27 dezembro 2017

Então e esse Natal?

O meu foi óptimo, muito melhor do que eu estava à espera. Estava desejosa que essa data se esfumaçasse do meu calendário, queria dormir no dia 23 e acordar no dia 26 de dezembro, saltando alegremente o Natal deste ano. Mas como dizia uma amiga "Mas Anne, Jesus não tem culpa das nossas desgraças né? Vamos celebrar o aniversário dele!" :)

Este ano o Natal foi em casa da minha mãe e foi maravilhoso! Só a nossa família mais próxima (somos poucos por cá), comida boa, aconchego do lar quentinho, muitas prendinhas (este ano surpreenderam-me, só ganhei coisas lindas e não troquei nada hahaha).

Já deito bacalhau e peru pelos olhos (desenganem-se, eu adoro a "roupa velha" e por mim comia os "restos" do natal até 2018 mas era taaanta comida que eu fartei-me logo e enjoei), por isso hoje não aguentava mais ver sobras do Natal. Fomos ao shopping jantar uma comidinha diferente e aproveitei para passar pela Michael Kors para fazer reclamação de uma mala que comprei no fim de Janeiro deste ano (pvp 398€) e que está com os 4 cantos completamente desgastados (estando um deles mesmo todo rasgado). Não se admite que uma mala deste valor dure tão pouco tempo!

A mala é toda em pele e não estava nada à espera desse desfecho, nem um ano aguentou... Compro artigos da marca há anos e foi a primeira vez que tive um "problema" deste tipo. A gerente foi impecável e na mesma hora ofereceu uma solução: ou fariam gratuitamente a reparação da mala ou devolviam o valor em "vale" para trocar por outra mala. Como estava desiludida com o modelo actual que deu problemas, acabei por trocar por outra mala da nova colecção. Trouxe esta:



O modelo é o Dillon, em couro saffiano (inevitavelmente o melhor tipo de pele da MK - dura uma vida). 

É certo que as malas da Michael Kors não são muito baratas mas a Política de Atendimento ao Cliente deles é fantástica e compensa! Estive quase um ano com uma mala, que apresentou problemas e em menos de 5 minutos ofereceram outra mala nova, do modelo e cor que eu quisesse. Foi a primeira vez que fiz valer a "garantia dos 2 anos" mas fiquei a saber que, caso o artigo apresente desgaste fora do normal/problemas de fabrico dentro dos dois anos, é só levar à loja que eles arranjam uma solução (reparação ou troca por outro artigo à escolha). Eu já nem tinha mais a fatura comigo mas como registo sempre as compras na ficha de cliente, bastou dar o meu telemóvel e encontraram logo a compra. 

Gosto tanto quando a marca dá a cara pelo produto e assume eventuais problemas... (o mesmo já não posso dizer da Bimba y Lola - nem sei por que raios continuo a comprar lá - tenho duas malas com transferência de cor (mesmo após impermeabilização) e uma delas com a alça a descoser, ninguém se chega à frente). As marcas podem não levar fé mas a política pós-venda faz toda a diferença na fidelização dos clientes :)
SHARE:

2 comentários

  1. Bem tens mesmo azar com as tuas malas. Eu tenho de várias marcas e tirando uma vez, uma le pliage (em meia dúzia delas) que os cantos descoseram mas a marca arranjou, nunca tive problemas deste género. Até as da ByL, quer seja de tecido ou de pele, nunca tive mesmo nenhum problema, e estou a falar de modelos com alguns anos e muito uso. Por isso tu vai tomar um banho de sal grosso eheheh, isso deve ser azar e inveja à mistura.

    ResponderEliminar
  2. Concordo que seja inadmissível uma mala desse valor ter esse tipo de problemas em menos de um ano. Eu tenho umas botas da salsa que também foram pouco mais de 100€ e em menos de um mês a pele desgastou toda.também devia ter ido reclamar mas falta-me a paciência.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig