26 dezembro 2016

Então e o Natal?

Muita comidinha boa? Encontros familiares? Prendas daquelas meeeesmo giras por baixo da árvore? Siiim? Por cá tivemos direito a tuuudo isso! Estava à espera de pior, confesso. Foi o primeiro natal sem a minha avó e apesar de termos andado a chorar pela manhã (especialmente na altura de fazer as rabanadas - era a tradição da minha velhinha), fizemos de tudo para estarmos felizes e gratos durante a consoada. Natal é tempo de festa, de celebrar, de agradecer pelo nascimento de Jesus e por tantas outras coisas...

Durante a troca de prendas, fiz questão de trocar todos os embrulhos e enfiá-los em sacos com marcas que nada tinham a ver com a prenda... O meu irmão abriu um mega saco dourado da Michael Kors (precisavam de ver a cara do gajo, pânico total!), a Vi abriu uma caixa da Nespresso (e a coitadinha nem café bebe), o meu marido recebeu a prenda num saco da Pinkie (hahahaha) e a minha mãe num saco da Primark (nada contra mas não ofereço nada a ninguém que seja da Primark, é demasiado mau. Então à minha mãe, que por norma - em conjunto com o meu marido - recebe sempre as prendas mais especiais).

Comi imenso (RIP reeducação alimentar) e cheira-me que vá a passar as próximas semanas a pão e água (espera... pão? Não, só água mesmo, dieta líquida para já!) mas é natal e só acontece uma vez por ano, temos toooodos os outros 364 dias para recuperar o estrago, não é? Recebi um exagero de prendas, como habitual, não adianta avisar a este povo que não quero mesmo nada, que não preciso de nada... a minha mãe e o meu marido estragam-me sempre. Ganhei tudo o que gosto: uma viagem, malas daquelas que nos fazem arregalar os olhinhos de amor (uma delas a minha 1ª Burberry - vocês sabem o quanto eu amo malas de qualidade, é um vício), ganhei cofrets de produtos de beleza, uma jóia exclusiva em prata que me arrancou suspiros e até... um ferro de caldeira Rowenta (tanto que refilei que queria um ferro em condições... parece que o Pai Natal (ou será a Mãe Natal?) ouviu as minhas súplicas :) Enfim, foi um dia em grande! Feliz, cheio de surpresas boas, de descobertas e de muita comidinha típica dessa época tão mágica para nós.

A última imagem é especial: são as doações que recebi a propósito do apelo que fiz por causa da Joana, a rapariga grávida de gêmeos. A doadora (anónima) teve o cuidado de separar todas as roupinhas por meses, em caixinhas - e ainda nos deu coisas essenciais como: marsúpio, biberões novos, toalhas de banho, creme de assaduras, capa para os ovinhos, mala de maternidade e tantos outros itens essenciais. Cheira-me que não vamos precisar comprar grande coisa em termos de roupinha para os bebés (em contrapartida as fraldas... por cá ainda estamos sem nada). Uma coisa de cada vez e tudo se faz :)

Grata, por muito grata por toda a ajuda que tenho recebido por parte de vocês, pessoas a quem eu nunca vi mas que tanto têm feito para que esta futura mãe tenha os seus bebés com dignidade e algum conforto. Vocês fizeram o meu natal ser muito melhor: com mais fé na humanidade e muita esperança no coração. O-B-R-I-G-A-D-A!
SHARE:

3 comentários

  1. Que linda família! Gostei da ideia de trocar os sacos!

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que foi um bom Natal! Espero que que essa futura mamã continue a ter a sorte de ser ajudada por ti e tantos outros. Feliz 2017!

    ResponderEliminar
  3. Eu não tive nenhum presente, só os que comprei para mim! Um lindo casaco preto e um cofret prada le femme! Se estou à espera que alguém tenha iniciativa de me dar presentes , estou bem lixada:-)

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig