09 outubro 2018

Sobre aceitar quem somos.

Já andava a pensar nisto a algum tempo, confesso. O meu cabelo estava a meio das costas, comprido, pesado (eu tenho mesmo muito cabelo), já não havia forma de o modelar com o babyliss (ficava com ondas mas passado 1 hora já estava escorrido de novo) e... pior, como estou há quase um ano sem fazer qualquer tipo de progressiva/alisamento, notava-se bem que a metade superior do cabelo estava com muitas ondas e as pontas completamente lisas, finas e sem jeitinho nenhum.

Como não tenciono enfiar mais química no cabelo (por vários motivos: senti que afinou muito o fio do meu cabelo, as pontas estavam espigadas, obrigava-me a fazer constantes manutenções que eram a volta dos 120-150€ e como tenciono engravidar em breve, o meu médico proibiu-me colorações e alisamentos com formol), de maneira que só tinha uma solução em mente: cortar TODO o cabelo com química (que já não voltava à sua forma natural, com caracóis) e assumir que sim, Deus nosso Senhor me fez com cabelos ondulados e volumosos, não vou mais andar a contrariar a minha natureza. Durante ANOS da minha vida sonhei com um cabelo lisérrimo e espelhado... fazia autênticas loucuras para o ter assim, esticadinho: dormir de rolos na cabeça, passar uma hora ou mais com uma prancha de 280º a queimar-me o couro cabeludo, alisamentos com formol que me ardiam os olhos e a boca... tudo em prol do cabelo de japonesa perfeito. Chega! Estou farta disso, estou numa fase da minha vida em que os padrões já não me interessam, quero é ser feliz e saudável com o que sou.

Pois que então rumei à minha cabeleireira e disse-lhe: "quero me corte todo o cabelo que está alisado com química e estragado..." e ela arregalou muitos os olhos e disse: "tens a certeza? vai ser praí metade do teu cabelo, vai ficar curtíssimo..." e eu, convencida, disse apenas "mete a tesoura sem dó nem piedade... quero meu cabelo saudável de volta" e assim lá se foi mais de metade do meu cabelo:


A primeira impressão foi: "oh meu Deus, que bosta é que eu fiz? Vou ficar com mega cabeção tipo a Cassandra do Sai de Baixo!" mas ao mesmo tempo foi super libertador ver o meu pescoço de volta, a leveza e o movimento que só os cabelos curtos têm. Ela fez-me um brushing porque precisava acertar o corte para que ficasse bem retinho atrás, mas eu estou mortinha por ver como vai ficar ao natural (só amanhã é que vou lavar), pelo meio ganhei vários elogios da minha cabeleireira: "mas o teu cabelo natural é tão bonito, tão fácil de moldar se souberes lidar com ele..." pois, aí está o problema: eu sempre achei que cabelos encaracolados davam imenso trabalho para cuidar enquanto o liso é só acordar, pentear para um lado e para o outro, já está.

(esse gif define o meu atual estado: maravilhada com o meu cabelo de volta, cheio de volume e balanço!)

Vamos ver como vai correr a experiência. Também se correr mal não vai haver grande volta a dar, vamos ter que esperar crescer. Estou bem feliz de imaginar a poupança extraordinária que vou fazer em shampoos, máscaras (e o dinheirinho que eu gasto em máscaras importadas, meus amigos, não é brincadeira), óleos, séruns e afins... Devia ter cortado antes, é só o que vos digo! Por enquanto estou na fase da empolgação, quando lavar e deixar secar ao natural é que vão ser elas hahahaha mas eu venho cá vos contar.
SHARE:

9 comentários

  1. Por vezes, faz-nos bem arriscar um pouco :)

    Fico por aqui à espera do resultado depois da lavagem e secagem ao natural :)

    (eu apanho sempre um choque, porque noto que ficou mais curto do que parecia, mas depois passa - até que volte a olhar para o espelho ahaha)


    beijinho :)

    ResponderEliminar
  2. Eu sou o oposto. Tenho o cabelo supeeeer liso. Daqueles pingões mesmo. Sem volume nenhum. Daqueles que posso lavar, deixar secar ao natural ou ir apara cama com ele molhado (eu sei que não se deve fazer mas às vezes a preguiça fala mais alto) que no dia seguinte ele está liso e normal. Dizem que nunca estamos contentes com o que temos. Quem tem liso quer caracóis, quem tem caracóis quer liso!
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. VOCÊ FICA LINDA DE QUALQUER JEITO .MEU CABELO TANBÉM E ONDULADO E EU ADORO. BEIJINHOS ANNE ESPERAMOS POR SEU BEBÉ LINDO E FOFO.

    ResponderEliminar
  4. Quero ver foto do após!
    Muito cuirosa

    ResponderEliminar
  5. Eu há pouco mais de um ano também decidi cortar bem curto o meu cabelo "rebelde e com ondas" (nem caracóis faz, na verdade) e foi a maior aventura que fiz no cabelo (fiquei tipo o GIF que colocou xD), não porque tivesse aplicado químicas mas porque ele resseca muito e estava enorme e sem vida nenhuma. Não me arrependi nada. Por vezes tenho saudades do cabelo compridão mas desde então acho-o tão mais fácil de trabalhar e tão mais saudável que o faria de novo. Entretanto passei um ano sem cortar por vários motivos não consegui e há um mês fui mudar-lhe o corte e adorei o resultado, novamente mais curto.
    Adoro e aposto que o seu está o máximo. Boa! É sempre tão libertador fazer o que sentimos que é melhor :) e mais saudável e natural. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Está linda de certeza!
    Gostei de a ver por cá e com o seu estilo muito próprio!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. LIN-DA!
    Por mais momentos assim e para que possamos sentir-nos confiantes na nossa pele, ao natural. A Anne é linda por dentro e por fora!
    E por favor, mantenha-se afastada dos alisamentos com formol, aquilo é veneno para nós

    ResponderEliminar
  8. Adorei, Anne!! Tb estou numa fase assim. Depois de anooos a fazer madeixas para aclarear o cabelo, decidi que já chegava de o maltratar e há mais de um ano q não vai uma química neste cabelinho e está muito mais saudável, não parte, não resseca.. super recomendo! Um dia olhei para o cabelo do meu filho (que tem o cabelo igual ao meu) e pensei “é tão bonito o cabelo dele, pq pinto o meu?”. Foi remédio santo! Nem vou falar do dinheiro q se poupa, mas no que é bom aceitarmos como somos e tirarmos o melhor partido disso. Aposto que ficaste lindíssima! Bjs

    ResponderEliminar
  9. Pois eu há mais de dois anos que decidi assumir plenamente os meus cabelos brancos. Demorou até chegar lá, porque como sempre usei o cabelo curto, não podia curtar muito de cada vez e cheguei a ficar com 3 cores,portanto, linda (hihihi...). Nem tenho assim taaantos cabelos brancos, considerando que já passei os sessenta. Mas foi cá um alívio deixar de me preocupar com as raízes e com pinturas. Quanto à Anne.... como eu sempre desejei ter o cabelo encaracolado. É mesmo verdade, "a gente nunca está bem com a vida que tem". Aposto que lhe fica muito bem e que já não vai querer outra coisa (poupa trabalho, poupa dinheiro, poupa tempo, poupa preocupações, poupa tudo, até poupa no champô e na água, ehehehe...). Beijinhos e que tudo lhe corra o melhor possível e que os seus sonhos se concretizem.

    ResponderEliminar

© A GAROTA DE IPANEMA . All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig