10 abril 2017

Domingos.

Domingo é o meu dia preferido da semana, desde que me lembro. E não, não é por estar de folga (mesmo quando trabalhava ao fim-de-semana, sempre adorei o dia de domingo). É aquela coisa de ser 'o-último-dia-da-semana', acho. Domingo tem um charme próprio, que mais nenhum dia tem.

Ontem foi especialmente gostoso. Sol e dias bonitos fazem tudo ter outro encanto, certo? Fomos até a Boca do Inferno, em Cascais, depois caminhamos até a vila e paramos para um lanche num sítio com esplanada que aceitasse cães (coisa ainda rara cá em Portugal - infelizmente). No regresso parámos num género de prainha escondida e aproveitámos para darmos o primeiro mergulho da época. Soube tão bem! É incrível o bem que a água do mar nos faz!

Cascais ganha outra vida nessas altura, já se notavam os turistas (maravilhados com o nosso clima), as crianças por todo o lado com bicicletas, patins e outros que tais, parece que sai tudo à rua nessas alturas e a cidade se enche de vida. Eu adoro observar tal fenómeno! Poder terminar a semana de vestido leve, sandálias nos pés e um mergulho no mar... não tem preço :)
Na foto: Mala e chapéu Tommy Hilfiger (nova coleção) que são a coisa mais prática de sempre (a mala é bastante semelhante às Pliage da Longchamp mas num material que parece-me mais resistente) e são a cara do verão (adoro o padrão navy). O cabelo levou um corte escadeado agora para os dias mais quentes e aproveitei para dar um banho de brilho com a coloração preto-azulada (a minha cor preferida). Ahh como eu adoro esta altura do ano! Parece que tudo se renova e eu adoro recomeços :)
SHARE:

16 comentários

  1. Anne, o Rio ainda está convosco? Nunca mais mostraste nada dele, só da cadelinha da Vi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda está conosco mas está na quinta da família, no Alentejo. Lá tem espaço para correr à vontade atrás de pássaros (a maior alegria da vida dele), tem imenso mimo de todos e outros dois cães da mesma raça para lhe fazerem companhia :)

      No próximo fim-de-semana vou estar por lá a matar as saudades do meu patudo e mostro como ele está gigante! :*

      Eliminar
    2. Eu logo vi que já o tinhas despachado para outras paragens... Afinal dá muito trabalho, não é? Mais fácil ter outras pessoas para cuidar do bicho.

      Eliminar
    3. Com a mãe novamente divorciada e sem a casa com quintal lá teve de ir o cão para a família do marido...

      Eliminar
    4. Adoro quando mandam os cães para uma "quinta muito linda onde tem outros amiguinhos para brincar". É um clássico.

      Eliminar
    5. [Anónimo 14:17] - Eu não o despachei porque um cão não é uma bagagem para ser despachada. E sim, dá trabalho (como dá trabalho ter um filho ou cuidar de algo com dedicação), seria hipócrita se dissesse que ter um cão bem cuidado não dá trabalho mas já tive 3 cães e quando o Rio foi lá para casa eu já sabia ao que ia, não fui apanhada desprevenida. Vivia numa vivenda enorme com 4 pisos e jardim, o cão (que é um labrador e pesa quase 35kg) tinha espaço que se fartava. Quando casei e vim morar para o meu T2+1 sem varanda, sabia de antemão que era impossível ter um cão daquele porte na minha casa (impossível na medida em que o bem-estar e a felicidade dele estão em 1º lugar). Bem sei que há pessoal com 3 labradores e 2 serras da Estrela num T2 mas são opções, eu jamais confinaria um cão de grande porte num apartamento.

      [Anónimo 14:50] - Palavras para quê quando você claramente sabe mais da minha vida do que eu? Palminha para si, Sherlock.

      [Anónimo 14:59] - Eu adoro é que os meus animais sejam felizes, independente do que outras pessoas (especialmente anónimos e pessoas que não me dizem nada) possam pensar. O meu papel, enquanto dona e cuidadora deles, é sempre garantir que tenham a melhor qualidade de vida e conhecendo o comportamento do meu cão, é-me inconcebível imaginá-lo preso num apartamento sem espaço exterior. Cada um sabe o que é melhor para os seus, não acha?

      Eliminar
    6. Eu não critico mesmo a atitude da Anne, acho que sim, cada um sabe se si e da sua vida! Mas por acaso tenho outra opinião, eu acho que os animais só precisam de amor (e cuidados básicos, claro). Não precisam de uma vivenda ou de uma quinta com muito espaço, apesar de haver muita gente com essa opinião. Se calhar também depende do animal, claro! Mas a minha cadela é da mesma raça, tem mais de 40kg e viveu sempre numa vivenda enorme com muito espaço e outros cães. No entanto, agora vive connosco num T2 (que tem varandas mas ela nunca vai para lá, porque não quer) e é super feliz! Sempre que vai para a vivenda (que é dos meus pais) de férias só fica verdadeiramente feliz e à vontade quando volta para casa, para perto de nós.

      Eliminar
    7. Esqueci-me de dizer que sou o primeiro anónimo (14h21), não fiz nenhum dos outros comentários que se seguiram (a não ser o anterior a este, claro).

      Eliminar
  2. Como a compreendo!!!!Que tempo maravilhoso:)))E Cascais é Liiiindo!!!!

    ResponderEliminar
  3. Estive na mesma praia este domingo! :)

    ResponderEliminar
  4. Já repararam como vocês são chatos? Mesmo chatos? Porra, sempre que a rapariga escreve sobre os animais há uma brasa qualquer. No outro post sobre os cães criticaram-na por ter comprado logo dois cães de raça (um labrador e um bichon maltês)quando poderia adoptar. Agora é porque o labrador vive na quinta e não no apartamento, no outro post foi porque o bichon maltês dormiu uma noite na cama e isso é que não podia ser, deixava os cães mal habituados. Voces tornam este blog chato com as vossas pentelhices. Get a life!

    ResponderEliminar
  5. Eu acho piada ao fenómeno do comprei.um.cao.mas.agora.enjoei que acomete as top bloggers do nosso país. A Pipoca Mais Doce nunca mais abriu o bico para falar do Manolo, presumo que já o tenha despachado. A Cocó na Fralda e seu Mojito nunca mais ninguém pôs a vista em cima. E a Anne não poderia ficar de fora dessa moda, também arranjou maneira de correr com o Rio de casa. Mais vale uma pessoa ser pobre mas valorizar a serio os seus animais do que andar a fazer figuras de madameca e depois é o que se vê: animais abandonados.

    ResponderEliminar
  6. Concordo em absoluto. Domingo é quando nos aproximamos de nós mesmas. Beijinhos

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig