23 março 2017

Escapadinha // Costa Nova, Ílhavo


O fim-de-semana retrasado serviu para escaparmos até a Costa Nova, numa viagem que eu já queria fazer há tempos! Decidi tudo muito em cima da hora (decidi viajar na 5ª feira, para arrumar hotel para sábado, foi a loucura). Sempre quis ficar numa daquelas casinhas típicas da Costa Nova - os palheiros - por isso a procura do hotel perfeito foi algo complicada, mas lá se fez.

A Viagem // 
De Lisboa para Ílhavo são cerca de 270km (duas horinhas de viagem - com um parada pelo meio para abastecer), estava excelente tempo pelo que a viagem decorreu numa boa. O carro do meu marido é super económico (gastámos 30€ de gasóleo em toda a viagem, acreditam?) e uma pessoa tem vontade de fazer Portugal de uma ponta a outra de carro (eu adoro road trips!). Em portagens gastamos 35€ (ouch! 17€ para ir e 17€ para voltar) e o meu marido só dizia "xiii, que roubalheira! Estamos a gastar mais de portagem do que nos custou o vôo da nossa próxima viagem..." sim, é um facto. Também acho as portagens nacionais caríssimas mas é a vidinha, se uma pessoa quer se pôr à estrada, tem que pagar e mais nada.

O Hotel//
Eu adoro hotéis diferentes e típicos, fujo um bocadinho daquilo que é mais mainstream (para desespero do meu marido). Ele estava inclinado para o Meliã Ria Hotel & SPA, em Aveiro. Eu queria a força toda ficar na Costa Nova, adoro o charme das cidades pequeninas. Como não estava a encontrar nada de jeito por lá, fiz pré-reserva no Meliã mas sempre com expectativa de vir a encontrar algo 'fofinho' na Costa Nova e um dia antes da viagem, consegui! Ficamos no Costa Nova Hotel, que tem uma localização fantástica e um design que 'imita' os antigos palheiros de riscas. Por ser uma reserva de última hora, tivemos direito a um desconto e pagamos 50€/noite, o que achei bem razoável pelo conforto, localização, pequeno-almoço buffet delicioso e todas as comodidades do hotel. Com estacionamento gratuito à porta, andamos sempre à pé e só pegamos no carro para ir a Aveiro. Adorei e recomendo!



As atracções //
A Costa Nova é super pequenina e claro, famosa pelas suas casinhas às riscas (os tais palheiros) que antigamente eram locais para guardar os utensílios da pesca e os peixes (sim, era casinhas de pescadores). Actualmente as casinhas coloridas acolhem família normais (que devem estar fartas de tanta gente a passar por ali de máquina na mão a fotografar tudo, o sítio é lindo!). A cidade fica localizada entre a ria de Aveiro e o mar.

Olha um look do dia :P Super sofisticado hahaha calções de ganga destroyed (mais velhos que eu) e camisola com folharecos (daqui), estou perdida por essa coisa dos folhos (eu sei, engorda-me 10kg mas quero lá saber, uma pessoa emagrece é para isso, para ter 'margem' de manobra e poder usar aquilo que lhe apetece, né?)

Esqueçam, eu não tenho maturidade para andar num sítio CHEIO de casas fofinhas e não desatar a fotografar TODAS que vejo... É mais forte do que eu. E estou a poupar-vos das fotografias em que estou parada em frente às portas das casas (ahahaha que tesourinho), agradeçam-me.

Fomos até a Praia da Costa Nova e quase fomos levados pela força do vento. Por um triz a Gopro não saiu a voar das mãos do meu homem, pelo que achei que a praia estava demasiado agreste para um passeio a beira mar. Mas é linda e tem um areal super extenso, quero muito voltar na altura do calor :D

A vista da varanda do nosso quarto de hotel... tão fofo! Adoro a mistura de cores nas casinhas, achei um encanto! Jantámos num sítio super light #sóquenão que deu direito a uma cena inusitada.

(eu a olhar indecisa para o menu): Hummm, acho que vou querer o salmão grelhado com salada e batata a murro.
(marido): Para mim pode ser o Bife da Casa com arroz e batata. (eu gostava taaanto de ter o metabolismo deste homem! Come que se farta e não engorda, é um escândalo!)
(eu, a falar baixinho): Mas o que eu queria mesmo era a carne de porco à alentejana... (suspiros)
A senhora que estava a apontar os pedidos não se fez de rogada:
"Atão a menina não pede a carne de porco? Atão 'bai' ficar a comer o peixe e a pensar na carne de porco? Ai ai, não pode ser... Venha daí essa carne de porco e não se fala mais nisso!", piscou-me o olho e foi para a cozinha fazer o pedido.

Eu escangalhei-me toda a rir. Que gente genuína, esta! Lambuzei-me toda com a carne de porco (ai ai, pronto, um dia não são dias) e terminei o dia feliz! Dormimos cedo porque o dia seguinte seria totalmente dedicado a Aveiro (e haja perna para andar tanto e, pior, andar de BUGA - o meu rabo dói até agora) mas isso são cenas para o próximo capítulo.
SHARE:

16 comentários

  1. Nao quero ser implicante, mas ja sendo :) , que tal substituir "fim-de-semana retrasado" por "fim-de-semana passado" (em PT utiliza-se o "retrasado" mais para indicar comida fora do prazo) e "transcorreu" por "decorreu"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é nada implicante, eu gosto sempre de aprender :D

      Utilizei o fim-de-semana retrasado porque não foi no fim de semana passado, mas no anterior a este (ou seja, foi a 15 dias). Aprendi que nestes casos utilizava-se a palavra 'retrasado' mas posso estar enganada. Isto de ter sido alfabetizada no Brasil dá direito a todo um mundo de palavras 'estranhas' :D

      Já substituí o 'transcorreu' para decorreu. Obrigada!

      Eliminar
  2. Oh Anne e afinal qual o destino da próxima viagem?
    Não vai deixar as leitoras a morrer de curiosidade pois não? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É segredoooo! :D

      Só posso adiantar que é um país pequenino, onde nunca estive antes e cujas temperaturas estão neste momento próximas de 3ºC. Vai ser bonito, vai! :D

      Eliminar
    2. Aposto em Luxemburgo!

      Eliminar
    3. Eu aposto que será a Alemanha! :D

      Eliminar
    4. Realmente a Alemanha é um País pequenino!!!!

      Eliminar
  3. Para vires no verão, pergunta antes como andam as nortadas por aqui, sob pena de vires para a praia comer areia e andar tudo pelo ar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, já descobri que essa zona é super ventosa! O meu cabelo ao final do dia parecia um ninho de ratos, todo emaranhado :S

      Eliminar
  4. Como gastaram só 30€ para a viagem toda? Eu gasto praticamente isso para ir de Lisboa a Aveiro (só ida). Que carro é esse ou que maneira de conduzir é essa? :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcção: gastamos 35€ (não que faça muita diferença mas... confirmei agora com o marido). O carro dele é mesmo super ultra económico (já é antigo mas não conseguimos desapegar, faz-nos poupar imenso!), é um peugeot 307 a gasóleo. Quanto à maneira de conduzir, penso que não há truques :D

      Eliminar
    2. Anónimo das 11:23, eu tenho uma carrinha Megane a gasóleo e faço 1100km com 1 depósito= 70 Euros :):):):)

      Eliminar
  5. Tou confusa... há dois posts tinhas o cabelo pelos ombros e agora já está a meio das costas? Explica-me a mágica que eu também quero! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leitora atenta esta :D

      A mágica chama-se 'extensões tic-tac de cabelo natural' que é tão mas tão parecido ao meu cabelo que adoro usar de vez em quando para mudar o visual (especialmente em viagens quando 'ninguém' me conhece). Comprei-as na altura do meu casamento (fiz um penteado que exigia um cabelo enorme) e como foram caras para as deitar fora, guardei-as e vou utilizando de vez em quando.

      Por serem em cabelo humano, pintei-as da cor do meu cabelo e tenho os mesmos cuidados que tenho com o 'meu' cabelo: lavo com shampoo profissional, utilizo máscara, seco com secador... é super giro, põe-se num piscar de olhos e dá logo outro ar. :D

      Eliminar
  6. Anne queima os gorros ao homem! Acho que só na foto do casamento ele não tinha gorro 😂

    ResponderEliminar
  7. Adoro as fotos! São todas de gopro?

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig