20 setembro 2017

Eu, culpada, confesso: #2

Não perco uma "boa" história por nada nesse mundo!

Como assim, Anne? Pessoas, eu sou muito curiosa. Acho mesmo que passo todos os limites da curiosidade, eu não caibo em mim quando quero descobrir alguma coisa. Se uma pessoa falar para mim "olha, eu depois preciso te contar uma coisa... lembra-me mais tarde" eu fico louca, é mesmo o pior que me podem fazer. Eu não durmo, eu não como, eu não faço NADA até que essa pessoa chegue até mim e conte. Acho que isso já ultrapassa os níveis normais de curiosidade de uma pessoa, certo?

Tudo isso para dizer que esses dias fui lanchar num café a meio da tarde (só tinha feito 20 minutos de hora de almoço e 'guardei' o restante para lanchar depois) e enquanto eu comia a minha tosta e lia as desgraças no Correio da Manhã, estalou uma mega confusão no café, uma gritaria daquelas, uma senhora a brigar com outra senhora (esta era de etnia cigana - já podem imaginar o sururu que foi), ameaças com polícias, o dono do café a ter que ir separá-las enquanto a cigana se ria e dizia que bem podia chamar a polícia que ela não tinha medo, que os polícias com ela não se metiam... E eu ali, especada com a minha tosta na mão, a apreciar o espetáculo. Demorei o triplo do tempo que demoro normalmente, só para inteirar-me de toda a confusão. Sim, adoro essas cusquices de bairro! Mas alguma vez eu era capaz de me ir embora do café e perder o desfecho da confusão? Ahahaha nem pensar!

Eu sei que é feio, que ninguém assume que gosta de ouvir as barracadas dos outros mas eu assumo sem problemas: eu divirto-me! Dou gargalhadas internas enquanto penso "havia de ser comigo...". No outro dia, nas raras vezes em que apanho o metro, presenciei uma acalorada briga de namorados, daquelas com direito a insultos em alto e bom som. Era suposto eu sair no metro do Chiado mas curiosa que eu estava com a briga, deixei passar duas estações para acompanhar o desfecho (sim, pessoas, eu não sou normal). Depois tive que apanhar um elétrico e voltar tudo para trás mas era o meu dia de folga, valia a pena perder uns minutinhos para ficar a saber do bafão! :P

Quem está comigo no time das cuscas? ;)
SHARE:

11 comentários

  1. Amo e pratico a arte da cusquice, estou contigo. Adoro assistir a confusão :D Mas ao longe, para não me envolverem nela.

    ResponderEliminar
  2. Também não teria vergonha nenhuma em assumir isso — porque havemos de esconder aquilo que somos? :)

    A questão é que sou exactamente ao contrário, não sou nada, nada curiosa. Não me importo nada de esperar para saber as coisas, não fico nada ansiosa :P Quanto à barracada, no máximo ficava para ver se precisavam de ajuda ou assim, mas normalmente prefiro fugir dessas confusões.

    ResponderEliminar
  3. Eu acho é uma maldade não contar o final dessas histórias!!!
    E pronto, com esta, eu curiosa me confesso :P

    ResponderEliminar
  4. Também sou assim na parte em que me dizem que depois precisam falar comigo e eu obrigo a pessoa a dizer logo o que tem para falar, ou pelo menos dar uma pista só para eu não passar o dia ou a noite ansiosa para depois nem ser nada de especial. Quanto a discussões alheias detesto e saio o mais depressa possível do local, não vá por algum motivo sobrar para mim...acho feio discussões em publico, não gosto de as fazer mas também não gosto de as ver.

    ResponderEliminar
  5. Normalmente assisto, mas não deixo de fazer a minha vida normal, para ver o desfecho :)

    ResponderEliminar
  6. Garota adoro-te por admitires tal facto que eu tento esconder. Estou contigo :) IAN

    ResponderEliminar
  7. Eu não gosto de estar perto quando há barraca porque tenho medo que sobre para mim, ahah!

    ResponderEliminar
  8. Ai, o quanto me identifico com isso...
    Conhece o Paulo Vieira? Morra de rir com os níveis de fofoca na nossa vida:
    https://www.youtube.com/watch?v=d7t6_5P8jF8

    ResponderEliminar
  9. Vaaaaa, duas estações acho que não andaria, mas a tosta tava lá a tarde toda ejej
    Sou igualinha :)

    ResponderEliminar
  10. Estamos juntas!
    Sou daqueles que está com um ouvido na minha mesa e o outro na mesa ao lado, quando a conversa vale. É feio? É! Mas há coisas boas demais para deixar passar... ahahah

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig