15 outubro 2017

Fiz uma loucurinha!

E comprei estas botas da imagem!

Sim, vão até acima do joelho. Não, eu não tenho as pernas desta gaja mas tenciono usar mesmo assim. Experimentei-as na loja, senti-me super bem (e adorei me ver com elas), são do mais confortáveis que há (o salto pequenino ajuda, é um facto), são numa cor invulgar (não tinha nenhumas botas em cinzento) e foram baratas para o que são: umas botas "da moda", que talvez no ano que vem já tenha enjoado, por isso não quis comprometer-me e gastar muito dinheiro.

Por norma, malas e sapatos são sempre em pele (pela durabilidade, pela beleza e pelo conforto) mas desta vez abri uma excepção. Não vou dar 100€ por umas botas tão tendência, nem pensar. Sei que a Zara têm umas do mesmo género, em pele, mas não são para mim. Se for para investir, que seja em modelos intemporais de qualidade. Botas assim tão vistosas, só mesmo nas fast-fashion do costume.

                        (estas foram da Primark, custaram 27€ e existem também em preto)

Andei desde o ano passado de olho numas botas over the knee mas sempre achava que "não era para mim" porque tenho pernas daqui até a China e achava que só modelos de 1,80m e 50kg é que as podiam usar. E não tem nada pior do que ficar com vontade de usar algo e desistir da ideia por preconceitos parvos ou por medo da opinião dos olhos. Eu gosto? Gosto. Meu marido gosta? Adora. Então, foda-se todo o resto. Foi o que fiz e senti-me mesmo bem! Já passaram por alguma situação do género? Em que gostam mesmo de uma peça mas por complexos ou por acharem que "não era para vocês" acabaram por deixar ficar na loja?

Gostei tanto que acabei por trazer um par em preto (custou 25€), num material diferente: são maleáveis, tipo camurça, e ajustam-se lindamente (têm um cordão para dar um lacinho no topo da coxa), gosto especialmente do facto de serem dobráveis e não ocuparem quase espaço nenhum... excelente para as duas próximas viagens que tenho (tudo para países com máxima de 8ºC). Adoro!
SHARE:

13 comentários

  1. Boa!! Ainda bem que decidiste comprar as botas.Foi o que eu disse....Gostas??Compras!!!
    Bjs Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei ali num momento de indecisão agarrada com elas em frente à caixa da Primark, do género "e agora? levo? Não levo?" até que ganhei coragem. E assim como assim, também foram baratinhas e não se perde muita coisa se eu entretanto não lhes der muito uso (o que não me parece, porque adoro me ver com elas).

      Um beijinho :*

      Eliminar
  2. Eu eu eu!
    Gosto imenso dessas notas mas vendo que nem toda a gente fica bem, e sendo eu uma mediana com coxas e rabo, sempre considerei que seria algo impensável...Estou a pensar em ir espreitar essas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh minha amiga... coxas e rabos? Dá cá mais cinco! :D
      Eu já desisti de ficar frustrada por não "poder" vestir isso ou aquilo, simplesmente caguei pra opinião dos outros e se EU gosto, Eu visto. Simples assim! Experimenta e depois conta-me!

      Eliminar
  3. Sim! Mom jeans - adoro ver nos outros mas sou incapaz de usar! Apesar de ser alta e magra, tenho ombros e ancas largas, que me demovem sempre de usar esses estilos (por achar que só ficam bem a corpos sem curvas). Quanto às botas, não gosto pois têm um ar muito trashy (não propriamente estas, mas todos os modelos knee high que já vi), mas aplaudo a Anne pois acho que, acima de tudo, quem tem de adorar e sentir-se confiante é quem usa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho mixed feelings com as mom jeans. Já experimentei e parecia um sacão de batatas, não gostei mesmo nada. Mas tal como tu, adoro ver nos outros.

      Quanto às botas, fiz questão de escolher dois modelos com saltos rasos porque acho que dependendo do salto poderia dar um ar muito estranho e não era isso que eu pretendia.
      :)

      Eliminar
  4. Na minha terra, são as chamadas botas de p.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terra de gente pouco culta. Existe em muitos lados.

      Eliminar
    2. Que comentário, essas botas mesmo sendo acima dos joelhos são muito informais e não chamam tanto atenção como vocês pensam. Agora não concordo quando menciona o marido. O marido não tem que se meter nas suas escolhas.O que interessa é que tenha bom gosto, a partir daí ninguém deve opiniar.

      Eliminar
    3. Anónimo 19:18

      Eu acho que se ela gosta, é o que basta. Mas se o marido gostar é ainda um incentivo, um extra, contra o resto dos que acham botas de p...

      Eliminar
    4. Na minha terra, cada um é livre de usar o que quiser. Ainda bem que não vivemos no mesmo sítio :)

      Quanto ao meu marido, eu gosto muito de ouvir a opinião dele em diversos assuntos, inclusive na roupa. Não deixo de comprar algo se ele me disser que não gosta (era o que mais faltava!) mas adoro quando ele diz "epá, estás mesmo gira com isso vestido/calçado", por isso o fato dele gostar desse estilo de botas ainda me motivou mais para a compra :)

      Eliminar
  5. Anne! Fez muitíssimo bem em comprar se gostou e se sente confortável. Estou consigo nessa, já passei por várias situações semelhantes mas cheguei sempre à mesma conclusão. Só nós nos temos de sentir bem, os outros irão senti-lo se assim for, havemos de transmiti-lo. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso! A nossa opinião tem que prevalecer sobre o pensamento "mas o que será que vão achar?". Isso é o menos... temos é que sentir que estamos bonitas, isso sim :)
      Beijinhos

      Eliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig