe nadinha, desde que goste...)

      Eliminar
    3. Também achei disparatado a miuda já estar desde pequena a ser habituada a esse culto às marcas e ao consumismo, mas a partir do momento em que vê a mãe e a irmã a serem assim, é normal.

      Eliminar
    4. Para encurtar a conversa: a mala que a Vi usa é minha (já vos mostrei aqui: http://www.agarotadeipanema.com/2016/02/resumo-destes-saldos.html), ela começou recentemente a querer usar malas e como não tem por hábito, pediu-me esta minha para usar agora nas férias.

      Vocês gostam de ver drama em tudo, fazem um filme enorme por uma situação normalíssima: a minha irmã mais nova está de férias, não costuma usar malas e pediu-me uma mala pequenina emprestada. (lamento se não emprestei uma mala da Primark ou dos chineses, calhou de ser uma ByL, que pena!)

      ----

      Anónimo das 00:04 e 00:19: Com comentários destes calibre, de que forma vocês gostariam que eu respondesse? Pessoas que fazem um pré-julgamento por uma mera foto e que se acham no direito de criticarem uma adolescente e as suas escolhas? Devem ser as mesmas que vão para os babyblogs criticarem as criancinhas que lá aparecem (que são feias, são dentuças, são encardidas e mais não sei quê). Para tudo há limites e esta gente claramente que não tem bem assente alguns valores.

      E por vezes, à pala desta cambada, outras pessoas que até podem estar a questionar alguma coisa sem tom de crítica... acaba por ser confundida e entra no mesmo saco. Peço desculpa se a julguei mal mas por vezes fico mesmo cansada =/

      E tem toda a razão, a mala da ByL custou-me 65€ em saldos, normalmente compro-as com imensos descontos. Obrigada pelo comentário.

      Eliminar
  3. Que giras que ficam as ruas decoradas com chapéus!!

    Um beijinho,
    Sofia

    http://laprincipessa.pt/giveaway-agenda-mr-wonderful-2016-2017-339617

    ResponderEliminar
  4. A gente mesmo invejosa... Moro em Águeda (mas sou peruana), é verdade é pequena mas sempre colorida! Gostei do artigo :) obrigada. Bjs Gabriela

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig